quinta-feira, 3 de novembro de 2016

ZÉ ALDEMIR DIZ QUE NÃO ACEITARÁ “CORPO MOLE” NA GESTÃO EM CAJAZEIRAS



Eleito prefeito de Cajazeiras, Sertão da Paraíba, com 16.926 votos, o deputado estadual José Aldemir, do PP, avisou que não fará e nem permitirá corpo mole na gestão municipal assim que assumir o mandato. Em entrevista à reportagem do PB Agora, nesta segunda-feira (31), o parlamentar avisou que vai cobrar assiduidade tanto dos servidores, quanto dos secretários, e chegou a se comparar a um “leiteiro”, que acorda cedo para trabalhar.


“A nossa equipe de governo municipal deve ficar atenta, pois eu sou leiteiro, eu acordo cedo e vou começar a trabalhar cedo. Ás seis horas da manhã eu já estou no ar, não tenham dúvida, e eu vou fazer questão de sair pelas ruas da cidade, pela periferia, verificando os problemas, acompanhado de secretários, para ver todas essas questões, e digo claramente, que todos os auxiliares terão que estar na abertura do expediente, às 8h, não admito ninguém ficar à distância, terão que trabalhar, isso vou cobrar de perto, de forma vigilante”, avisou.


Para Aldemir, adotar uma postura divergente daquela que pregou durante a campanha seria incoerente com o eleitor que confiou na proposta do trabalho. “A população que confiou em nós, alimentou essa esperança em cima disso. Como vou falar uma coisa e não vou cumprir aquilo que propus, por isso a equipe terá que nos acompanhar nessa empreitada”, disse.


O futuro prefeito descartou perseguições políticas, e assegurou que não mexerá com nenhum servidor por conta de preferências políticas. “Não vamos perseguir ninguém, não vamos transferir ninguém, todos vão cumprir a carga horária onde estão lotados, isso eu vou cobrar de perto. Mas vamos também seguir as determinações do Tribunal de Contas e do Ministério Público”, asseverou.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial