terça-feira, 9 de junho de 2015

O futuro do mototaxi? Pernambuco ganhará primeira concessionária de triciclos para transporte de pessoas e cargas



Foto: Motocar/Divulgação

Inspirada em veículos de três rodas específicos da Europa e Ásia, a exemplo dos conhecidos “tuk-tuk”, da Índia, será inaugurada, na próxima quinta-feira, a primeira concessionária em Pernambuco dos triciclos Motocar. O modelo é 100% brasileiro, fabricado em Manaus, e o empreendimento é tocado pelos irmãos Duílio, João e Maria Cabral da Costa. A primeira unidade na capital pernambucana recebeu investimentos de R$ 400 mil.

As vendas dos modelos MTX-150, MCA-200 e MCF-200 já começaram há cerca de um mês e os empresários têm planos ousados de expandir o negócio para o interior de Pernambuco. A próxima unidade será aberta no Sertão, em Serra Talhada, mas ainda não há data certa. Petrolina e Caruaru, no Agreste, também devem receber outras unidades da Ecopole nos próximos meses. Na avaliação de Maria Costa, o novo triciclo é um negócio multifuncional.

“Os compradores do triciclo estarão adquirindo um negócio, com possibilidades amplas não apenas do transporte de cargas, mas também de pessoas, principalmente em relação à segurança. São modelos com maior estabilidade em relação às motocicletas, com itens como extintor de incêndio, freio de mão e cinto de segurança. Será importante também em relação a certos horários, pois dependendo da quantidade de carga não será necessário utilizar, por exemplo, um veículo de maior porte”, explicou Maria.

Todos os modelos, de acordo com a empresária, são os únicos no Brasil homologados pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Dos três modelos, apenas o primeiro, o MTX-150, é autorizado a transportar pessoas e mercadorias: motorista, dois passageiros e mais 25 quilos de carga.

Os demais, MCA-200 e MCF-200, conforme explicou Maria Costa, operam com o motorista e até 350 quilos de carga, sem passageiros. Nesses dois tipos, há compartimento aberto (no MCA-200) e baú isotérmico (no MCF-200). “É uma alternativa bastante viável para quem trabalha com o transporte de cargas. São modelos equipados com sinalizador sonoro de marcha ré, essencial para entrar em determinados locais mais exigentes quanto à legislação de trânsito e segurança do trabalho, como o Complexo Portuário de Suape”, destacou Maria, salientando que os custos de manutenção são semelhantes aos das motocicletas.

Valores e pagamento

Os interessados em comprar um dos modelos Motocar comercializados pela Ecopole terão três faixas de preços disponíveis. A boa notícia: os valores estão em promoção por conta da inauguração da concessionária. Segundo a empresária Maria Costa, os modelos estão custando R$ 14.718,00 (MTX-150), R$ 17.971,29 (MCA-200) e R$ 18.886,18 (MCF-200). Fora da promoção, disse a empresária, os valores devem ter um acréscimo médio de R$ 480.

Quem adquirir um dos modelos do triciclo Motocar terá formas variadas de pagamento, incluindo à vista. Se preferir dividir o valor, o comprador precisará dar uma entrada inicial de 20% do valor do veículo escolhido, no cartão de crédito, e financiar o restante do saldo. De acordo com a empresária, bancos como o Pan, Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil já estão trabalhando com linhas de financiamento para a compra dos modelos.

“Nossa expectativa é a melhor possível com este negócio, pois são várias as possibilidades de utilização em segurança. Por isso, abriremos a unidade no Recife já com planos de expansão para o interior do estado, uma vez que será uma alternativa mais segura em relação aos mototáxis, para quem preferir. Em relação ao problema do trânsito, onde na verdade há uma falta de espaço para tantos veículos, acreditamos que o uso consciente e seguro do triciclo poupará muitas vidas. Vale o investimento pela segurança e praticidade”, completou Maria.

A Ecopole Motocar fica na Rua Professor Joaquim Cavalcanti, nº 700, na Iputinga, via local da BR-101 Norte, logo após o viaduto da Avenida Caxangá e próxima ao Detran. Funcionará das 8h às 18h (segunda a sexta) e das 8h às 12h (sábados). Quem quiser mais informações sobre os modelos de triciclo e a unidade, basta entrar em contato pelo telefone (81) 3314-1957.


http://www.diariodepernambuco.com.br/
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário