sábado, 25 de março de 2017

REPRESENTANTE COMERCIAL É PRESO EM CAJAZEIRAS VENDENDO MASSAGEADOR EM NOME DO SUS


O Grupo Tático Especial (GTE) da Polícia Civil de Cajazeiras prendeu, nesta quinta-feira (23), um representante de uma empresa do estado de Minas Gerais identificado como Max David de Melo.

O homem está sendo acusado de estelionato após lesar vários idosos e pessoas em vários bairros da cidade, bem como nas cidades São João do Rio do Peixe e Sousa, com a venda de um aparelho massageador com infravermelho, usando o nome do Sistema Único de Saúde (SUS) e do médico Dráuzio Varella. Ele prometia curar várias doenças.

O que chama atenção é que o massageador era vendido por R$ 1.800, sendo que o valor do produto custa em torno de R$ 100 com frete grátis em diversos sites de venda na internet.

O caso só foi descoberto pela polícia quando uma vítima tentou desfazer-se da compra e o representante se negou a desfazer a negociação. Diante da denúncia, os agentes do GTE cairam em campo conseguindo prender o representante que, no momento da detenção, tentou rasgar o contrato feito com um das vítimas.

O representante da empresa e alguns vendedores, além material aprendido, foram encaminhados para delegacia de Cajazeiras, onde foi autuado pelo crime de estelionato, ficando à disposição da Justiça.

Segundo o delegado do caso, foram apreendidos 43 aparelhos e vários contratos de possíveis vítimas, que poderão comparecer à delegacia para conseguir reaver seu dinheiro.


FONTE: ANGELO LIMA
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário