quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Cientista injeta em si mesmo bactéria de 3,5 milhões de anos para 'viver para sempre'


O cientista Anatoli Brouchkov, de 58 anos, disse estar se sentindo mais forte e saudável após consumido o "elixir da vida".

O "elixir", na verdade, trata-se de uma bactéria de 3,5 milhões de anos que Brouchkov injetou no próprio corpo.

O russo descobriu a bactéria Bacillus F, que ficou congelada viva por milênios. Experimentos em ratos, moscas, plantas e células sanguíneas mostraram resultados intrigantes quanto à longevidade. A explicação ainda é desconhecida.

De acordo com o "Siberian Times", Brouchkov quis dar um passo adiante e serviu de cobaia humana.

"Comecei a trabalhar mais, não tenho gripe nos últimos dois anos. Talvez tenha efeitos colaterais. Ainda temos que descobrir como essa bactéria previne o envelhecimento", afirmou o cientista.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário