quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

PROTESTO: Moradores do Bairro dos Remédios interditam avenida em protesto pela falta d'água.



Os moradores do Bairro dos Remédios em Cajazeiras-PB realizaram na manhã de quinta-feira(29-12), um protesto contra a falta d'água. Os manifestantes bloquearam os dois sentidos da Av. Pedro Moreno Gondim com pneus, pedaços de madeira e sacos de lixo.

Segundo informações dos manifestantes, há três meses que não sobe água na caixas, e nas torneiras há 20 dias em algumas ruas, tendo que transpor para caixa por meio de Motor Bomba e assim onerando a conta de energia. Ainda de acordo os manifestantes o diretor regional da Cagepa, Neném Do Catolé, foi procurado,  mas nenhuma providência foi tomada.







quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Vereador eleito diz ter sido ameaçado para renunciar à posse na Paraíba


Vereador Ozório Neto (Pros) procurou Polícia Federal para fazer denúncia (Foto: Reprodução/TV Paraíba)O vereador eleito Ozório Guedes Policarpo Neto (Pros), da cidade de Soledade, no Cariri paraibano, procurou a Polícia Federal nesta quarta-feira (28) para denunciar que foi ameaçado para que assinasse um documento renunciando à posse dele, em 1º de janeiro de 2017. Segundo ele, dois homens armados, com documentos timbrados, invadiram a casa em que ele estava. O político não assinou o documento.
O delegado Luciano Patury, da Polícia Federal, confirmou a denúncia, mas não informou detalhes sobre o caso.

As torturas duraram cerca de 2 horas, disse o vereador. Ele conta que estava na casa de uma amiga tomando sopa, na noite de terça-feira (27), quando dois homens chegaram ao local em uma moto Honda Pop e invadiram a residência procurando por ele. “Quando eles entraram, eu fiquei assustado, porque eu vi que não era coisa boa e eles já foram tirando as armas e um envelope”, disse.
De acordo com o vereador, o envelope estava timbrado com o brasão da Câmara de Vereadores de Soledade. Ozório Neto disse que havia quatro papéis no envelope, sendo um com os dados dele, do partido e com o resultado das eleições, além de outras três folhas iguais com um ofício feito em nome do vereador e destinado ao presidente da Câmara de Vereadores, informando que queria renunciar à posse.
“A renúncia dizia que era de cunho pessoal, porque eu assumi um concurso público recentemente para professor no município, e que eu iria tratar de minha vida para concursos. A arma era aqui [na minha cabeça]. Eles diziam: assina ou morre”, conta o vereador eleito, que informou não ter assinado os documentos, apesar das ameaças.
Ainda de acordo com Ozório Neto, outras duas pessoas que estavam na casa também foram mantidas reféns. Ele disse que os suspeitos ordenavam que ele deitasse no chão, apontava armas para a cabeça e chegaram a passar facas pelo corpo dele, ameaçando matá-lo.
No fim da manhã desta quarta-feira (28) o vereador eleito foi até a delegacia da Polícia Federal em Campina Grande, no Agreste paraibano, onde formalizou a denúncia. “Eu preciso da polícia. Eu preciso de ajuda, se não eu vou ter minha vida jogada pelos bandidos”, disse ele.

Do G1

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

MPF/PB pede e Justiça condena faculdade de Cajazeiras em ação civil pública


O Ministério Público Federal na Paraíba (MPF/PB) ajuizou ação civil pública e a Justiça condenou as instituições de ensino superior Centro de Ensino, Pesquisa e Inovação (CENPI/FITEC) e Faculdade São Francisco da Paraíba (FASP/ISEC). Segundo a ação, o CENPI – com cursos não reconhecidos e autorizados pelo Ministério da Educação (MEC) – firmou convênio irregular com a FASP para o fim de diplomar seus alunos.

Os estudantes prejudicados, que tiveram mensalidades cobradas de cursos ministrados de forma irregular, sem autorização e reconhecimento do MEC, devem pedir devolução dos valores pagos, através de requerimento no processo, por meio de advogado particular ou defensor público.

Confira a sentença

De acordo com a sentença, “a gravidade dessa conduta decorre do fato de que, além de ela (CENPI) ter provocado gastos de relevantes recursos financeiros pelos ofendidos, ela foi apta a gerar expectativas de crescimento acadêmico e profissional que não poderiam ser concretizadas, gerando para os ofendidos (alunos das instituições rés) apenas a frustração de ter investido dinheiro, tempo e energia em um projeto que não poderia ser concluído, comprometendo, inclusive, os planos futuros traçados por esses alunos”.

Ainda segundo a sentença, “além das IES rés, também deve ser responsabilizado pelo dano moral coletivo o réu Nico Antônio Bolama, tendo em vista que ele, na qualidade de representante do CENPI, era o responsável pela celebração do convênio com a FASP, bem como pela divulgação da publicidade enganosa, capaz de induzir em erro o consumidor (alunos)”.

Danos – Na sentença, o juiz João Pereira de Andrade Filho decidiu que as instituições de ensino superior terão de pagar indenização por danos morais coletivos, no valor de R$ 100 mil, a ser revertido ao fundo previsto no art. 13 da Lei n.º 7.347/85. Terão, ainda, de pagar indenização pelos danos materiais, que deverá corresponder aos valores despendidos pelos alunos matriculados nos cursos sem autorização e reconhecimento ofertados pelo CENPI/FITEC (mensalidades, matrículas e outras taxas eventualmente cobradas pela IES), a serem quantificados em liquidação de sentença.

Ainda de acordo com a sentença, o CENPI/FITEC não poderá publicar qualquer anúncio no qual apareça como instituição de ensino superior, ou ofereça cursos de graduação e pós-graduação sem antes realizar o credenciamento, autorização e reconhecimento junto ao MEC; deverá encerrar todas as atividades do CENPI/FITEC no Estado da Paraíba, no que se refere ao oferecimento de curso de graduação e pós-graduação sem que haja ato de credenciamento, autorização e reconhecimento junto ao MEC; abster-se de firmar qualquer tipo de convênio com a FASP/ISEC e/ou instituições credenciadas pelo MEC para o fim de diplomar seus alunos. Deverá, ainda, a FASP/ISEC, abster-se de firmar qualquer tipo de contrato/convênio com instituições não credenciadas pelo MEC com o objetivo de diplomar os alunos dessas instituições.

Processo n. 0802803-91.2014.4.05.8200




ASCOM PR-PB

Jovem de 21 anos da cidade de Cajazeiras morre em grave acidente no estado do Ceará

Um grave acidente de carro foi registrado na manhã desta terça-feira (20), na rodovia estadual CE-284, cidade de Jucás, estado do Ceará envolvendo quatro cajazeirenses, entre elas uma vítima fatal.

O acidente, segundo a Polícia Militar de Jucás ocorreu na comunidade de Angical.

De acordo com as primeiras informações, a vítima fatal é um jovem da cidade de Cajazeiras que trabalhava em uma equipe de vendas no estado do Maranhão, sendo identificado como Paulo César Silva, 21 anos residente no bairro dos Tecedores zona sul da cidade.

De acordo com a polícia, uma equipe composta por quatro pessoas viajavam em um Fiat Uno, quando o motorista teria perdido o controle e capotado o veículo.

As informações de amigos que Paulo César teria antecipado sua vinda para retornar para casa nessa segunda-feira (19), e já no caminho para casa foi vítima de acidente.

O jovem ainda foi socorrido para o hospital, mas não resistiu. Já os outros, conforme a PM tiveram ferimentos leves, foram socorridos e liberados.

O corpo de Paulo César foi levado para o IML de Iguatu, no estado do Ceará e após perícia será transladado para Cajazeiras. O jovem é filho do Senhor Luis Construtor bastante conhecido em Cajazeiras.


FONTE: BLOG DO ANGELO LIMA

sábado, 17 de dezembro de 2016

Ex-zelador depõe na Lava Jato e diz que "todos sabiam" que tríplex era de Lula


André Richter - Repórter da Agência Brasil


O ex-zelador do Edifício Solaris, no Guarujá (SP), onde está localizado o apartamento tríplex atribuído ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pela Operação Lava Jato, se irritou hoje (16) durante uma audiência com o juiz federal Sérgio Moro. Ele voltou a dizer que o ex-presidente e sua mulher, Marisa Letícia, frequentavam o local durante a reforma da unidade e que "todos sabiam" que a unidade era do ex-presidente, inclusive os condôminos. Após ser questionado pelo defensor Cristiano Zanin sobre o motivo pelo qual se candidatou a vereador em Santos nas eleições de outubro, José Afonso Pinheiro xingou um dos advogados de Lula. "Vocês são um bando de lixo!", disse.

O profissional foi arrolado pela força-tarefa das investigador da Lava Jato para testemunhar na ação penal na qual o ex-presidente é acusado de receber R$ 3,7 milhões de propina de empresas envolvidas no esquema de corrupção da Petrobras, por meio de vantagens indevidas. Entre elas estariam a reforma do tríplex e pagamento de despesas com guarda-volumes.

Pinheiro se exaltou após o advogado Cristiano Zanin afirmar que ele não tinha isenção para testemunhar contra o ex-presidente por ter sido candidato a vereador nas eleições de outubro e exercer atividade política.


"Eu vou falar um negócio para você [advogado]. Depois dessa situação toda que teve no Solaris [Edifício], eu fiquei desempregado, numa situação difícil, onde você nem imagina. Você não sabe o que é ficar desempregado, passando por uma dificuldade terrível. O desemprego está altíssimo. Eu fui envolvido numa situação, que eu não tenho culpa nenhuma. Eu perdi o meu emprego, perdi a minha moradia, aí você vem querer me acusar, falar alguma coisa contra mim. O que você faria numa situação dessa?, como você sustentaria sua família? Você nunca passou por isso, quem é você para falar alguma coisa contra mim? Vocês são um bando de lixo!", disse.

Após as declarações, o ex-zelador foi advertido por Sérgio Moro, que pediu ao depoente que se acalmasse e que não era o momento de "ofender ninguém".

Defesa

Em nota, a defesa de Lula afirmou que, a partir do depoimento de 23 testemunhas que foram ouvidas pelo juiz, entre elas o ex-zelador, é possível afirmar que "não se extrai das narrativas atuais qualquer elemento" para sustentar a acusação do Ministério Público Federal (MPF) contra o ex-presidente. Sobre os xingamentos do ex-zelador, a defesa disse que José Afonso Pinheiro não foi contido pro Moro.

"O fato soma-se ao rol dos demais episódios que evidenciam a parcialidade do juiz Moro no julgamento do ex-presidente e que integram o comunicado feito ao Comitê dos Direitos Humanos da ONU, em julho. Suas provocações e exaltações no curso desta audiência foram enfrentadas com muita serenidade, especialmente considerando que o juiz apresentou ao longo da sessão fatos estranhos ao objeto da ação.", diz a nota.
Edição: Amanda Cieglinski

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Asteroide pode extinguir humanidade, e Nasa não sabe o que fazer


Um dos maiores medos dos terráqueos é o de que um objeto vindo do céu caia sobre nossas cabeças. E não adianta pensar que a tecnologia espacial já evoluiu o bastante para nos proteger. Segundo astrônomos, caso um grande asteroide seja detectado em direção à Terra, não haveria nada que pudesse ser feito hoje em dia.

Os pesquisadores possuem diversas estratégias no papel. O difícil seria colocá-las em prática em momento de emergência. "No momento, não há nenhuma tecnologia em meio a um monte de coisas que pudesse ser utilizada", disse Joseph Nuth, do centro espacial Goddard, da Nasa, em um encontro que debateu o tema em San Francisco, nos EUA.

Segundo os astrônomos, grandes asteroides, com o poder de acabar com a civilização na Terra, são extremamente raros. A probabilidade de um deles atingir a Terra é de uma vez a cada 50 ou 60 milhões de anos. Contudo, o objeto que exterminou os dinossauros se chocou contra a Terra há 65 milhões de anos. Pensando assim, o próximo que teria a Terra como alvo já estaria atrasado.

E o pior é que os últimos asteroides que despertaram alerta na Terra só foram detectados quando já não havia tempo para evitar um possível evento catastrófico. Em 2014, um cometa que passou perigosamente perto de Marte - e causou calafrios nos cientistas - foi percebido apenas 22 meses antes de quase se chocar contra o planeta vermelho.



"Se olharmos para o tempo que demora a programação de missões espaciais, levaríamos cinco anos para lançar uma espaçonave [para deter um meteoro]. Nesse caso, tivemos 22 meses [1 ano e 10 meses] de total aviso", diz Nuth. Com o exemplo, o especialista mostra que não daria tempo de afastar o risco se o pedregulho estivesse na direção da Terra.

Parte da preocupação dos cientistas é com a falta de conhecimento sobre asteroides. "Nós não temos muitos dados sobre como é o interior de asteroides e cometas. Apenas podemos supor, nos baseando no que sabemos sobre física, rochas e gelo", diz Cathy Plesko, cientista do Laboratório Nacional de Los Alamos.

Como precaução, Nuth sugere que a Nasa construa um foguete para ser guardado e utilizado em caso de aproximação de um grande asteroide ou cometa. O artefato precisaria estar pronto para ser lançado dentro do prazo de um ano. "É o que poderia mitigar riscos da surpresa de um asteroide sorrateiro vindo de um lugar de difícil observação, como do sol".

"Estamos fazendo a nossa lição de casa antes de um evento desses. Não queremos fazer nossos cálculos em cima da hora, quando algo já estiver a caminho", disse Plesko. A Nasa e a o órgão dos EUA responsável por segurança nuclear têm estudado asteroides conjuntamente. Em outubro, foi realizada uma simulação do que aconteceria se um enorme asteroide atingisse Los Angeles.



Fonte: Com informações do Uol

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Ministro do STF manda projeto anticorrupção sair do Senado e voltar para a Câmara

Pedro Ladeira/Folhapress
Ministro Luiz Fux soltou liminar suspendendo a tramitação do pacote anticorrupção no Senado e exigindo que o projeto volte a ser discutido na Câmara

O ministro Luiz Fux, do STF (Supremo Tribunal Federal), ordenou nesta quarta-feira (14) que o projeto contra a corrupção enviado para o Senado no último dia 30 de novembro volte à Câmara dos Deputados para maior discussão e nova votação.
Fux atendeu mandado de segurança impetrado no dia 2 de dezembro pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSC-SP), que pedia a anulação, via liminar, da votação do pacote. O pedido do deputado citava a transformação do projeto inicial - especialmente a cláusula sobre o abuso de autoridade - e a tentativa de votação por urgência no Senado já no dia seguinte à aprovação na Câmara.

Em seu despacho, o ministro justificou que projetos de lei de iniciativa popular merecem tramitação diferenciada. Segundo Fux, a Câmara não seguiu os preceitos legislativos adequados para o projeto e houve "evidente sobreposição do anseio popular pelos interesses parlamentares, frustrando a intenção da sociedade de apresentar uma proposta de acordo com os seus anseios".

"No que diz respeito à Emenda de Plenário (EMP) nº 4, aprovada pela Câmara dos Deputados para acrescentar ao PL nº 4.850/2016 os artigos 8º e 9º, que tratam de crimes de abuso de autoridade de Magistrados e 10 Membros do Ministério Público, para além de desnaturação da essência da proposta popular destinada ao combate à corrupção, houve preocupante atuação parlamentar contrária a esse desiderato, cujo alcance não prescinde da absoluta independência funcional de julgadores e acusadores", diz o despacho de Fux.
Decisão é intromissão, diz Rodrigo Maia
O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), criticou a decisão de Fux e disse que o projeto das medidas contra a corrupção teve a mesma tramitação da Lei da Ficha Limpa.


"A assessoria está analisando a liminar. Infelizmente, é intromissão indevida do Judiciário na Câmara dos Deputados", afirmou.
O texto aprovado na Câmara por 450 votos contra 1 no dia 30 tinha como base um documento de 10 medidas organizado pelo Ministério Público Federal e pela sociedade, mas foi amplamente alterado pelos parlamentares. Apenas quatro medidas foram mantidas, seis foram excluídas e novos projetos foram incluídos, como o que trata do abuso de autoridade por parte de juízes e promotores.

Após a aprovação na Câmara, o projeto migrou para o Senado, e o presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), tentou votar a urgência da apreciação do projeto logo no dia seguinte, 1º de dezembro. No entanto, a tentativa foi rejeitada por 44 votos, contra 14 que apoiaram o senador.

O despacho de Luiz Fux sai no mesmo dia em que o Senado poderia votar outro projeto sobre abuso de autoridade, esse do autor da casa, Renan Calheiros. No texto assinado pelo ministro, ele reconhece que "há fundado risco de que o projeto de lei impugnado nesses autos [o PL 4.580/2016, da Câmara] seja deliberado ainda hoje (via PL 280/2016, do Senado], em franca violação ao devido processo legislativo constitucional".

O "risco", porém, não se confirmou. Logo após o despacho de Luiz Fux ser publicado, o presidente Renan Calheiros recuou e tirou o projeto de votação nesta quarta, mandando-o de volta para apreciação na Comissão de Constituição e Justiça do Senado. Dessa maneira, como o recesso parlamentar começa na próxima sexta-feira, o projeto só poderá ser votado no ano que vem.
Pacote polêmico
A proposta surgiu a partir de uma campanha feita pelo Ministério Público Federal intitulada Dez Medidas Contra a Corrupção. Na votação da Câmara, no entanto, foram retiradas seis das dez medidas sugeridas pelo MPF. A principal mudança feita pelos deputados ocorreu por meio de emenda do deputado Weverton Rocha (PDT-MA), aprovada por 313 votos a 132 e 5 abstenções. Ela prevê casos de responsabilização de juízes e de membros do Ministério Público por crimes de abuso de autoridade. Entre os motivos listados está a atuação com motivação político-partidária.

Diante das alterações, procuradores da Operação Lava Jato ameaçaram deixar a força-tarefa caso as medidas do novo pacote entrassem em vigor. O procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, também fez duras críticas ao texto. Segundo ele, as alterações colocaram o país "em marcha a ré no combate à corrupção". De acordo com o procurador, "as 10 Medidas contra a Corrupção não existem mais".

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, também divulgou uma nota em que lamentou a aprovação do projeto que torna crime o abuso de autoridade para juízes e procuradores.


Do UOL, em São Paulo

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

'Criatura alienígena' aparece em praia da Nova Zelândia


Uma "criatura alienígena" apareceu na praia de Muriwai (Nova Zelândia) e deixou muitos moradores das redondezas e turistas perplexos.

Fotos tiradas por Melissa Doubleday e postadas na sexta-feira (9/12) em comunidade no Facebook estão dando o que falar.

"Estou curiosa para saber se alguém tem ideia do que seja isso", escreveu ela.

Além da "criatura do espaço", outras teorias surgiram na web: cápsula do tempo alienígena, canoa maori antiga e até carcaça de baleia rastafari.

Enquanto a resposta não vem, a descoberta na areia está sendo chamada de "Monstro de Muriwai".
Para muitos, não há mistério algum: trata-se de pedaço de madeira coberto de crustáceos | Reprodução/Facebook(Muriwai & Waimauku Area Community Group)
Detalhe do 'alien' | Reprodução/Facebook(Muriwai & Waimauku Area Community Group)

Bandeira tarifária da conta de luz deve ficar verde até fim do verão, diz ONS


O diretor-geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Luiz Eduardo Barata Ferreira, disse hoje (12) que a bandeira tarifária aplicada nas contas de luz deverá ser a verde até o fim do verão, o que significa que não haverá cobranças extras para o consumidor.

“As simulações que temos feito não sinalizam para a mudança de bandeira pelo menos durante o período úmido, que vai até abril”, afirmou Ferreira. “A carga [de consumo de energia em 2016] não cresceu e houve reforço na geração [de energia]. Nossa expectativa é que, mesmo durante o verão, nós tenhamos um abastecimento seguro”, completou.

O consumo de energia em 2016 se manteve estável em relação a 2015, segundo Ferreira. A carga de energia este ano deve totalizar 64.636 megawatts médio (MWmédio). No ano passado, o consumo de energia elétrica no país caiu 1,8% em comparação a 2014. A estagnação do consumo de energia é atribuída à recessão econômica.

Segundo o diretor-geral, não há risco de desabastecimento de energia para todas as regiões do país pelos próximos cinco anos e a expansão da geração elétrica soma 9.130 MW até novembro deste ano.

Bandeira tarifária

A bandeira tarifária será verde em dezembro. No mês passado, ela foi amarela. Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o que determinou a volta da bandeira para o patamar verde foi a condição hidrológica mais favorável, o que subiu o nível dos reservatórios de hidrelétricas e permitiu o desligamento das usinas termelétricas, mais caras.

Desde que foi implementado o sistema de bandeiras tarifárias, em janeiro de 2015, até fevereiro deste ano, a bandeira se manteve vermelha, primeiramente com cobrança de R$ 4,50 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos e, depois, com a bandeira vermelha patamar 1, que significa acréscimo de R$ 3,00 a cada 100 kWh. Em março, passou para amarela, com custo extra de R$ 1,50 a cada 100 kWh, e de abril a outubro ficou verde, sem cobrança extra. No mês passado, a bandeira passou para a cor amarela novamente.

Agência Brasil

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Polícia Civil Cajazeiras com GTE de Solânea prende bando acusado de furtar lojas de grife na Terra do Padre Rolim

A Polícia Civil através do GTE de Cajazeiras, com apoio do GTE de Solânea, desencadeou a Operação Vitrine com o intuito de desarticular uma quadrilha especializada em furtos a joalheiras, lojas de confecções e lojas de eletrônicos com atuação em vários estados do Nordeste.


Esta quadrilha é remanescente do mesmo grupo criminoso que foi responsável por um furto milionário do Estado do Pará, onde tinha como líder da quadrilha a pessoa de Marilene Vieira do Nascimento, vulgo “Negão”.


Recentemente, algumas cidades da Paraíba, precisamente Cajazeiras e região foram alvos da ação deste bando criminoso.



Geralmente, os integrantes escolhiam suas presas se valendo dos produtos expostos nas vitrines das lojas. Eles atuavam na calada da noite de modo a dificultar a ação policial, assim como também à linha de investigação.


A quadrilha em uma de suas últimas ações teve como alvo, várias lojas da cidade de Cajazeiras e que um dos carros usados nos delitos, foi um VW/Voyage, de cor branca. A Polícia Civil de Cajazeiras – vinha catalogando algumas imagens das ações e compartilhando com outras esferas policiais com o intuito de identificar os acusados. Fato que foi confirmado quando foi feito a comparação de uma foto de um dos criminosos, a pessoa de Cleber Jemerson Vieirado Nascimento, o “Fofão”, uma vez identificado o principal suspeito, foi possível chegar a sua esposa Jéssica e sua cunhada Andreza, além de genitora do primeiro, como sendo a proprietária do veículo utilizado nos crimes.

Que no dia de hoje, quarta-feira (07), foram dados vários cumprimentos de Mandato de Busca e Apreensão e Prisão contra os acusados nas cidades de Campina Grande e Baía da Traição.

Nos locais, foram encontrados diversos produtos oriundos das ações delituosas, muitos desses produtos ainda estão com as etiquetas das lojas furtadas. A Operação Vitrine contou com o apoio do GTE de Cajazeiras e dos GTE da cidade de Solânea ao comando do delegado Seccional de Cajazeiras, Dr. George Wellington Junior.




Fonte:
Assessoria – Policia Civil de Cajazeiras
Via Folha Vip

domingo, 4 de dezembro de 2016

Nordeste: seca de cinco anos está perto do fim


A falta de chuva no Nordeste é responsável por 60% do prejuízo causado por problemas climáticos no Brasil. Não era para menos. Com cinco anos de estiagem, rios secaram na região, animais morreram e vários produtores desistiram de plantar.


Vivemos nesse período um dos El Niños mais fortes da história. Ele foi um dos grandes responsáveis pela estiagem. O fenômeno agora mudou. Com o La Niña em curso, o quadro é outro. As chuvas vão retornar para o Nordeste. Em algumas localidades isso já aconteceu.


Neste momento estamos com uma janela de tempo seco no Nordeste por causa de um sistema meteorológico chamado de vórtice ciclônico de altos níveis, o VCAN. Este sistema impedirá apenas momentaneamente a atuação das instabilidades.


Segundo Desirée Brandt, meteorologista da Somar, em dezembro as chuvas já retornam para o Matopiba e, no primeiro trimestre do ano que vem, serão intensas.


Em algumas cidades do Ceará, como é o caso de Morrinhos, a previsão indica mais de 700 milímetros em 30 dias. No oeste da Bahia, sul do Maranhão e do Piauí, a situação também será bem melhor.


Em algumas localidades, a umidade do solo já aumentou e apresenta índices de 60%. “Será um verão generoso para os produtores nordestinos, que já foram tão penalizados”, diz Desirée.


*Pryscilla Paiva, editora de Tempo do Canal Rural
Fotos ilustrativas


Internautas se assustam com o significado de LAMIA no avião que caiu

Lâmia (em grego: Λάμια), na mitologia grega, era uma rainha da Líbia que se tornou um demôniodevorador de crianças. Chamavam-se também de lâmias um tipo de monstros, bruxas ou espíritosfemininos, que atacavam jovens ou viajantes e lhes sugavam o sangue.

De acordo com a versão mais corrente, Lâmia era uma belíssima rainha da Líbia, filha de Posídon e amante de Zeus, de quem concebeu muitos filhos, dentre os quais a ninfa Líbia. Hera, mulher de Zeus, corroída pelos ciúmes, matava seus filhos ao nascer e, ao final, a transformou em um monstro(em outras versões Lâmia foi esconder-se em uma caverna isolada e o que a transformou em um monstro foi seu próprio desespero). Por fim, para torturá-la ainda mais, Lâmia foi condenada por Hera a não poder cerrar os olhos, para que ficasse para sempre obcecada com a imagem dos filhos mortos. Zeus, apiedado, deu-lhe o dom de poder extrair os olhos de vez em quando para descansar.

Queda do avião:

Uma nova tragédia aérea voltou a abalar o mundo do futebol na segunda-feira. O avião em que viajava a equipe brasileira da Chapecoense caiu quando estava prestes a chegar ao seu destino, o aeroporto de Medellín, onde na quarta-feira estava previsto jogar a partida final da Copa Sul-Americana com o Atlético Nacional. No avião viajavam 77 pessoas, 71 morreram e seis sobreviveram ao acidente: dois membros da tripulação, três jogadores e um jornalista. Pelo menos duas dessas vítimas estão em estado grave. As autoridades ainda não confirmaram as razões que fizeram com que o avião, um charter da empresa boliviana Lamia, caísse quando estava tão perto de seu destino.

Uma internauta afirmou:

“Estava assistindo as imagens do avião da Chapecoense antes do embarque e quando o nome LAMIA na lataria do avião me chamou atenção e foi no momento que fui pesquisar e sobre o significado deste nome e fiquei assustada.

Outro blogueiro escreveu um artigo:

Lamia: eu bem que estava desconfiado do nome da companhia aérea cujo avião caiu com o time do Chapecoense. Tinha a impressão que já tinha ouvido sobre as lamias e que significavam algo de ruim.

Não que eu atribua alguma ligação demoníaca ao acidente, até porque a Lamia do avião significa Línea Aérea Mérida Internacional de Aviación, Compañía Anónima, mas é curioso que ninguém tenha se tocado da homonímia de extremo mau gosto.

Eu estava certo. Lamia, na mitologia grega, era uma rainha da Líbia que se tornou um demônio devorador de crianças. Chamavam-se também de lamias, alguns tipos de monstros, bruxas ou espíritos femininos, que atacavam jovens ou viajantes e lhes sugavam o sangue. Sua aparência varia de lenda para lenda. Na maior parte das versões, contudo, seu corpo, abaixo da cintura, tem a forma de uma cauda de serpente.

De acordo com a versão mais corrente, Lamia era uma belíssima rainha da Líbia, filha de Poseidon e amante de Zeus, de quem concebeu muitos filhos, dentre os quais a ninfa Líbia. Hera, mulher de Zeus, corroída pelos ciúmes, matava seus filhos ao nascer e, ao final, a transformou em um monstro (em outras versões Lamia foi esconder-se em uma caverna isolada e o que a transformou em um monstro foi seu próprio desespero). Por fim, para torturá-la ainda mais, Lamia foi condenada por Hera a não poder cerrar os olhos, para que ficasse para sempre obcecada com a imagem dos filhos mortos. Zeus, apiedado, deu-lhe o dom de poder extrair os olhos de vez em quando para descansar.

Lamia mitológica serviu de modelo para as lamias (Lamiae em latim), ora descritas como bruxas, ora como espíritos e ora monstros, humanos da cintura para cima, mas com caudas de serpente. As lamias atraíam os viajantes expondo os belos seios e emitindo um agradável cicio, para depois matá-los, sugar seu sangue e devorar seus corpos. Neste aspecto, as lamias constituem um antecedente dos súcubos da Idade Média e das modernas vampiresas.

Com frequência a Lamia é descrita nos bestiários de outras culturas como criaturas de natureza selvagem e maligna, com garras nas patas dianteiras, cascos nas patas traseiras, rosto e busto femininos e o corpo coberto de escamas. Também é associada à Lilith da mitologia hebraica. Nos folclores neo-helênico, basco e búlgaro podem ser encontradas lendas sobre Lamias, herdeiras da tradição clássica.

Na mitologia basca, as lamias são gênios com pés e garras de ave e cauda de peixe. Quase sempre femininos e de admirável beleza, moravam nos rios e fontes, onde costumavam pentear suas longas cabeleiras. São em geral amáveis, mas ficam enfurecidas se alguém rouba seus peixes. Às vezes se apaixonam por mortais e até têm filhos com eles, mas não podem se casar.

No folclore búlgaro, as lamias são criaturas misteriosas, geralmente femininas, com muitas cabeças, que, se cortadas podem se regenerar (como a Hidra de Lerna). Vivem em cavernas ou no subsolo e atormentam os povoados, alimentando-se de sangue humano ou devorando mulheres jovens. Em algumas versões têm asas, em outras sua respiração é de fogo.

Em Isaías XXXIV – 14, a Vulgata latina se refere a lamia uma única vez: et occurrent dæmonia onocentauris et pilosus clamabit alter ad alterum ibi cubavit lamia et invenit sibi requiem. Na versão da Bíblia em português, ficou assim: “e as feras do deserto se encontrarão com hienas; e o sátiro clamará ao seu companheiro; e Lilite pousará ali, e achará lugar de repouso para si”, onde Lilite (ou Lilith) é Lamia.


sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Prefeito Eleito de Cajazeiras anuncia oficialmente equipe de Governo

O Prefeito eleito da cidade de Cajazeiras, o médico e deputado José Aldemir (PP) anunciou na noite desta quinta-feira (1º), oficialmente, sua equipe de governo que lhe auxiliará a partir de Janeiro de 2017 na condução administrativa do município.

Os nomes anunciados são:
José Anchieta César de Lima – Sec. Governo e Articulação Politica;
Dr. Jone Bento Pereira – Procurador Geral;
Dr. Valdecy Fernandes Neto – Procurador Adjunto;
Thyago Souza Macambira – Sec. Administração;
José Jesus Maurera Martinez – Sec. Fazenda Pública;
Dr. Marcos Pereira – Controladoria Geral;
Antonio Ricardo – Sec. Planejamento;
Gerlane Moura – Sec. Desenvolvimento Humano;
Sônia Braga – Dep. Promoção Social (adjunto);
Marcos Antonio Gomes da Silva (Marcos do Riacho Meio) – Sec. Desenvolvimento Rural;
José Guimarães Coelho Filho (Zé Filho) – Sec. de Infraestrutura;
Raelza Borges – Sec. de Politicas Públicas;
Francisco Neto Damacena (Neto da Vila Nova) – Sec. Juventude, Esporte e Turismo;
Elmo Lacerda – Departamento de Esporte(adjunto);
Dra. Paula Francinete Almeida – Sec. de Saúde;
Tereza Cristina Abreu – Sec. de Educação;
Josefa Veríssimo Rolim (Profª. Zeneide) – Sec. Adjunto Educação;
João Vitor Mendes – Superintendente da SCTrans;
Armando Viana Leite – Instituto de Previdência – IPAM;
Jota França – Sec. Comunicação;
Laurecy Penaforte – Sec. Exec. Mulheres;
Jonattas Cavalcanti – Chefia de Gabinete;
Dayane Valêncio – Sec. Exec. Desenvolvimento Econômico;
Chagas Amaro – Sec. Executiva de Cultura;

O prefeito José Aldemir ressaltou que foram estabelecidos critérios para escolha dos nomes, observando a honestidade, a competência técnica e o compromisso com seu projeto político-administrativo.


Fonte: Diário do Sertão

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Elementos invadem casa mata um e deixa outro ferido no bairro São Francisco em Cajazeiras



Tiago Xavier (Vítima

Por volta de 00:10min desta quinta-feira (01) um homicídio e uma tentativa foi registrado no bairro São Francisco, zona sul da cidade de Cajazeiras.

Informações, que possivelmente três elementos invadiram uma residência efetuando vários tiros de 12 contra dois indivíduos identificados como Tiago Xavier Rolim Vulgo (Thiago Macaxeira) que teve morte instantânea e o outro Manoel Messias Lins dos Santos, vulgo, "Peixinho" que foi atingido com um tiro na boca.
"Peixinho"

Após a prática criminosa os acusados fugiram em um carro tomando rumo ignorado.

Uma equipe do SAMU foi acionada com apoio da Polícia Militar, e ao chegar no local constatou a veracidade da informação onde socorreram "Peixinho"para o Hospital Regional de Cajazeiras, já a PM isolou a área para a realização da Perícia.

Várias guarnições realizaram diligências no intuito de prender os suspeitos, no qual o nome de um dos assassinos foi confessado pela vítima que sobreviveu.

No local foi apreendido uma arma calibre 12 aparentemente de fabricação caseira que foi utilizada para cometer o crime. O corpo da vítima foi encaminhado para o IML de Patos.

Informações que Peixinho, ao sair do Hospital será encaminhado para o Presídio Padrão de Cajazeiras, já que existe um mandado de prisão aberto em seu desfavor.

No local reina a Lei do Silêncio. A Polícia Civil investiga o caso.



FONTE: ANGELO LIMA

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Avião com equipe da Chapecoense sofre acidente na Colômbia

Avião decolou de Santa Cruz de la Sierra (Bolívia) com 81 pessoas a bordo.


O avião que transportava a delegação da Chapecoense para Medellín, na Colômbia, sofreu um acidente na madrugada desta terça-feira (29), informam autoridades colombianas. O prefeito Frederico Gutierrez disse que o acidente matou ao menos 25 pessoas. Há sobreviventes. O avião da LaMia, matrícula CP2933, decolou de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, com 81 pessoas a bordo: 72 passageiros e 9 tripulantes.

Não há, por enquanto, identificação das vítimas fatais. Entre os sobreviventes há jogadores.

Segundo a imprensa local, a aeronave com o time catarinense perdeu contato com a torre de controle às 22h15 (local, 1h15 de Brasília) e caiu ao se aproximar do Aeroporto José Maria Córdova, em Rionegro, perto de Medellín.

Os jogadores da equipe de Santa Catarina são os goleiros Danilo e Follmann; os laterais Gimenez, Dener, Alan Ruschel e Caramelo; os zagueiros: Marcelo, Filipe Machado, Thiego e Neto; os volantes: Josimar, Gil, Sérgio Manoel e Matheus Biteco; os meias Cleber Santana e Arthur Maia; e os atacantes: Kempes, Ananias, Lucas Gomes, Tiaguinho, Bruno Rangel e Canela.
Avião da Chapecoense saiu de São Paulo ontem à noite (Foto: Reprodução/TV Globo)

As primeiras informações são que de seis pessoas foram resgatadas e levadas a hospitais na região. O prefeito falou posteriormente em cinco resgatados. Dentre esses sobreviventes estão o lateral Alan Ruschel, que chegou a unidade de saúde consciente, mas em choque, e os goleiros Danilo e Follmann. Um jornalista também foi resgatado com vida. O Corpo de Bombeiros local, por sua vez, falou em 10 pessoas resgatadas.

O Comitê de Operação de Emergência (COE) e a gerência do aeroporto informaram que a aeronave se declarou em emergência por falha técnica às 22h (local) entre Ceja e Lá Unión. Anteriormente, a imprensa colombiana informou possível falta de combustível como causa do acidente. Mas a mídia local informou que o piloto despejou combustível após perceber que o avião iria cair.


Alan Ruschel, lateral da Chapecoense, foi resgatado em estado de choque (Foto: Paulo Whitaker / Reuters)

Segundo a rede de “TV Caracol”, a aeronave sobrevoava as cidades de La Ceja e Abejorral quando sumiu do radar.

Uma operação de emergência foi ativada para atender ao acidente. A Força Aérea Colombiana dispôs helicópteros para ajudar em trabalhos de resgate, mas missões de voos foram abortadas nesta madrugada por causa das condições climáticas. Choveu muito na região na noite de segunda, o que reduziu muito a visibilidade.

Equipes chegaram ao local do acidente por terra, mas o acesso à região montanhosa é difícil e a remoção é lenta.

De acordo com a imprensa colombiana, há feridos no local e não há relatos sobre mortos.
Ambulância chega a hospital na Colômbia (Foto: Reprodução/TV Globo)

O time da Chapecoense embarcou para a Colômbia na noite de segunda (28), para disputar a primeira partida da final da Copa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional, na quarta (30). Inicialmente, a delegação embarcou em um voo comercial de São Paulo até a Bolívia. Lá, o grupo pegou um voo da LaMia.

Em comunicado, o clube de Santa Catarina informou que espera pronunciamento oficial da autoridade aérea colombiana sobre o acidente.

Em seu perfil no Twitter, o Atlético Nacional lamentou o acidente e prestou solidariendade a Chapecoense: "Nacional lamenta profundamente e se solidariza com @chapecoensereal por acidente ocorrido e espera informação das autoridades".

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) já informou que cancelou a primeiro jogo da decisão, marcado para esta quarta.
Movimentação é intensa nos hospitais, à espera de feridos no acidente da Colômbia (Foto: Reprodução/TV Globo)

A LaMia (Línea Aérea Mérida Internacional de Aviación) é uma companhia de aviação que foi inicialmente constituída na Venezuela no ano de 2009 e depois mudou sua sede para a Bolívia (Santa Cruz de la Sierra). A empresa vem sendo desenvolvida para voos não regulares (charter), com o objetivo de permitir o desenvolvimento de atividades no país e no exterior, com aeronaves de grande porte - de passageiros e de carga.

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Eventos religiosos reúnem centenas de pessoas em Cajazeiras-Veja Fotos

No último domingo (27-11), dois eventos religiosos acontecerem na cidade de Cajazeiras. O COPEC - Conselho de Pastores de Cajazeiras realizou a 8ª Edição do Cajazeiras para Cristo. O evento aconteceu na Av. Juvêncio Carneiro.

Já o Grupo de Oração Álegrate da Igreja Católica realizou o II SHOW pela paz. o evento aconteceu na Igreja Catedral Nossa Senhora da Piedade e teve a participação da cantora Suely Façanha.

Os dois eventos conseguiram reunir um grande número de pessoas.

Veja fotos exclusivas:

8ª Edição do Cajazeiras para Cristo













II SHOW pela paz:









Imagens: Haldemy Filmagens


Czagora

Ricardo inaugurou aeroporto e escola técnica de Cajazeiras nesta segunda


O governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), esteve nesta segunda-feira (28), na cidade de Cajazeiras onde esteve entregando o Aeroporto e a Escola Técnica,


O aeroporto de Cajazeiras, denominado de Pedro Vieira Moreira, recebeu investimentos de R$ 5,2 milhões com recursos próprios. O aeroporto beneficia uma população de 180 mil habitantes da região de Cajazeiras, formada por 15 municípios.

Já na construção e aquisição de equipamentos da Escola Estadual Cidadã Integral Técnica Professora Nicéa Claudino Pinheiro foram investidos R$ 13,8 milhões. A unidade tem capacidade para atender 1.200 alunos. Serão ofertados cursos nas áreas de produção industrial (técnico em vestuário) e informação e comunicação (técnico em informática).


VALE DO PIANCÓ


No dia 6 de dezembro, está prevista a inauguração das obras de reconstrução da Escola Estadual Joselita Brasileiro, no município de Igaracy, além da estrada que liga Santana de Mangueira a Manaíra e a entrega da reforma do estádio Zezão, em Itaporanga.



MAIS OBRAS NA REGIÃO DE CAJAZEIRAS



No dia 21 de dezembro, será a vez de entregue a pavimentação da estrada São José de Piranhas/Carrapateira.

“O pacote de obras será entregue à população de várias regiões do Estado até o final do ano, o que mostra que, mesmo neste período de crise, a Paraíba continua crescendo e mantendo o ritmo de obras”, ressalta Ricardo Coutinho.



Fonte: clickpb


sábado, 26 de novembro de 2016

Governador Ricardo Coutinho confirma vinda a Cajazeiras nesta segunda-feira para inaugurar Escola Técnica Estadual e Aeroporto Regional de Cajazeiras

O governador Ricardo Coutinho(PSB) confirmou através da sua assessoria, sua vinda à Cajazeiras nesta segunda-feira(28) para entregar oficialmente duas obras importantes para a Terra do Padre Rolim, a Escola Técnica Estadual de Cajazeiras e realizar o voo inaugural do Aeroporto Regional de Cajazeiras.

A Escola Técnica e o Aeroporto são duas obras importantes para Cajazeiras, e foram badaladas durante a gestão de Ricardo Coutinho como uma das responsáveis pelo desenvolvimento de Cajazeiras e de toda a região.

A Escola Técnica Estadual de Cajazeiras está pronta há mais de um mês e trará um grande benefício para a Educação da Terra que ensinou a Paraíba a ler.

Já o Aeroporto de Cajazeiras é uma reinvindicação antiga da população cajazeirense, que agora passa a ser realidade pela ação direta do Governo do Estado neste processo.

A inauguração do Aeroporto de Cajazeiras ocorre às 10h. Já a inauguração da Escola Técnica acontece às 11h.

CLICK CZ

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

De D. João V a Dilma, seca foi tratada com paliativos

Padre Djacy Brasileiro/Divulgação
Seca tem afetado várias localidades do Nordeste



O primeiro registro de seca ocorreu em 1583, dois anos antes da cidade de Nossa Senhora das Neves (atual João Pessoa) ser fundada em 1585, conforme dados nos anais do Senado Federal resgatados pelo ex-senador Marco Maciel (PE) em discurso no dia 17 de junho de 1983, quando a região enfrentava outro terrível período de seca.

Na época do discurso de Marco Maciel, a Paraíba era governada por Wilson Braga e o Brasil tinha João Figueiredo como presidente. Frentes de emergência foram abertas já em 1982 pelo governador Tarcísio Burity. Milhares de homens e mulheres foram alistados para trabalhar em terras públicas e privadas construindo e recuperando açudes para justificar o valor que recebiam por mês: meio salário mínimo e alguns quilos de feijão preto imprestável para o consumo humano. Burity chegou a dispensar as mulheres do árduo trabalho.


Hoje, em pleno século XXI, o Nordeste enfrenta uma repetição da seca que ocorreu no século XVIII. Naquele tempo, foram sete anos de seca entre 1721 e 1727, conforme resgate feito por Marco Maciel. Hoje, os nordestinos caminham para o quinto ano de um ciclo de seca que, segundo o especialista Luiz Carlos Molion, da Universidade Federal de Alagoas, também será de sete anos, que só terminará em 2019.

Séculos se passaram e a população não viu, ainda, o problema da falta de água ser resolvido. Más há como resolver? Especialistas asseguram que sim. A transposição do rio São Francisco seria apenas uma das alternativas. Mas o que se viu em dezenas de anos foram promessas que não saíram do papel, até que o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva tomou a decisão política cobrada no dia 12 de novembro de 1998 pelo então senador Ronaldo Cunha Lima, em discurso na tribuna.


Na época, Ronaldo disse ter certeza que o governo do presidente Fernando Henrique Cardoso realizaria a transposição. Segundo Ronaldo Cunha Lima, havia projetos e recursos para a obra, mas faltando vontade política de realizá-la. Entre os governos de Dom Pedro II e Dilma Rousseff, o que se viu foram paliativos (iniciador com Dom João V) que nada resolveram.


No entanto, não se pode esquecer a decisão de Lula de iniciar a transposição a qualquer custo. A obra não teve adequado planejamento, como afirmam especialistas, mas pelo menos foi iniciada. O governo Dilma pouco avançou e a esperança, agora, está no governo de Michel Temer. Até porque grandes cidades do Nordeste como Campina Grande, Patos, Juazeiro do Norte, Fortaleza, Caicó, entre outras, estão prestas a enfrentar a maior tragédia humanitária desde a grande seca de 1877 a 1879.

Será que o mundo está à beira de um apocalipse dos antibióticos?


Não é à toa que a Organização Mundial da Saúde (OMS) descreveu a resistência aos antibióticos como uma das maiores ameaças globais do século 21.

Mas o que está sendo feito para tentar evitar o que poderia ser chamado de "apocalipse dos antibióticos"?

Primeiramente, há uma tentativa de reduzir o uso deste tipo de medicamento, uma vez que, quanto mais antibiótico tomamos, mais resistentes as bactérias ficam.

O psicólogo Jason Doctor, da Universidade do Sul da Califórnia, vem desenvolvendo experimentos para verificar se é possível fazer com que os médicos receitem menos medicamentos.

Ele convenceu mais de 200 médicos a assinar uma carta dirigida a seus pacientes, assumindo o compromisso de serem mais rigorosos na hora de prescrever antibióticos. As cartas foram transformadas em cartazes e coladas nas paredes de seus consultórios.

Os experimentos também adotaram um sistema de classificação. Os médicos recebiam um e-mail mensal com informações sobre quantos antibióticos estavam prescrevendo inadequadamente em comparação aos seus colegas.

Foram criados ainda alertas nos computadores dos médicos, levando-os a questionar se realmente precisavam prescrever os antibióticos, e mostrando como poderiam lidar com pacientes insistentes que exigiam a medicação.


Quando todas essas abordagens diferentes foram adotadas juntas, o número de prescrições de antibióticos foi reduzido drasticamente.

Algumas dessas mudanças estão sendo implementadas nos Estados Unidos e em outros países. Mas, mesmo que as pessoas façam uso de antibióticos apenas quando estão precisando de fato, isso não resolveria o problema. Os seres humanos são um grande mercado para antibióticos, mas há um ainda maior.

Em 1950, foi descoberto que os antibióticos fazem os animais crescerem mais rápido. Desde então, fazendeiros de todo o mundo têm injetado o medicamento em seus animais, mesmo após estudos científicos comprovarem que a resistência bacteriana poderia passar dos animais para os seres humanos.

Um país, no entanto, mostrou que é possível reverter esse cenário.

A Holanda tem mais animais por metro quadrado do que qualquer outro país do planeta e, durante anos, esses animais foram rotineiramente alimentados com antibióticos. A proibição de dar antibióticos como promotores do crescimento aos animais surtia pouco efeito, uma vez que os agricultores usavam a mesma quantidade e apenas os rotulavam de forma diferente.

Mas, após uma série de danos à saúde, o governo decidiu repreender os fazendeiros. Em 2009, os agricultores foram avisados que teriam que reduzir em 20% a quantidade de antibióticos que davam aos seus animais, num período de dois anos, e em 50%, num prazo de cinco anos.

O veterinário Dik Mevius, especialista em doenças infecciosas, ajudou os agricultores a elaborar um plano para atingir essas metas.

Eles criaram um banco de dados, revelando os agricultores que mais transgrediam a regra, e impediram os fazendeiros de comprarem antibióticos de diferentes veterinários. Se um veterinário ou agricultor prescrevesse ou usasse antibiótico desnecessariamente, era multado ou perdia a licença.

Então, os fazendeiros holandeses entraram no eixo e pararam de usar tantos antibióticos. Para muitos deles, isso significou mudar a maneira como criavam seus animais.

"Foi realmente uma revolução", disse Mevius. "Nós reduzimos em 60% a quantidade de antibióticos usados em apenas alguns anos", completou.

A maioria dos países está, no entanto, caminhando na direção oposta. Estima-se que China, Brasil, Rússia, Índia e África do Sul deverão dobrar seu uso de antibióticos até 2030, o que levará a resistência a se espalhar. É por isso que cientistas de todo o mundo estão vasculhando oceanos, florestas tropicais e desertos em busca de novas fontes de antibióticos.

BBC

Holanda passa por uma “crise” invejável: com poucos bandidos, prisões fecham as portas


Não são só as lojas e hotéis que fecham por falta de clientes. As prisões também. Isso está acontecendo no sistema judiciário dos Países Baixos. Nos últimos anos, 19 prisões fecharam, por falta de criminosos. As punições e o sistema judicial são tão eficientes nessa nação que quase não há reincidentes.

De acordo com a BBC, a população prisional holandesa sofreu uma grande queda na última década. Em 2005, havia 14.468 prisioneiros. No ano passado, havia apenas 8.245. Ou seja, uma queda de 43%. Há 11 anos, o país tinha uma das menores taxas de encarceramento da Europa. Hoje, esse número caiu ainda mais: 57 pessoas por 100.000 habitantes.

Os motivos para essa diminuição? Especialistas em Direito atribuem esse sucesso à questão das drogas, que tem desaparecido lentamente no país (na Holanda, o consumo e venda de algumas drogas é permitido), principalmente porque eles melhoraram a segurança nos aeroportos, o que dificultou a remoção das substâncias do país. Além disso, as autoridades têm concentrado seus esforços no tráfico de pessoas e no terrorismo, dois problemas sérios, mas com um número muito limitado de envolvidos.

Essa situação também se deve ao sucesso do sistema de reintegração que está em vigor. Apenas 10% dos infratores que passam pela prisão retornam nos anos seguintes. Além disso, os crimes no país diminuíram em 25% nos últimos 8 anos.

Mas nem todo mundo está feliz com essa situação. A oposição afirma que a polícia local está sucateada, o que garante a redução das detenções. Para eles, o crime tem aumentado, mas a polícia não tem como lidar com ele.

Na Espanha, o número de prisioneiros também diminuiu

Mas o fenômeno não é exclusivo apenas desse país. A Espanha está vivendo uma situação semelhante, embora as prisões ainda não estejam fechando por lá. No máximo, aquelas que ficavam em áreas metropolitanas estão sendo substituídas por outras, mais distantes da população.

Como explicado nesse artigo do El Confidencial, nos últimos seis anos, o número de presos na Espanha caiu em 19%. Hoje, há 14.500 presos a menos do que em 2009: havia 76.079 detentos na época e apenas 61.611 em 2015. Teremos uma Europa sem cadeias no futuro?
Com informações do Yahoo

sábado, 19 de novembro de 2016

Lula e família entram com queixa-crime contra Sergio Moro


O Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e sua família protocolaram, nesta sexta-feira (18), uma representação contra o juiz federal Sergio Moro. Segundo notícia publicada na página "a verdade de Lula", o ex-presidente sua esposa e filhos apresentaram queixa-crime por abuso de autoridade.


O site reproduz o pedido dos advogados de Lula, que descreve o teor de uma representação apresentada pelo ex-presidente em junho:

Na qualidade de advogados do ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, sua esposa e filhos ingressamos na data de hoje (18/11/2016) com queixa-crime subsidiária contra o agente público federal Sérgio Fernando Moro, em virtude da prática de abuso de autoridade.

Em 16/6/2016, Lula e seus familiares protocolaram na Procuradoria Geral da Republica uma representação, na forma do artigo 2º. da Lei 4.898/65, pedindo providências em relação a fatos penalmente relevantes praticados pelo citado agente público no exercício do cargo de juiz da 13ª. Vara Federal Criminal de Curitiba. Os fatos relatados são os seguintes:

(i) a condução coercitiva do ex-Presidente, para prestar depoimento perante autoridade policial, privando-o de seu direito de liberdade por aproximadamente 6 (seis) horas

(ii) a busca e apreensão de bens e documentos de Lula e de seus familiares, nas suas respectivas residências e domicílios e, ainda, nos escritórios do ex-Presidente e de dois dos seus filhos (diligências ampla e estrepitosamente divulgadas pela mídia) e, mais

(iii) a interceptação das comunicações levadas a efeito através dos terminais telefônicos utilizados pelo ex-Presidente, seus familiares, colaboradores e até mesmo de alguns de seus advogados, com posterior e ampla divulgação do conteúdo dos diálogos para a imprensa.

A ilegalidade e a gravidade dessa divulgação das conversas interceptadas foi reconhecida pelo Supremo Tribunal Federal, por meio de decisão proferida nos autos da Reclamação 23.457.

Até a presente data, nenhuma providência foi tomada pelo Ministério Publico Federal após a citada representação. Essa situação está documentada em ata notarial lavrada pelo notário Marco Antonio Barreto De Azeredo Bastos Junior, do 1.º Ofício de Notas e Protesto de Brasília, Distrito Federal, que acompanhou advogados de Lula e seus familiares em diligências específicas para a obtenção de informações sobre a mencionada representação.

Diante disso, o artigo 16 da Lei 4.898/65 autoriza que a vítima de abuso de autoridade, no caso Lula e seus familiares, possa propor diretamente a ação penal por meio de peça denominada "queixa-crime subsidiaria", tal como a que foi protocolada nesta data perante o Tribunal Regional Federal da 4ª. Região, que tem competência originaria para conhecer e julgar ações penais contra agente público investido nas funções de juiz federal na circunscrição de Curitiba.

Após expor todos os fatos que configuram abuso de autoridade, a petição pede que o agente público Sergio Fernando Moro seja condenado nas penas previstas no artigo 6º. da Lei 4.898/65, que pune o abuso de autoridade com detenção de dez dias a seis meses, além de outras sanções civis e administrativas, inclusive a suspensão do cargo e até mesmo a demissão.



folha de São Paulo
Postagens mais recentes Postagens mais antigas Página inicial