quarta-feira, 25 de maio de 2016

Zoológico irá processar jovem que pulou em jaula de leões

(Foto: Reprodução/Animallibre.org)


O zoológico de Santiago (Chile) informou que irá processar o jovem Franco Luis Ferrada Román, de 20 anos, que pulou na jaula de leões no último sábado (21) e provocou a morte dos animais, que foram abatidos para protegê-lo.

O anúncio foi feito na segunda-feira (23) pelo diretor do local, Mauricio Fabry, em entrevista à rádio chilena Cooperativa.

"Há uma violação legal grave, dano à propriedade e há a morte de dois seres vivos que gostamos muito, então vamos tomar as medidas legais adequadas", afirmou ele, acrescentando que o zoológico tem segurança adequada. " Em 90 anos do zoológico nunca tivemos algo assim. O recinto é feito para conter os animais e não um ato suicida como esse", completou.

Zoo na Noruega choca visitantes ao decapitar zebra e alimentar tigres com o animalSegundo Fabry, toda a ação do jovem, que repercutiu mundialmente, aconteceu em quatro minutos. Apesar de assustados com a presença estranha, os animais não o atacaram o rapaz de imediato, e só partiram para cima dele após serem provocados.

Román foi mordido no pescoço e está internado na Clínica Indisa, em Santiago. Apesar dos graves ferimentos, a condição dele é estável. No dia da tentativa, seguranças encontraram uma carta na qual o jovem dizia ser um profeta, que o apocalipse havia chegado e que Deus iria protegê-lo.

Nas redes sociais, Fabry continua a lamentar a morte do leão Manolo, que nasceu no parque, e leoa La Flaca, que foi resgatada de um circo.

Após o abate dos bichos, ativistas da ONG Animais Libres criaram um abaixo-assinado para fechar o local. "Estes acontecimentos terríveis não ocorreriam se centenas de animais não estivesse em cativeiro em zoológicos que existem em todo o mundo. As vidas de outros animais também são importantes e esperamos que tais eventos lamentáveis ​​como este ajudem a aumentar a consciência sobre a situação injusta dos animais presos para o nosso entretenimento, e nos façam refletir sobre os nossos hábitos", diz a entidade, em nota oficial.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial