segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Jovem é baleada dentro de loja em Cajazeiras

Uma jovem identificada como "Carol", foi alvejada a bala por volta das 17 hs desta segunda-feira (27). De acordo com informações, a jovem estava acompanhada do seu esposo em uma loja de motopeças, quando dois homens chegaram de moto e encapuzados e um deles passou a efetuar vários tiros contra a jovem Carol, atingindo a região da cabeça, tórax e pernas..

Rapidamente, o Samu foi acionado, prestando os primeiros socorros a vítima que foi encaminhada ao HRC.

O estado de saúde de Carol é gravíssimo. A PM esta realizando diligencias afim de localizar e prender os autores do crime.

CzAgfora





terça-feira, 7 de novembro de 2017

SINFUMC denuncia aumento de folha de até 30% na Prefeitura de Cajazeiras


SINFUMC – A INTOLERÂNCIA DA GESTÃO

COMO CONVENCER QUE HÁ CRISE NO TESOURO MUNICIPAL, SE A FOLHA EXTRA SÓ AUMENTA?


1º Caro servidor municipal efetivo, em uma gestão municipal que diz ser austera com o erário público, você daria crédito a esse discurso, ao observar o aumenta da folha de comissionados e contratados a cada mês?


2º – Os sócios do SINFUMC que ainda não receberam os valores atualizados dos salários atrasados de 2008 e 2012, vendo esse arbítrio posto em prática pelos que gerenciam a coisa pública municipal, em apenas nove meses de gestão, entenderiam que há falta de dinheiro no tesouro municipal, ao ponto de esticar a tabela de pagamento para o dia oito do mês subsequente?

3º – Você servidor efetivo que está diretor da escola municipal até então, acredita que para “solucionar a crise financeira” da prefeitura local, deve permitir que, a gestão municipal se apodere ilegalmente de 20% de sua gratificação, legitimada no Plano de Cargos do Magistério e no Plano Municipal de Educação?


4º – A prefeitura de Cajazeiras afirma não ter dinheiro para implantar nos contracheques dos servidores efetivos a insalubridade e o abono de permanência, garantidos pela Carta Magna de 1988. Mas, para sustentar a plateia Clark de janeiro a agosto do ano em curso, não faltou dinheiro, conforme demonstra o Sagres do TCE/PB.

Por outro lado, durante a Idade Média época da Dinastia Merovíngia, norte da Gália, entre os anos 400 a 600, os herdeiros de Clóvis, dividiram o poder, o território e a riqueza por quatro. Mas, os meninos herdeiros não souberam administrar a coisa pública naquele tempo, pelo fato de serem indolentes. Isto é, gostavam dos prazeres: competição de arco e flecha, caça as raposas, aos lobos, piqueniques com a rainha e com algumas princesas da corte semanalmente, passeios dentro do território real e por outras plagas sem nenhuma finalidade administrativa, tudo isso era pago pelos contribuintes, pelo povo súditos da dinastia. Porém, nesse período havia uma figura muito habilidosa, cargo comissionado também, denominada de majordomus, mordomo do palácio, prefeito do palácio, funcionário da mais alta confiança do indolente rei. Então, este comissionado vendo a falta de compromisso de sua majestade para com o povo, a sua ausência repentina no trono, além de demonstrar ser um analfabeto político no período medieval, o comissionado prefeito do palácio tramava contra o rei indolente, ou seja, as ordens dadas pelo monarca não eram cumpridas, os decretos palacianos eram rasgados, chegando ao ponto de destroná-lo e assumir o cargo real em definitivo.

Portanto, servidor municipal efetivo e sócio do sinfumc, observe a história medieval e a contemporânea, depois reflita e veja se há alguma semelhança entre o passado e o presente na Região Nordeste, nos Sertões e no Semi-Árido do território brasileiro, com pessoas autoridades do executivo… .

Outrossim, qualquer discordância, inquietação ou coisa do gênero, favor buscar respostas nos fatos históricos de ontem e de hoje.


Cajazeiras, 06 de Novembro de 2017


A DIRETORIA DO SINFUMC

domingo, 5 de novembro de 2017

Ministra dos Direitos Humanos falsificou seu curriculum vitae


Ao divulgar a nomeação da desembargadora aposentada Luislinda Valois para o Ministério dos Direitos Humanos, o Planalto destacou que a biografia dela incluía o "título de embaixadora da paz da ONU em 2012".

O jornal Folha de São Paulo descobriu que este posto não existe. A homenagem à ministra foi dada por uma ONG fundada pelo líder religioso coreano reverendo Moon, que se autoproclamava "messias".

O caso remete a incidente que também envolveu Dilma Rousseff, que tinha incluído um doutorado em economia, na Unicamp, que não possuía.

A entidade que ele dirigia prestava consultoria para a Ecosoc, o braço social da ONU, que reconhece a parceria, mas diz que "nenhuma instituição ou empresa está formal ou legalmente autorizada a representar ou a falar em nome das Nações Unidas ou de qualquer Departamento do Secretariado da ONU".

Com informações e foto do blog do jornalista Políbio Braga.

sábado, 28 de outubro de 2017

Pedestres e ciclistas poderão ser multados de acordo com nova norma do Denatran

Foto: Diário do Nordeste

O Departamendo Nacional de Trânsito (Denatran) determinou em nova resolução, definida nesta sexta-feira (27), que pedestres e ciclistas que praticarem atos considerados imprudentes nas vias do País poderão ser multados a partir de 2018. A norma entra em vigor em 180 dias, valendo a partir de abril do próximo ano.

A resolução estabelece que constatada a infração pela autoridade de trânsito, o auto de infração deverá ser registrado com o nome completo e número do documento de identificação do infrator e, quando possível,endereço e número do CPF. Quando o autuado for um ciclista, o agente de trânsito deve anotar as informações disponíveis da bicicleta tais como marca e modelo.

Entre os atos, pedestres que ficarem no meio da rua ou atravessarem fora da faixa, da passarela ou passagem subterrânea, a multa aplicada será de R$ 44,19, metade do valor da infração leve atual. Já os ciclistas que andarem onde a circulação não é permitida, ou guiarem de ‘forma agressiva’, receberão punições de R$ 130,16, valor da infração média.

Ciclistas que andarem em vias de trânsito rápido, que não têm cruzamentos, ou pedalar sem as mãos e transportar peso incompatível, também receberam multa. Quando não houver ciclovia, ciclofaixa, ou acostamento, o ciclista deve andar na lateral da pista, no mesmo sentido de circulação dos carros.

Ainda segundo a nova resolução, quem utilizar s vias para festas, práticas esportivas, desfiles ou atividades que prejudiquem o trânsito, sem a devida autorização, poderão ser multados.

sexta-feira, 27 de outubro de 2017

NEM A DELEGACIA ESCAPA; Elemento furta equipamentos de construção da delegacia de Cajazeiras


Agentes da Delegacia de Polícia Civil de Cajazeiras prenderam nessa sexta-feira (27) José Erivelton de Sousa, após furtar diversos objetos de uma construção na sede da delegacia de Cajazeiras

José Erivelton de Sousa, já é bastante conhecido por essa pratica delituosa e na madrugada desta sexta-feira ele foi até a delegacia de Cajazeiras onde passou a furtar retrovisores de motos apreendidas e equipamentos para construção civil de ampliação da DP.

Diante deste caso ao verificar no sistema de segurança o indivíduo foi registrado pelas câmeras de segurança.


Os agentes passaram a procurá-lo encontrando o mesmo no bairro dos Tecedores setor sul da cidade onde efetuaram sua prisão e recuperando alguns objetos.

Erivelton foi encaminhado à delegacia de Cajazeiras onde será encaminhado ao Presídio do pelo crime de Furto qualificado.



FONTE: ANGELO LIMA

quarta-feira, 25 de outubro de 2017

China pune 1 milhão de corruptos em maior expurgo desde Mao

Direito de imagemAFP
Mais de 1 milhão de funcionários públicos já foram punidos até agora

Desde que se tornou a principal liderança da China, em 2012, Xi Jinping vem comandando uma grande e implacável campanha anticorrupção que já puniu até agora mais de 1 milhão de funcionários públicos.

Mais de 170 ministros e vice-ministros foram demitidos e muitos deles acabaram na prisão após serem acusados de crimes como corrupção, má conduta e transgressão das diretrizes do partido.

Essa é a conclusão de um estudo realizado pela BBC que mostra o que alguns descreveram como um expurgo interno sem precedentes de opositores, em uma dimensão nunca antes vista desde Mao Tsé-Tung (1893-1976).

Arquiteto e fundador da República Popular da China, Mao se livrou de muitos altos comandantes do partido. Ele governou o país de sua criação, em 1949, até sua morte, em 1976.

Xi acaba de ser elevado ao mesmo status que Mao. Por unanimidade, seu nome e sua teoria de governo foram incluídos na constituição do partido.
Expurgo

A maior diferença é que desta vez muitas convenções que existiam no Partido Comunista Chinês (PCC) desde a época de Mao foram quebradas.

Várias autoridades estatais, por exemplo, foram julgadas e figuras proeminentes discretamente retiradas de cena.

Nos últimos cinco anos, 35 membros com e sem direito a voto no poderoso Comitê Central do PCC foram punidos.

Ou seja, quase o mesmo número dos que tiveram a mesma sorte entre 1949 e 2012.
'Na mira'

Os dados oficiais indicam a punição de 1,34 milhão de funcionários do governo em todos os níveis (apelidados de "tigres e moscas") durante os primeiros cinco anos do governo Xi.

Eles foram acusados de corrupção e transgressões disciplinares.

Nenhuma área foi poupada: as baixas atingiram desde líderes de vilarejos e gerentes de fábricas, passando por ministros e generais do governo.

A chamada "grande limpeza" atingiu, inclusive, a cúpula do regime.

Um caso emblemático foi o de Zhou Yongkang. Ex-chefe da segurança interna, ele foi condenado à prisão perpétua por suborno, abuso de poder e "intencionalmente revelar segredos nacionais".

Já Sun Zhengcai perdeu o cargo de secretário do partido na cidade de Chongqing. Também se tornou o quarto membro do politburo - o comitê que reúne as principais lideranças do PCC - a ser expulso do partido.

Ele tinha ascendido à cúpula do governo chinês antes de Xi chegar ao poder e havia a expectativa de que poderia futuramente liderar o politburo.

Quase 70% dos membros do Comitê Central serão substituídos no Congresso do Partido Comunista, que acontece desde a semana passada.

Mas, na maioria dos casos, o motivo não está ligado à corrupção ou a transgressões semelhantes, mas à idade.

Muitos dos membros do Comitê têm mais de 60 anos e, de acordo com a tradição, devem se aposentar.
Exército

Nenhuma área foi reestruturada de forma mais radical pelo governo do que a militar. Xi foi rápido em reorganizá-la e modernizá-la em grande escala.

Mais de 60 generais foram investigados e demitidos como parte de um plano para inserir um estilo ocidental de comando conjunto e colocar jovens em postos de comando.Image captionReestruturação atingiu em cheio área militar

Mesmo quando os delegados começaram a se reunir em Pequim para o Congresso, o ritmo da campanha de expurgo não dava sinais de desaceleração.

Dois generais, Fang Fenghui e Zhang Yang, desapareceram da cena pública no mês passado e uma série de investigações de alto nível foi anunciada.
O que Xi quer?

A expectativa é que Xi permaneça como chefe do partido, mas que uma nova leva de líderes surja - o que ajudará o presidente chinês a consolidar o seu já amplo poder.

Se tudo sair conforme planejado, ele deverá pôr seus aliados mais fiéis em posições-chave. Desde sua ascensão ao comando da China, vários deles foram promovidos.

O poder de Xi ficará patente quando os sete lugares do Comitê Permanente do Politburo estiverem ocupados.

A identidade de seus membros (e dos que compõem o politburo) será revelada nesta quarta-feira, tão logo o congresso acabe.

Mas, de acordo com analistas, Xi e Wang Qishan, seu chefe anti-corrupção e braço direito, usaram essa campanha de limpeza para ajudar a determinar quem será o novo líder da China.

O PCC tem governado por consenso há décadas, mas analistas dizem que Xi está reescrevendo as regras e concentrando o poder em suas próprias mãos.

Seus críticos o acusam de fomentar um culto de personalidade. Eles afirmam que a maioria dos altos funcionários que foi punida apoiova seus opositores ou ex-líderes, como Jiang e Hu.

Já os defensores de Xi alegam que a campanha anticorrupção é necessária para restaurar a credibilidade do partido, em um momento em que a China caminha para substituir os Estados Unidos como a maior economia do mundo.


http://www.bbc.com

FUMINC destina R$ 130 mil para vinte e um projetos culturais na cidade de Cajazeiras

A Secretaria Executiva de Cultura de Cajazeiras, por meio do Fundo Municipal de Incentivo à Cultura (FUMINC), está destinando R$ 130.000,00 (cento e trinta mil reais) para (vinte e um) projetos culturais, aprovados em seleção entre (sessenta e nove) concorrentes.



Os referidos projetos fomentarão diversas atividades e manifestações culturais na cidade de Cajazeiras, tais como: literatura, dança e música, cinema, audiovisual, cultura popular, teatro e artesanato. Do montante de R$ 130 mil, 15% serão destinados à manutenção do fundo.

Os critérios adotados pela Comissão Organizadora, que analisou os projetos foram: qualidade do projeto e sua organização, coerência entre os objetivos, justificativas, metas e ações, tempo previsto para realização e orçamento, proposta de maior abrangência, contrapartida social e currículo do proponente.

Secom-CZ

VEJA VÍDEO: Lula é recebido sob gritos de ladrão em Minas Gerais




Durante visita em Minas Gerais, Lula não foi recebido somente por militantes do MST. Havia também manifestantes intervencionistas.
Em certo momento, o grito dos vermelhos ficou pequeno em relação aos gritos dos intervencionistas.

A situação de Lula está tão difícil em Minas, que a caravana foi obrigada a mudar de rota em algumas ocasiões.


Fonte: Papo TV

terça-feira, 24 de outubro de 2017

TCE alerta prefeito de Cajazeiras por déficit no FUNDEB, na saúde e falta de pagamento à previdência

O Relator Conselheiro do Tribunal de Contas da Paraíba, Oscar Mamede Santiago Melo emitiu nesta segunda-feira (23), alerta ao prefeito de Cajazeiras, Sertão da Paraíba, José Aldemir Meireles (PP), sobre limite de gastos com saúde, previdência, folha de pessoal e educação.

De acordo com o TCE, o entendimento técnico contido no Relatório de Acompanhamento da Gestão, que tem o intuito de prevenir fatos que comprometam resultados na gestão orçamentária, financeira e patrimonial identificou: déficit na execução orçamentária, ausência de registro individualizado de rendimentos financeiros decorrentes da aplicação de recursos do FUNDEB e descumprimento das normas Constitucionais referente aos limites mínimos de aplicação em saúde, de janeiro a agosto deste ano.

O TCE informou também que as despesas com ações e serviços públicos de saúde alcançaram apenas 13,08% das receitas de impostos e transferências de impostos, quando deveria ser de no mínimo 15% e apontou descumprimento das normas legais no quanto ao limite de gastos com pessoal, além de ausência de pagamento regular das obrigações patronais devidas e ausência de pagamento regular das obrigações devidas ao Regime Geral de Previdência Social.

O Tribunal de Contas, através do relator solicitou ao prefeito que adote medidas de prevenção ou correção para as falhas apontadas pelo órgão.

Relatório final da CPI da Previdência afirma que deficit não existe

Reuters
O relator da CPI da Previdência, o senador Hélio José (Pros-DF), apresentou nesta segunda-feira (23), o relatório final da comissão, que investigou as contas de seguro social do país. O texto declara que "tecnicamente, é possível afirmar com convicção que inexiste deficit da Previdência Social ou da Seguridade Social".

A conclusão vai contra a constatação do TCU (Tribunal de Contas da União), que informou que o deficit previdenciário somou R$ 226,9 bilhões em 2016. Esse valor considera o rombo do INSS e do regime dos servidores da União.

Em vários trechos do relatório, o senador argumenta que as projeções sobre o tema apresentadas pelo governo não estão de acordo com a realidade e que elas foram construídas para justificar uma reforma que ele classificou como "drástica".

"São absolutamente imprecisos, inconsistentes e alarmistas, os argumentos reunidos pelo governo federal sobre a contabilidade da Previdência Social", escreveu.

A Secretaria de Previdência informou que "reafirma confiança nos dados que vêm sendo utilizados pelo governo, que são fiéis, fidedignos e têm metodologia longeva, com reconhecimento do Tribunal de Contas da União (TCU)". Disse, ainda, que respeita o trabalho da CPI e que vai avaliar o relatório.

TETO

O relatório também sugere o aumento do teto dos benefícios da Previdência para mais de R$ 9.370,00. O hoje é de R$ 5.531,31.

Para isso acontecer, é necessário alterar a Constituição. Uma emenda constitucional só pode ser feita com o apoio de 308 dos 513 deputados e de 49 dos 81 senadores.

Antes disso, a comissão tem que aprovar o relatório do senador para que seja de fato apresentada a proposta. O colegiado tem até 6 de novembro para apreciar o texto.

No relatório, Hélio José argumenta que o valor proposto corresponde a dez salários mínimos e que vai gerar o ingresso de recursos para a Previdência Social.

Apesar de a elevação do teto poder aumentar, no curto prazo, o valor de contribuições previdenciárias, essa medida aumenta a despesa com o pagamento de benefícios no futuro.

A sugestão de Hélio José ocorre no momento em que o governo planeja retomar a discussão da reforma da Previdência, apresentada no fim do ano passado pelo presidente Michel Temer.

O texto do Executivo, que também altera a Constituição, muda as regras para obtenção de aposentadoria e pensões, além de benefício assistencial.

A CPI da Previdência foi instalada em abril, durante o debate sobre as mudanças na Previdências propostas pelo governo. Desde o início das discussões sobre as denúncias contra Temer, contudo, a tramitação da reforma está parada na Câmara dos Deputados.

LAÍS ALEGRETTI
DE BRASÍLIA
http://www1.folha.uol.com.br

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Populismo em alta; Bolsonaro lidera com 26% em estado do Sul

O deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) (Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)


O deputado federal extremista Jair Bolsonaro lidera com 26,2% as intenções de voto para presidente em Santa Catarina.

É que mostra levantamento inédito feito pelo Instituto Paraná Pesquisas.

A pesquisa traz duas situações estimuladas. A primeira com o governador paulista, Geraldo Alckmin, e a segunda com o prefeito de São Paulo, João Doria.

Cenário 1:

Jair Bolsonaro – 26,2%

Lula – 18%

Marina Silva – 9,3%

Geraldo Alckmin – 8,2%.

Álvaro Dias – 7%.

Joaquim Barbosa – 5,3%.

Henrique Meirelles – 0,3%



Cenário 2
Jair Bolsonaro – 24,7%

Lula – 18,3%

João Doria – 10,8%

Marina Silva – 9,6%

Álvaro Dias – 6,7%

Ciro Gomes – 5,7%

Joaquim Barbosa – 5,3%

Henrique Meirelles – 0,9%


Veja

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Idoso é encontrado morto sentado em cadeira, no Sertão da PB

Um idoso, identificado apenas como Ivo, foi encontrado morto dentro da sua própria residência, na cidade de Santana de Mangueira, na manhã desta quarta-feira (18).

De acordo com informações de populares, que estiveram no local, o homem estava sozinho na residência, em função da sua família se encontrar na capital do estado, João Pessoa.

Vizinhos sentiram a sua falta e foram até sua residência, onde foi foi encontrado morto, sentado em uma cadeira na cozinha da casa.

Ainda de acordo com informações de populares, a causa morte pode ter sido infarto.

As informações são do Vale do Piancó Notícias

Redação

Servidores do Estado da Paraíba devem escolher nesta quarta-feira, dia 18, a agência Bradesco de sua preferência

Para cumprir o prazo de cadastramento que se encerra nesta quarta-feira, dia 18

Para cumprir o prazo de cadastramento que se encerra nesta quarta-feira, dia 18, os servidores do Estado da Paraíba deverão escolher o mais conveniente ponto de atendimento do Bradesco por meio de dois canais: o site exclusivo paraiba.bradesco ou a central telefônica gratuita 3003-0330 (regiões metropolitanas) ou 0800 208 0330 (demais regiões).

No site, basta o servidor seguir na tela os procedimentos: inserir dados pessoais; selecionar a autarquia onde trabalha; informar o endereço para buscar os pontos de atendimento mais próximos e selecionar a melhor opção de agência.

Caso o servidor não tenha acesso a internet ou não consiga falar na Central, a orientação é comparecer até hoje em qualquer um dos pontos Bradesco no Estado e efetivar a sua escolha no local diretamente com o gerente.

Responsável pelo processamento da Folha de Pagamento do Governo do Estado da Paraíba, o Bradesco informará, a partir da semana do dia 23, o local onde o servidor deverá comparecer munido dos documentos para abertura da conta (RG, CPF, contra-cheque e comprovante de residência).

Bradesco é o banco com maior cobertura de atendimento na Paraíba

O Bradesco está dispõe hoje de 40 Agências, 115 postos de atendimento bancário e 833 correspondentes no Estado da Paraíba. É o banco com maior cobertura no Estado. Em 140 cidades, conta com estrutura própria e gerentes para atendimento. Nos demais municípios, atende por meio das unidades do Bradesco Expresso, correspondentes bancários autorizados, que oferecem atendimento em estabelecimentos comerciais.

Com a aquisição da folha de pagamento dos servidores, o Bradesco está ampliando em 35% sua rede de atendimento, com a inauguração de Agências e postos de atendimento, inclusive dentro das autarquias estaduais com maior concentração de servidores.


Fonte: Repórter PB

Moro está pedindo no WhatsApp para você votar nulo? É mentira

Corrente que circula em aplicativos de mensagens instantâneas diz que se a maioria dos brasileiros votar nulo em 2018 serão convocadas novas eleições, com candidatos diferentes

Você provavelmente já recebeu, pelo menos uma vez na vida, uma mensagem propagada pela internet afirmando que, caso mais da metade dos brasileiros vote nulo em uma determinada eleição, ela seria anulada e novos candidatos deveriam se apresentar para que o eleitor pudesse escolher seus representantes. Desta vez, circula pelo WhatsApp uma “corrente” parecida, supostamente criada pelo juiz federal Sergio Moro, que conduz as investigações da Operação Lava Jato em primeira instância, em Curitiba.

O texto da mensagem é basicamente o mesmo que é propagado pela internet em praticamente todas as eleições nacionais ou municipais no país. A mensagem diz que para “acabar com os corruptos de carreira” do país, basta que a maioria dos brasileiros vote nulo em 2018. Nesse caso, segundo a mensagem, “é obrigatório haver eleição com candidatos diferentes daqueles que participaram da primeira”.

A informação, assim como a suposta autoria do texto, é falsa. A reportagem da Gazeta do Povo entrou em contato com a Justiça Federal em Curitiba, onde Moro trabalha, que negou que o magistrado tenha qualquer relação com a mensagem divulgada na internet.


Lava Jato

Também não é verdade que uma eleição pode ser anulada se mais da metade dos eleitores decidir votar nulo nas urnas. De acordo com a Constituição Federal, “será considerado eleito presidente o candidato que, registrado por partido político, obtiver a maioria absoluta de votos, não computados os em branco e os nulos”. O mesmo vale para os demais candidatos.

Para obter o resultado das eleições, são computados os votos válidos das urnas. Ou seja, se 51% da população brasileira votar nulo em uma eleição para presidente, por exemplo, o resultado será decidido pelos 49% que votaram em algum candidato. Nesse caso, venceria quem obtivesse a preferência da maioria desses 49% dos eleitores.

Na prática, votar nulo pode traduzir a insatisfação do eleitor em relação aos candidatos que estão postos para a escolha, mas também deixa o eleitor insatisfeito de fora do processo, já que seu voto não é considerado para o resultado.
Confusão

A maioria das mensagens que prega o voto nulo para que a eleição seja refeita se baseia no artigo 224 do Código Eleitoral, que diz o seguinte: “Se a nulidade atingir a mais de metade dos votos do país nas eleições presidenciais, do Estado nas eleições federais e estaduais ou do município nas eleições municipais, julgar-se-ão prejudicadas as demais votações e o Tribunal marcará dia para nova eleição dentro do prazo de 20 (vinte) a 40 (quarenta) dias”.

A nulidade a que se refere o artigo, porém, não tem nenhuma relação com a escolha do eleitor nas urnas. Se os eleitores escolherem votar nulo, isso não prejudica a eleição.

O Código Eleitoral tem um capítulo inteiro sobre nulidades na votação, que vai do artigo 219 ao 224. As nulidades a que a lei se refere dizem respeito a votação com suspeita de fraude, falsidade, coação, desvio ou abuso de poder de autoridade em favor da liberdade do voto ou captação de votos vedados pela lei.


Veja a mensagem falsa que está sendo espalhada pela internet:


Marcelo Camargo/Agência Brasil

AGORA: Assalto a agência Banco do Bradesco em Ipaumirim na manhã de hoje, Veja fotos.




Muita bala e muita dinamite na manhã de hoje (18), por volta das 03:00 hrs da manhã, foi assim que acordaram os moradores de Ipaumirim. Homens fortemente armados explodiram os caixas do Banco da Agencia do Bradesco em Ipaumirim

Segundo moradores ficaram alguns homens na Agencia enquanto outros rodavam pela cidade atirando e sem deixar os moradores saírem de casa, foi mais ou menos um (01) hora de terro em Ipaumirim.

Segunda informação os assaltantes pegaram dois reféns na rua que estava próximo ao banco, o ônibus do Guanabara também passo no momento, os elementos interditaram o ônibus mandando o mesmo voltar para que eles terminassem a ação criminosa.

As explosões foram tão fortes que destruíram a frente de uma loja de sapato que fica quais vizinho ao banco, destroços do banco caíram dentro da casa de um morador vizinho ao Banco.

Muitos cheques e muita cápsula de arma de grosso calibre, no local, e nas imagens nota-se que ficou uma granada ainda no local





FONTE   ipaumirim.com

Corpo de cajazeirense é encontrado em estado de decomposição na zona rural de Bom Sucesso


Informações chegadas à nossa reportagem que por volta das 12h30 desta terça feira 17 de outubro, o COPOM do 12º Batalhão recebeu informações de um corpo em estado de decomposição no sítio Boa Vista, zona rural de Bom Sucesso, Sertão Paraibano.

Uma guarnição da Polícia Militar foi até o local e constatou a veracidade do fato. No local o corpo de um jovem aparentemente, e possivelmente vítima de homicídio já se encontrava em estado inicial de decomposição.

Para a polícia, o local onde o corpo estava, foi usado como desova, possivelmente o mesmo foi morto na região do Rio Grande do Norte e desovado no local indicado.

Após uma breve investigação foi constatado que o corpo se tratava do Cajazeirense por nome Oscar Albino de Morais de 23 anos, que segundo informações morava no bairro do São José, mas devido uma tentativa de homicídio sofrida em julho de 2016 residia no estado do Rio Grande do Norte.

O local foi isolado, para a perícia. Após os procedimentos o corpo foi encaminhado ao NUMOL de Patos.



ANGELO LIMA

terça-feira, 17 de outubro de 2017

Foragido de Cajazeiras que matou mais de 10 é preso na Bahia

Luciano Batista dos Santos, conhecido como Sagui, foi preso por uma guarnição do Pelotão Especial da 22ª Companhia Independente na manhã deste domingo (15), por volta das 11 horas, em Simões Filho, região metropolitana de Salvador. Ele foi identificado durante uma abordagem no Largo do Saruim, no bairro da Pitanguinha.

Sagui já tem diversas passagens na Polícia e responde a diversos processos. Desde 2011 ele era foragido. De acordo com a fonte do Informe Baiano, o marginal é suspeito de mais de 10 homicídios e atuava na região de Cajazeiras. A ocorrência foi registrada na 22ª Delegacia Territorial.

Sertão da Paraíba

Vereador denuncia nepotismo e super-salários na Prefeitura de Cajazeiras

Mais uma denúncia envolvendo a gestão do prefeito José Aldemir (PP) em Cajazeiras. Dessa vez, nepotismo e supersalários. Segundo um levantamento feito pelo vereador Rivelino Martins (PSB), a ‘distribuição’ de cargos nas secretarias é feita basicamente por vinte famílias relacionadas ao prefeito ou ao vice-prefeito Marcos do Riacho do Meio (PT).


“Identificamos vinte famílias. Existem uma relação de cargos ocupados por familiares como esposa, sobrinhos, cunhado, filha. Pode haver inclusive mais. Em diversas secretarias há a mesma relação”, explicou o vereador.









Além da “árvore do nepotismo”, há também uma rede de super-salários. Segundo Martins, para determinados servidores, além do valor determinado por cargo, há um acúmulo de gratificações e o salário chega a ficar cinco vezes maior.


“Ontem o prefeito declarou que estava caminhando para ingovernabilidade. Apontamos o caminho: a redução dos comissionados, dos salários e do próprio salário de prefeito. Se preciso for, meu salário está à disposição”, declarou o parlamentar mirim.


FONTE: https://coisasdecajazeiras.com.br

Juíza usa postagens no Facebook para determinar pagamento de pensão no MA

A juíza da 4ª Vara da Família, Maria Francisca Gualberto de Galiza, utilizou conteúdo publicado nas redes sociais para fixar o valor da pensão alimentícia em uma ação em São Luís. Por não ter comparecido a audiência na última terça-feira (10), no Fórum Desembargador Sarney Costa, seu perfil no Facebook foi usado para comprovar suas condições financeiras.

De acordo com a juíza, a mãe da criança afirmou que o ex-marido é proprietário de um estabelecimento comercial e outros investimentos e pediu para que fosse realizada uma pesquisa em seu perfil para comprovar seu padrão de vida.

Ao consultar o Facebook, a magistrada comprovou as afirmações e verificou que o pai poderia arcar com o pagamento da pensão. Foram usadas como provas fotos dele no estabelecimento comercial, em viagens, dirigindo carros e ostentando uma vida noturna de alto padrão. Foi determinado então que o ex-marido pague uma pensão à criança equivalente a 50% do salário mínimo. Os detalhes da ação tramitam em segredo de Justiça.

Por G1 MA

Lula lamenta derrota do Corinthians em rede social: “Tomamos uma surra do Bahia”


O triunfo do Bahia contra o líder Corinthians por 2 a 0, neste último domingo (15), pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro Série A, continua gerando grande repercussão. O ex-presidente do Brasil, Luís Inácio Lula da Silva, um dos corintianos ilustres do país, fez questão de mostrar o descontentamento com o resultado do jogo que aconteceu na Arena Fonte Nova.

O presidente fez questão de mostrar o seu descontentamento logo na manhã desta segunda-feira (16).”Eu não tô muito alegre hoje porque ontem tomamos a maior surra do Bahia.”, disse o presidente Lula através de sua conta no Twitter “Lula Pelo Brasil”.

Lembrando que mesmo com o resultado adverso, o Corinthians segue na liderança do Campeonato Brasileiro com 58 pontos.

Homem mata namorada com furadeira por causa de mensagens do Whatsapp

Após cometer o crime, o suspeito ligou para a mãe da vítima avisando o que acabara de fazer.

Um homem identificado como Jeidson Santos de Morais, de 27 anos, foi preso após matar sua namorada, Vanderléia Carvalho de Macedo, de 27 anos, residente na rua 22, Bairro João de Deus, na cidade de Petrolina, no Sertão pernambucano, utilizando um furadeira.

O crime teria sido cometido depois de uma discussão do casal devido a mensagens do WhatsApp. Segundo informações da PM ao Site Petrolina em Destaque, o fato aconteceu por volta das 21:00 deste último sábado (14). A vítima foi encontrada sem roupa e com vários ferimentos provocados pela furadeira, além de perfurações de golpes de faca.

Ele pediu então para que a mãe se deslocasse até o local do crime, na Avenida das Nações, nº 517. Ele confessou para a polícia que perdeu a cabeça após a discussão e afirmou que agiu de maneira descontrolada na hora do homicídio. O suspeito foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil. O Instituto de Medicina Legal (IML) esteve no local para proceder com a remoção do corpo. As informações são do Blog do Rodrigo Ferraz.

sábado, 7 de outubro de 2017

Ex-menino de rua distribui presentes para crianças carentes em Cajazeiras

Ex-menino de rua e ex-viciado em drogas, o jovem Erinaldo Claudino, com muita força de vontade, conseguiu dar a volta por cima. Hoje, trabalhando como locutor em portas de lojas ou se apresentando como cantor, ele está com a vida refeita e conseguiu seu espaço na sociedade.

Atualmente,  também apresenta um programa semanal, no Sistema de alto falantes NPR de Cajazeiras, onde anuncia as promoções do comércio local. Neste sábado (07), Erinaldo resolveu fazer o programa diferente em homenagem ao dia das crianças que será dia 12/10. Ele saiu no comércio arrecadando brinquedos para distribuir com a criançada.durante o seu programa

O estúdio da NPR, ficou completamente lotado de crianças, que queriam receber suas lembrancinhas. O sucesso foi tão grande, que Erinaldo já estuda a possibilidade de fazer uma nova distribuição de brinquedos no Natal.

Erinaldo disse que estava realizando um sonho e agradeceu as pessoas, aos empresários que contribuíram para a realização deste sonho, e ao mesmo tempo levaram alegria para muitas crianças. "Agradeço a todos que contribuíram, estou muito feliz".

VEJA AS FOTOS:








segunda-feira, 25 de setembro de 2017

PREÇO DO BOTIJÃO DE GÁS TERÁ REAJUSTE DE 6,9% A PARTIR DESTA TERÇA


O Grupo Executivo de Mercado e Preços (Gemp) da Petrobras decidiu reajustar em 6,9%, em média, os preços no mercado do gás liquefeito de petróleo (GLP) para uso residencial vendido em botijões de até 13 kg (GLP P-13). A alta entra em vigor a zero hora desta terça-feira (26) e se restringe a este produto. É o segundo aumento em menos de um mês e segue a política de preços anunciada em junho deste ano, de reajustes mensais.

Segundo a companhia, o ajuste anunciado foi aplicado sobre os preços praticados sem incidência de tributos. Pela estimativa da Petrobras, se a elevação for repassada integralmente aos preços ao consumidor, o preço do botijão de GLP P-13 pode ter alta, em média, de 2,6% ou cerca de R$ 1,55 por botijão.

A empresa destacou que o cálculo se confirmará se forem mantidas as margens de distribuição e de revenda e as alíquotas de tributos.

De acordo com a Petrobras, para definir a correção, o Gemp considerou que o mercado de GLP ao longo do mês de agosto permaneceu pressionado por baixos estoques e que a proximidade do inverno no hemisfério Norte aumenta a demanda pelo produto, por isso, o ajuste era necessário.

Conforme a estatal, o reajuste segue a variação de preços do mercado internacional registrada em agosto conforme política já anunciada pela companhia.

Agencia Brasil

RICARDO COUTINHO ANUNCIA CONCURSO COM MIL VAGAS PARA PROFESSOR NO ESTADO


O governador Ricardo Coutinho (PSB) anunciou, nesta segunda-feira (25), a realização de um concurso para o magistério estadual, com mil vagas para o cargo de professor de Educação Básica 3, distribuídas em 12 disciplinas. O anúncio feito nas redes sociais do socialista projetou para o dia 5 de outubro a divulgação do edital do certame.

De acordo com Ricardo Coutinho, este será o terceiro concurso na Educação realizado por sua gestão no estado.

Segundo ele, serão oferecidas 200 vagas para professor de Língua Portuguesa e 200 para Matemática. Para as disciplinas de Geografia, História, Biologia e Química serão disponibilizadas 100 vagas, cada, além de 60 vagas para professor Física, 40 para Língua Inglesa e Educação Física.

Completando as vagas do concurso, ainda vão ter 20 oportunidades para Sociologia, Filosofia e Artes.

As provas deverão ser realizadas nos municípios sede de cada uma das 14 Gerências Regionais de Ensino.

PortalCorreio

Rádio Cidade FM realiza sorteio Show de Prêmios com grande sucesso; Confira ganhadores.














RELAÇÃO DOS GANHADORES DO 3º SHOW DE PRÊMIOS “ ALÔ DA SORTE” 23 SETEMBRO 2017


SORTEIO
MILHAR
GANHADOR(A)
CIDADE
PRÊMIO
0346
JUCIARA ANDRIOLA MACIEL
CAJAZEIRAS
MOTO HONDA FAN 125i
4100
GENILDA FREITAS RODRIGUES
CAJAZEIRAS
R$ 2.000,00
2093
MARIA ELIZÂNGELA RODRIGUES TAVARES
CAJAZEIRAS
R$ 1.000,00
1020
FRANCISCO CARLOS SALES CARTAXO
CAJAZEIRAS
R$ 1.000,00
8915
CICERO DIAS PEREIRA
LAVRAS DA MANGABEIRA - CE
R$ 1.000,00
3369
CICERO MARGIRA FERNANDES
CACHOEIRA DOS INDIOS
MOTO HONDA FAN 125i
3217
EDNALDO GOMES DE ABREU
CAJAZEIRAS
R$ 2.000,00
8334
LAUREMIR CAVALCANTE BATISTA
CAJAZEIRAS
R$ 1.000,00
1326
JOSÉ EDINALDO CEZÁRIO DOS SANTOS
CAJAZEIRAS
R$ 1.000,00
10º
7785
WARLEY DA SILVA LIMA
CAJAZEIRAS
R$ 1.000,00
11º
0979
ALYSON DE ARAUJO MEDEIROS
CAJAZEIRAS
MOTO HONDA FAN 125i
12º
1683
JAQUELINE ANA DOS SANTOS
CAJAZEIRAS
R$ 2.000,00
13º
2901
JULIELDA S. DA SILVA ALENCAR
CAJAZEIRAS
R$ 1.000,00
14º
8398
HALLISON RODRIGUES GONÇALVES
CAJAZEIRAS
R$ 1.000,00
15º
4033
ERECINA TEMOTEO MACIEL DE SOUZA
CAJAZEIRAS
R$ 1.000,00
16º
5797
FERNANDES NUNES DE OLIVEIRA
CAJAZEIRAS
MOTO HONDA FAN 125i
17º
4260
MARIA DE FATIMA DE SOUZA SILVA
CAJAZEIRAS
R$ 2.000,00
18º
3787
JOÃO ROBERTO ANGELO
CAJAZEIRAS
R$ 1.000,00
19º
4393
PIETRO RUAN DE OLIVEIRA
CAJAZEIRAS
R$ 1.000,00
20º
2271
JOSÉ RENE DIAS DE MEDEIROS
CAJAZEIRAS
UM FIAT MOBI
Xxxxxxx



UMA MOTO HONDA 125i
Xxxxxxx



R$ 1.000,00
PROXIMO SHOW DE PRÊMIOS “ALÔ DA SORTE” 2018


quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Advogado de Lula depõe a Moro e diz que Marisa Letícia tratava de aluguel


Reprodução
Depoimento por videoconferência do advogado Roberto Teixeira ao juiz Sergio Moro nesta terça (19)


Compadre do ex-presidente Lula, o advogado Roberto Teixeira prestou depoimento nesta terça-feira (19) ao juiz Sergio Moro e, assim como o petista, atribuiu a responsabilidade sobre um imóvel alvo de ação penal na Lava Jato à ex-primeira-dama Marisa Letícia, que morreu em fevereiro.

Teixeira é réu, junto com Lula, em ação sobre suposto favorecimento

da Odebrecht ao ex-presidente por meio da compra de um terreno para o Instituto Lula e de um apartamento em São Bernardo do Campo (SP).

O Ministério Público Federal afirma que Lula não pagou aluguéis pelo uso da unidade, vizinha à que mora, e que a propriedade foi adquirida com dinheiro da Odebrecht por meio do engenheiro Glaucos da Costamarques, em 2010.

O advogado disse que assessorou na elaboração do contrato de aluguel e que tratou do assunto com Marisa Letícia, que foi quem assinou o contrato de locação.

Disse ainda que, nos anos seguintes, a ex-primeira-dama pediu ajuda para a elaboração da declaração do Imposto de Renda e afirmou que não tem nenhuma informação sobre como se dava o pagamento de aluguéis a Costamarques.

"Minha atuação é apenas e tão somente como advogado. Não sou administrador, não sou gestor. Sou amigo, tão e somente amigo, mas minha amizade não se estende a essas outras informações todas."

Ele afirma que o fato de os aluguéis estarem declarados no Imposto de Renda de Lula e de Costamarques indica que os valores foram efetivamente pagos. "Se constou no imposto de renda é porque existe."

O apartamento foi comprado pelo engenheiro, falou Teixeira, por uma junção do interesse em investir no imóvel com a pretensão da família de Lula em ocupar a unidade para garantir mais privacidade.

Ele disse que Costamarques mentiu e falou "asneiras" em seu depoimento na Justiça Federal. O engenheiro afirmou que só recebeu aluguéis a partir de 2015.

Ao depor, na semana passada, Lula afirmou que Marisa Letícia administrava o patrimônio da família e disse desconhecer a suposta falta de pagamento de aluguel.

TERRENO

Costamarques também é alvo da acusação na outra parte da acusação, que trata da compra de um terreno da zona sul de São Paulo que abrigaria a sede do Instituto Lula.

O engenheiro comprou o terreno, assumindo uma série de débitos, e revendeu para uma empreiteira ligada à Odebrecht, em uma atuação apontada pela Procuradoria como a de um laranja.

Teixeira negou que tenha havido irregularidades no processo de compra pela Odebrecht da propriedade.

Ele representou, como advogado, Costamarques nessa negociação e disse que o imóvel foi comprado por ser uma "pechincha". Costamarques é primo distante de José Carlos Bumlai, amigo do ex-presidente.

O advogado diz que, após a compra, o ex-diretor da Odebrecht Realizações Paulo Baqueiro de Melo, hoje delator, procurou Costamarques para que um "pool" de empresas adquirisse o imóvel com o objetivo de instalar o Instituto Lula e o acervo presidencial.

Apesar de a Odebrecht Realizações ter negociado a compra da empresa, quem comprou foi a construtora DAG. Segundo Teixeira, esse trâmite foi "absolutamente normal".

"É muito comum num processo de aquisição aparecer uma segunda ou uma terceira pessoa adquirindo o imóvel por conta das negociações [que tenham feito anteriormente]", disse.

Ele negou que tenha recebido qualquer dinheiro "por fora" ou tratado sobre o tema com o ex-ministro Antonio Palocci ou o ex-presidente Lula. Ainda disse que soube, posteriormente, que outros imóveis foram oferecidos a Lula, mas não deu assistência jurídica a nenhum deles. "Minha atuação foi até a lavratura da escritura", repetiu.

Esse é o último depoimento do processo. Agora, Sergio Moro receberá manifestações finais da defesa e do Ministério Público e, então, poderá decidir sobre o caso. O juiz estabeleceu um prazo de cinco dias para a juntada de documentos.

Lula segue líder, mas Bolsonaro e Doria crescem para 2018, diz pesquisa


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) mais uma vez aparece como primeiro colocado em pesquisa de intenção de voto para presidente divulgada nesta terça-feira (19) pela CNT/MDA.
Ao mesmo tempo, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC) e o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), tiveram crescimento significativo desde o último levantamento.

Em pesquisa espontânea, isto é, quando o entrevistador não fornece um rol de candidatos, Lula aparece com 20,2% das intenções de voto, ante 16,6% em fevereiro. Bolsonaro, que tinha 6,5% em fevereiro, chegou a 10,9%. Doria foi de 0,3% para 2,4%.

Embora líder nas pesquisas, o ex-presidente pode não conseguir se candidatar. Investigado em várias frentes, Lula já foi condenado em primeira instância pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex de Guarujá. Caso essa decisão seja confirmada pelo tribunal, o petista deve ficar inelegível.

O petista fez uma caravana de 20 dias pelo Nordeste entre o fim de agosto e o início de setembro, período no qual percorreu nove Estados.

Doria também tem viajado constantemente, inclusive em dias úteis. Por isso, o Ministério Público de São Paulo abriu um procedimento preparatório de inquérito para investigar as viagens do prefeito. Ele afirma que seu governo tenta buscar um ritmo "menos provinciano".

Bolsonaro também tem viajado com frequência pelo Brasil.

Já a ex-senadora Marina Silva (Rede), que tem se mantido distante do noticiário e com agenda política discreta, manteve o patamar da pesquisa feita em fevereiro. Ela tinha 1,8% das intenções de voto, e agora tem 1,5%.

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), que também tem intenção de se candidatar, saiu de 0,7% para 1,2%, mesmo percentual do ex-ministro Ciro Gomes (PDT), que em fevereiro tinha 0,4%.

SEGUNDO TURNO

Em simulações de segundo turno, Lula venceria em todos os cenários, mas, caso a eleição fosse hoje, teria menos facilidade caso disputasse contra Bolsonaro ou Marina Silva. O petista tem 40,5% das intenções, ante 28,5% do deputado. Caso enfrentasse a ex-senadora, venceria por 39,8% a 25,8%.

Alckmin e Doria têm desempenho semelhante em simulações em que enfrentariam Lula no segundo turno. O prefeito tem 25,2% das intenções, ante 41,6% do petista. Já o governador tem 23,2%, contra 40,6% de Lula.

AÉCIO DESPENCA

A maior diferença observada pela pesquisa diz respeito ao senador Aécio Neves. Em maio, foram divulgados os áudios de conversas entre o senador e o empresário Joesley Batista, da JBS, em que acertam o pagamento de R$ 2 milhões.

Em um eventual segundo turno contra Lula, Aécio perderia de 41,8% a 14,8%. Em fevereiro, ele tinha 27,5%, contra 39,7% do ex-presidente.

Aécio se tornou ainda o candidato com a maior rejeição entre os presidenciáveis. Ao todo, 69,5% dos entrevistados disseram que não votariam nele de jeito nenhum, índice bem maior do que aqueles registrados por Ciro Gomes (54,8%), Alckmin (52,3%), Marina Silva (51,5%), Lula (50,5%), Bolsonaro (45,4%) e Doria (42,9%).

A pesquisa divulgada nesta terça tem margem de erro de 2,2 pontos percentuais e nível de confiança de 95%.

Foram realizadas 2.002 entrevistas em 25 unidades federativas de todas as regiões do Brasil entre os dias 13 e 16 de setembro.

Marlene Bergamo/Folhapress

Jovem de 19 anos é morto a tiros no Mutirão em Sousa.


Um crime de Homicídio foi registrado na tarde desta quarta-feira (20), na Cidade Sorriso da Paraíba.

A Vítima identificada como Francisco Guilherme Rodrigues da Silva, 19 anos conhecido popularmente como Guilherme de Galego Daniel foi atingido por vários disparos de arma de fogo, possivelmente de pistola no Conjunto Mutirão, efetuados por uma Dupla em uma moto.

Guilherme estava preso por porte ilegal de arma de fogo na Colônia Penal Agrícola do Sertão, e teria saído há 19 dias.

A Polícia Militar foi comunicada e está no local realizando todos os procedimentos necessários.
Ainda não se sabe sobre a autoria e motivação do crime.

FONTE: SERTÃO WEB

Jornalista lança livro sobre a história da televisão na Paraíba

A cidade de Guarabira e TV Portal Mídia são homenageadas

O jornalista Gilson Souto Maior estará lançando no próximo dia 13 de outubro, em Guarabira, o primeiro livro que trata da história da televisão em nosso Estado. Após o lançamento, feito em João Pessoa, Campina Grande, Patos e Cajazeiras, o novo trabalho do jornalista paraibano – História da Televisão na Paraíba – será apresentado aos guarabirenses, numa solenidade programada para as dependências do Victor’s Center Hotel, às 19 horas.
O livro ‘História da Televisão na Paraíba’ demonstra a preocupação do conhecido nome do jornalismo paraibano no desenvolvimento de bibliografias da comunicação, que retratem a história dos meios de comunicação social e dos seus atores, de ontem e de hoje. “Não podemos deixar de lado a história dos nossos veículos – Rádio, TV, Jornais – além dos nomes daqueles que contribuíram e dos que hoje contribuem para a existência das nossas mídias” – destaca Gilson.
O lançamento em Guarabira, segundo ele, não deixa de uma homenagem à cidade, que conta com uma das primeiras emissoras de televisão na Web, a TV PORTALMIDIA, mas, representa ainda o reconhecimento à jornalista Michele Marques, idealizadora desse projeto, que está levando o nome a imagem de Guarabira ao mundo inteiro, através das redes sociais. “É um projeto ousado da experiente jornalista, que deve merecer uma atenção maior das autoridades e do povo da capital do Brejo. Tanto é assim, que a TV PORTALMÍDIA e a cidade, entram para história em cinco páginas desse trabalho memorialístico: a TV por ser a primeira da região brejeira e segunda da Paraíba, e, Guarabira, por ser uma das cidades beneficiadas com uma emissora que se utiliza desse moderno modelo de estações televisão na WEB’ – enfatiza.
Recentemente, Gilson lançou o livro ‘Rádio – História e Radiojornalismo’, um trabalho com capítulos históricos e de técnicas de escrever para o rádio, e, gora, a ‘História da Televisão na Paraíba’, se apresenta como mais um esforço desse polivalente homem de comunicação, no sentido de melhorar a bibliografia a ser colocada ao dispor dos historiadores e leitores paraibanos, especialmente, aos estudantes de Jornalismo/Comunicação Social.
O livro ‘História da Televisão na Paraíba’ – tem o prefácio do também jornalista, professor e historiador, José Octávio de Arruda Mello, além de comentários sobre o autor por parte dos conhecidos e destacados jornalistas Sílvio Osias e Nonato Nunes.
‘História da Televisão na Paraíba’ mostra o bonito trabalho de pesquisa de Souto Maior, em 344 páginas, ilustradas por mais de 700 fotos, capa e diagramação da jornalista, design e RP, Ilka Cristina, da Estampa/PB, com impressão da Editora A UNIÃO.
Sobre o autor
Gilson Souto Maior niciou a sua vida como profissional na imprensa paraibana no ano de 1965, na Rádio Caturité de Campina Grande, onde exerceu diversas funções: redator, radioator, repórter, locutor apresentador, locutor-chefe, comentarista e locutor esportivo (1965/1970). Ainda no final dos anos 60 e anos 70, colaborou, através de assessoramentos, com a programação da Difusora Rádio Cajazeiras, o que faz até hoje, pelo bom relacionamento com os seus dirigentes.

Passou pelos Diários Associados em Campina Grande – TV Borborema, Rádios Borborema e Cariri, como gerente de programação, e, Diário da Borborema, como redator e colunista, nos anos 70/82, escrevendo sobre música. Foi Assessor de Comunicação Social do Sistema FIEP/SESI SENAI (1979/1981). Intregrou, ainda, a Assessoria do então prefeito de Campina Grande, Enivaldo Ribeiro (1981/82, quando transferiu-se para a capital do Estado.

Em João Pessoa, integrou a Rádio e Jornal Correio, em 1975, fez parte da equipe fundadora e foi o primeiro apresentador do telejornal da TV O NORTE (1987/1988), hoje TV Manaíra. Foi Assessor de Comunicação Social da TELPA, Telecomunicações da Paraíba S/A, Empresa do SISTEMA TELEBRÁS (1982/1999). Presidiu a Rádio Tabajara da Paraíba, emissora oficial do governo do estado (1987/1989), durante o Governo Burity II.

É graduado e pós-graduado em Comunicação Social – Habilitação Jornalismo – pela Universidade Regional do Nordeste, hoje UEPB - Universidade Estadual da Paraíba. Professor especialista em Comunicação Social, concursado, hoje aposentado, lecionou, durante sua vida acadêmica, as disciplinas: Radiojornalismo e Estágio Supervisionado de Rádio. Telejornalismo, História do Jornalismo no Brasil, Tópicos de Comunicação, Assessoria de Comunicação e Técnicas de Entrevista e Reportagem.

No ano de 2003, ao retornar da França, onde residiu por um tempo, foi convidado para assumir o então Departamento de Comunicação Social da Assembleia Legislativa, na administração do presidente da Casa de Epitácio Pessoa, Deputado Rômulo Gouveia. Integrou, durante catorze anos a equipe da TV Assembleia, da qual, como um de seus fundadores, foi coordenador durante vários anos.

Foi subchefe e chefe do Departamento de Comunicação Social da Universidade Regional do Nordeste – URNe, durante os reitorados dos professores José Cavalcanti de Figueiredo e Antônio Vital do Rêgo no período de 1979/1982.


Por Michele Marques

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

General fala em intervenção se Justiça não agir contra corrupção

Divulgação/Exército Brasileiro

General Antônio Hamilton Martins Mourão


Um general da ativa no Exército, Antonio Hamilton Mourão, secretário de economia e finanças da Força, afirmou, em palestra promovida pela maçonaria em Brasília na última sexta-feira (15), que seus "companheiros do Alto Comando do Exército" entendem que uma "intervenção militar" poderá ser adotada se o Judiciário "não solucionar o problema político", em referência à corrupção de políticos.

Mourão disse que poderá chegar um momento em que os militares terão que "impor isso" [ação militar] e que essa "imposição não será fácil". Segundo ele, seus "companheiros" do Alto Comando do Exército avaliam que ainda não é o momento para a ação, mas ela poderá ocorrer após "aproximações sucessivas".

"Até chegar o momento em que ou as instituições solucionam o problema político, pela ação do Judiciário, retirando da vida pública esses elementos envolvidos em todos os ilícitos, ou então nós teremos que impor isso."

O general afirmou ainda: "Então, se tiver que haver, haverá [ação militar]. Mas hoje nós consideramos que as aproximações sucessivas terão que ser feitas". Segundo o general, o Exército teria "planejamentos muito bem feitos" sobre o assunto, mas não os detalhou.

Natural de Porto Alegre (RS) e no Exército desde 1972, o general é o mesmo que, em outubro de 2015, foi exonerado do Comando Militar do Sul, em Porto Alegre, pelo comandante do Exército, Eduardo Villas Bôas, e transferido para Brasília, em tese para um cargo burocrático sem comando sobre tropas armadas, após fazer críticas ao governo de Dilma Rousseff. Um oficial sob seu comando também fez na época uma homenagem póstuma ao coronel Brilhante Ustra, acusado de inúmeros crimes de tortura e assassinatos na ditadura militar.

A palestra de sexta-feira (15) foi promovida por uma loja maçônica de Brasília e acompanhada por integrantes do Rio de Janeiro e de Santa Catarina, entre outros. Segundo o vídeo de duas horas e 20 minutos que registra o evento, postado na internet, Mourão foi apresentado no evento como "irmão", isto é, membro da maçonaria do Rio Grande do Sul.

Ele se definiu como "eterno integrante da [comunidade de] inteligência", tendo sido graduado como oficial de inteligência na ESNI (Escola do Serviço Nacional de Informações). Criado após o golpe militar de 64 e extinto em 1990, o SNI era o braço de inteligência do aparato de repressão militar para ajudar a localizar e prender opositores do governo militar, incluindo sindicalistas, estudantes e militantes da esquerda armada.

Um dos organizadores do evento, o "irmão" Manoel Penha, brincou, no início da palestra, que havia outros militares à paisana na plateia, com "seu terninho preto, sua camisa social". Ele afirmou em tom de ironia: "A intervenção que foi pedida, se feita, será feita com muito amor".

Na sua exposição, de quase uma hora, o general criticou a Constituição de 1988, que segundo ele garante muitos direitos para os cidadãos e poucos deveres, atacou a classe política. "Sociedade carente de coesão cívica. A sociedade brasileira está anímica. Ela mal e porcamente se robustece para torcer pela Seleção brasileira ou então sai brigando entre si em qualquer jogo de time de futebol. Crescimento insuficiente e o Estado é partidarizado. O partido assume, ele loteia tudo. Tal ministério é do sicrano, tal do fulano, e aquilo é porteira aberta. Coloca quem ele quer lá dentro e vamos dar um jeito de fabricar dinheiro."

O general respondeu a uma pergunta lida pelos organizadores do evento, segundo a qual "a Constituição Federal de 88 admite uma intervenção constitucional com o emprego das Forças Armadas". Contudo, "intervenção militar" não é prevista em nenhum trecho da Constituição. O artigo 142 da Carta, que costuma ser citado por militantes na internet, fala apenas que as Forças Armadas destinam-se à defesa da Pátria e "à garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa de qualquer destes [Poderes], da lei e da ordem". O texto, portanto, condiciona uma eventual ação militar a uma iniciativa anterior dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. A pergunta também sugeriu um "fechamento do Congresso".

Na sua resposta, contudo, Mourão não rebateu a afirmação contida na pergunta de que uma "intervenção" seria constitucional e nada falou sobre fechamento do Legislativo. Pelo contrário, elogiou-a como "excelente pergunta".

Em nota neste domingo (17), o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, organização não governamental, disse que vê com "preocupação e estranheza" a sugestão do general de que o Exército poderá "intervir militarmente, caso a situação política não melhore". "Esta declaração é muito grave e ganha conotação oficial na medida em que o General estava fardado e, por isso, representando formalmente o Comando da força terrestre. Ela é ainda mais grave por ter sido emitida pelo Secretário de Economia e Finanças, responsável pelo gerenciamento de recursos da Força e, portanto, soar como chantagem aos Poderes constituídos em um momento de restrição orçamentária."

"O Exército Brasileiro tem pautado sua atuação no cumprimento da lei, buscando ser fator de estabilidade política e institucional. Não é possível, neste delicado quadro, vermos a confiança da população nas Forças Armadas ser abalada por posturas radicais, ainda mais diante da aguda crise de violência que atinge o país", diz a nota.

A Folha procurou na tarde deste domingo (17) o Comando do Exército e o Ministério da Defesa para ouvi-los sobre as declarações do general. Em nota, o Centro de Comunicação Social do Exército informou "que o Exército Brasileiro, por intermédio do seu comandante, general Eduardo Dias da Costa Villas Bôas tem constantemente reafirmado seu compromisso de pautar suas ações com base na legalidade, estabilidade e legitimidade".

A Folha pediu contato com o general Mourão, para que comentasse suas declarações, mas o centro de comunicação social do Exército informou que as respostas serão dadas por meio do órgão. Segundo o jornal "O Estado de S. Paulo", Mourão disse que "não está insuflando nada" e que "não defendeu [intervenção], apenas respondeu a uma pergunta". Porém, logo em seguida o general reiterou que "se ninguém se acertar, terá de haver algum tipo de intervenção, para colocar ordem na casa".

Disse ainda que "não é uma tomada de poder. Não existe nada disso. É simplesmente alguém que coloque as coisas em ordem, e diga: atenção, minha gente vamos nos acertar aqui e deixar as coisas de forma que o país consiga andar e não como estamos. Foi isso que disse, mas as pessoas interpretam as coisas cada uma de sua forma. Os grupos que pedem intervenção é que estão fazendo essa onda em torno desse assunto".

O Ministério da Defesa não havia se manifestado até a conclusão deste texto.

*

A seguir, a íntegra do trecho em que o general falou sobre a "intervenção".

Pergunta: [apresentador lê um papel com a pergunta] "A Constituição Federal de 88 admite uma intervenção constitucional com o emprego das Forças Armadas. Os poderes Executivos [sic] e os Legislativos estão podres, cheio de corruptos, não seria o momento dessa interrupção, [corrigindo] dessa intervenção, quando o presidente da República está sendo denunciado pela segunda vez e só escapou da primeira denúncia por ter 'comprado', entre aspas, membros da Câmara Federal? Observação: fechamento do Congresso, com convocações gerais em 90 dias, sem a participação dos parlamentares envolvidos em qualquer investigação. Gente nova."

Mourão: Excelente pergunta. Primeira coisa, o nosso comandante, desde o começo da crise, ele definiu um tripé pra atuação do Exército. Então eu estou falando aqui da forma como o Exército pensa. Ele se baseou, número um, na legalidade, número dois, na legitimidade que é dada pela característica da instituição e pelo reconhecimento que a instituição tem perante a sociedade. E número três, não ser o Exército um fator de instabilidade, ele manter a estabilidade do país. É óbvio, né, que quando nós olhamos com temor e com tristeza os fatos que estão nos cercando, a gente diz: 'Pô, por que que não vamo derrubar esse troço todo?' Na minha visão, aí a minha visão que coincide com os meus companheiros do Alto Comando do Exército, nós estamos numa situação daquilo que poderíamos lembrar lá da tábua de logaritmos, 'aproximações sucessivas'. Até chegar o momento em que ou as instituições solucionam o problema político, pela ação do Judiciário, retirando da vida pública esses elementos envolvidos em todos os ilícitos, ou então nós teremos que impor isso. Agora, qual é o momento para isso? Não existe fórmula de bolo. Nós temos uma terminologia militar que se chama 'o Cabral'. Uma vez que Cabral descobriu o Brasil, quem segue o Cabral descobrirá alguma coisa. Então não tem Cabral, não existe Cabral de revolução, não existe Cabral de intervenção. Nós temos planejamentos, muito bem feitos. Então no presente momento, o que que nós vislumbramos, os Poderes terão que buscar a solução. Se não conseguirem, né, chegará a hora que nós teremos que impor uma solução. E essa imposição ela não será fácil, ele trará problemas, podem ter certeza disso aí. E a minha geração, e isso é uma coisa que os senhores e as senhoras têm que ter consciência, ela é marcada pelos sucessivos ataques que a nossa instituição recebeu, de forma covarde, de forma não coerente com os fatos que ocorreram no período de 64 a 85. E isso marcou a geração. A geração é marcada por isso. E existem companheiros que até hoje dizem assim, 'poxa, nós buscamos a fazer o melhor e levamos pedradas de todas as formas'. Mas por outro lado, quando a gente olha o juramento que nós fizemos, o nosso compromisso é com a nação, é com a pátria, independente de sermos aplaudidos ou não. O que interessa é termos a consciência tranquila de que fizemos o melhor e que buscamos de qualquer maneira atingir esse objetivo. Então, se tiver que haver, haverá. Mas hoje nós consideramos que as aproximações sucessivas terão que ser feitas. Essa é a realidade.


RUBENS VALENTE
DE BRASÍLIA
Postagens mais recentes Postagens mais antigas Página inicial