sexta-feira, 3 de julho de 2015

Revoltado, Coritiba vai à CBF reclamar de 'juiz Deus'

© Gazeta Press Ney Franco foi expulso pelo
árbitro na derrota para o Atlético Mineiro


Os jogadores do Coritiba e o técnico Ney Franco deixaram o gramado, após a derrota por 2 a 0 para o Atlético Mineiro, na última quarta-feira, revoltados com a arbitragem. Agora, o vice-presidente do clube, Ernesto Pedroso, promete uma ação formal junto à CBF para questionar a orientação dada aos árbitros.

Bráulio da Silva Machado expulsou o treinador e distribuiu cinco amarelos para o time visitante, quatro deles por reclamação. A "intolerância" do juiz irritou o dirigente.

"Se a gente aceitar passivelmente esta postura, daqui a pouco ele amarela os 11 jogadores. Parece um Deus, um ser magnânimo, um personagem intocável", desabafou Pedroso ao ESPN.com.br na manhã desta quinta-feira, em meio à sua revolta.

"Não é a primeira vez, está demais de absurdo, está machucando demais os interesses do futebol. É uma coisa grave, temos que rever essas posições e demonstrar nossa preocupação com esta postura deselegante, antidesportiva. É um horror", afirmou.

Após defender os jogadores e o "educadíssimo" Ney Franco, o vice-presidente do Coritiba garante que o clube irá tomar medidas não só para reclamar da arbitragem no Independência, mas para tentar rever a postura dos apitadores.

"Vamos formalizar uma reclamação contra a arbitragem de ontem e tentar mostrar essa barbaridade. Não é só conosco, se fosse conosco eu até diria que é marcação, mas é algo ruim. Vamos ter uma reunião hoje e tomar as medidas necessárias", concluiu.




ESPN
Lucas Coelho, do ESPN.com.br
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário