segunda-feira, 15 de junho de 2015

Delegado baleado no Sertão passa por cirurgia na Capital e continua em estado grave

Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa

O delegado da Polícia Civil Leonardo Machado da Costa Souza, de 37 anos, baleado com três tiros nesse sábado (13), no Centro de Uiraúna (Sertão do estado, a 477 km de João Pessoa), passou por uma nerocirurgia no Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa e seu estado de saúde é considerado grave. Os disparos atingiram a cabeça e tórax do delegado. Ele sofreu traumatismo crânio encefálico grave.

De acordo com o direito do Trauma, o médico Edvan Benevides, o paciente está entubado sob ventilação mecânica e com sedação para manter uma pressão arterial média. “É um paciente grave, que está entubado. Fizemos a tomografia de tórax e de crânio e verificou que são duas lesões, uma no pulmão direito e outra na parte de trás do crânio”, disse.

De acordo com a polícia local, o delegado dirigia o carro dele pela cidade quando dois homens em uma moto se aproximaram e efetuaram os disparos. Ele foi socorrido para o Hospital Regional de Cajazeiras, no Sertão, e depois transferido no helicóptero da Secretária da de Segurança e Defesa Social do Estado para o Trauma de João Pessoa.

Conforme o comandante da rádio patrulha da 2ª Companhia de Polícia Militar, em Uiraúna, sargento Jonas, a polícia já identificou o suspeito de ter efetuado os disparos. Trata-se de um comerciante da cidade, que teria discutido com o delegado na fila de um supermercado horas antes do crime, segundo relato de testemunhas. Um vídeo gravado por câmeras de segurança mostra o momento da briga. As imagens não foram divulgadas. Ainda de acordo com o sargento, o suspeito não foi localizado e a polícia ainda não sabe o que motivou a discussão.

Segundo informações repassadas pelo 6º Batalhão de Polícia Militar, em Cajazeiras, um carro foi encontrado abandonado na cidade de Orós, no Ceará, e existe a suspeita de que o veículo seja o mesmo usado pelos bandidos durante a fuga.

Até às 12h deste domingo o suspeito do crime não havia sido preso. A Polícia Civil e Militar de Sousa continuam em diligência com o objetivo de capturar o suspeito.

FONTE: PORTAL CORREIO
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário