terça-feira, 30 de junho de 2015

Chile derrota o Peru e volta à final da Copa América após 28 anos

Donos da casa passam susto, mas Vargas
decide com dois gols



A seleção chilena está a um passo de ser campeã da Copa América pela primeira vez. Para delírio da torcida que lotou o Estádio Nacional em Santiago, a equipe aproveitou o fato de contar com um jogador a mais desde o primeiro tempo e venceu um dos melhores jogos do torneio até o momento, ao fazer 2 a 1 sobre um valente Peru nesta segunda-feira. O resultado levou os anfitriões à final da competição.


Agora, o Chile espera para conhecer seu adversário na decisão. Ele sairá do confronto desta terça-feira entre Argentina e Paraguai, em Concepción. A grande final está marcada para sábado, em Santiago, e os donos da casa lutam para não repetir as campanhas de 1955, 1956, 1979 e 1987, quando bateram na trave e ficaram com o vice.


Já o Peru pode se orgulhar de ter chegado à semifinal pela segunda vez seguida - ficou em terceiro há quatro anos, na Argentina - e de ter feito um grande jogo nesta segunda. Mesmo com um jogador a menos desde os 19 minutos, após a expulsão de Zambrano, incomodou, marcou o seu gol e assustou, mas não resistiu à noite iluminada de Eduardo Vargas, que balançou a rede duas vezes e garantiu a classificação chilena.

CHILE RECEBE A 44ª EDIÇÃO DA COPA AMÉRICADaniel Teixeira/Estadão

Chilenos comemoram na Praçaa Itália, em Santiago a classificação para a final da Copa América Chile 2015


GABRIEL MELLONI - ESTADÃO CONTEÚDO

Presos filmam tortura a rival dentro de penitenciária no interior do RN

Preso é atingido por uma suposta barra de ferro
em penitenciária (Foto: Reprodução)


A direção da Penitenciária Desembargador Francisco Pereira da Nóbrega, o Pereirão, está analisando um vídeo que foi gravado por presos da unidade na tentativa de identificar os responsáveis por torturar um detento rival, fato ocorrido no dia 5 de junho dentro de um dos pavilhões da unidade. O presídio fica em Caicó, na região Seridó do Rio Grande do Norte.

As imagens chegaram ao diretor da penitenciária, Alex Alexandre, neste domingo (28). O detento agredido teve o braço quebrado e sofreu ferimentos graves nas pernas. Os presos envolvidos na violência podem responder por tortura e até tentativa de homicídio.

De acordo com o diretor da unidade prisional, o detento Juliano Carlos de Medeiros foi imobilizado e amordaçado. Ele teve as pernas agarradas por vários presos enquanto era golpeado com um bastão de ferro. O preso também é ameaçado com uma serra, que não chega a ser utilizada.

Danificado pelos detentos durante a onda de rebeliões que aconteceu em março no sistema penitenciário potiguar, o Pavilhão E do Pereirão está sem celas, o que dificultou o acesso dos agentes penitenciários ao local. O diretor conta que foi necessário invadir o pavilhão para conseguir soltar o preso.

"Só não morreu porque chegamos rápido. Os presos não queriam retirá-lo. O rapaz ficou internado uma semana, fez uma cirurgia no braço e vai precisar fazer outra agora. Recebi a filmagem no domingo. Antes disso, fizemos duas revistas e não localizamos os instrumentos utilizados nem o celular usado para gravar a cena", relata Alex Alexandre. Aberta na época do crime, uma sindicância está em andamento para identificar os responsáveis pelas agressões. "Com o vídeo em mãos, já estamos trabalhando para identificar quem aparece nas imagens", conta.

O diretor acrescenta que o Pavilhão E é ocupado por detentos que integram uma facção criminosa com atuação no estado. O espaço tem atualmente 70 presos. "Ouvimos o preso agredido, mas ainda não sabemos o que motivou a tortura", encerra.




Do G1 RN

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Ex-prefeito paraibano é condenado a quatro anos de prisão

Reprodução/Radar Sertanejo
Ex-prefeito José Ardison Pereira



O juiz Adrian Soares, da 8ª Vara Federal, condenou o ex-prefeito da cidade de Carrapateira (no Sertão paraibano) José Ardison Pereira a quatro anos e seis meses de prisão por improbidade administrativa. O ex-gestor é acusado de desviar recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).


Segundo denúncia do Ministério Público Federal, em 2007, José Ardison Pereira não aplicou os 60% dos recursos enviados pelo Fundeb para o pagamento dos professores municipais da educação básica, como determinado por lei. Na época, a prefeitura recebeu R$ 515.706,17, mas só R$ 260.138,48 (50,44%) foi usado para a remuneração do magistério.

Ainda de acordo com a denúncia, o ex-prefeito não comprovou as despesas realizadas com recursos do Fundeb. Do recurso, R$ 19.712,07 foi destinado ao pagamento da folha dos servidores públicos em geral, o que é proibido.

"O dolo do acusado restou evidenciado, não apenas por ser ele, na qualidade de prefeito, o agente responsável pela ordenação de despesas, mas também porque tinha ciência de que a verba vinculada do FUNDEB estava sendo destinada para despesas que não atendiam seus fins”, diz trecho da sentença do juiz.


Portal Correio

Dilma deixa 22 cidades da Paraíba sem recursos para combate à seca


Presidente Dilma Rousseff



O dispositivo que pretendia incluir 22 municípios paraibanos e outras 52 – sendo 20 em Alagoas e 32 no Ceará – cidades do Nordeste ao Semiárido, beneficiado pela Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), foi vetado pela presidente Dilma Rousseff (PT). O dispositivo estava na Medida Provisória 668/15, que resultou na Lei 13.137/15.

Além de serem beneficiados pela Sudene, a inclusão na área do Semiárido possibilitaria aos municípios o uso de créditos dos bancos com o Fundo de Compensação de Variações Salariais (FCVS) para a quitação de dívidas com o governo; e o uso de créditos do Regime Especial de Reintegração de Valores Tributários para as Empresas Exportadoras (Reintegra) por empresas com dívidas com a União.

A presidente argumentou que sua inclusão não considerou as questões climáticas e as diretrizes de política de desenvolvimento regional, podendo provocar ainda elevação de despesas com impacto no Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE).

O deputado paraibano e relator da MP na Câmara, Manoel Junior (PMDB-PB) lamentou os veto: “A questão dos municípios, eu lamento profundamente, porque nós tínhamos um período de dez anos em que os municípios não poderiam ser inseridos (na Sudene). Nós temos um estudo profundo da Sudene para a inclusão desses municípios e, efetivamente, esses municípios ficarem de fora é muito ruim", disse.

O presidente da Federação dos Municípios da Paraíba, Tota Guedes, apelou para que os deputados federais paraibanos tentem reverter com a presidente a decisão de vetar o dispositivo.

“Eu acho que está havendo um grande equívoco da presidente. São municípios que estão em situação de emergência. O que acredito que esteja acontece é a falta de informação. Eles acham que o município na região não está sofrendo com a estiagem, o que é um grande engano. Todos eles estão sofrendo, tem município que até o abastecimento da cidade já está em colapso total. Os deputados têm que procurar sensibilizar o governo federal para que esse veto seja reconsiderado pela presidência da república”, pediu.

Portal Correio via Elza Fiúza/ Agência Brasil

Preços dos combustíveis sofrem mais um reajuste na Paraíba; veja novos valores

O Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira (25) traz mais um reajuste nos valores médios de combustíveis que começam a ser praticados nos postos a partir de 1º de julho.

Na Paraíba, o valor médio da gasolina sobe de R$ 3,2128 para R$ 3,2288. Já é a quinta vez só neste ano que os preços médios sofrem reajuste. A alteração vale também para outros seis estados e no Distrito Federal.

A tabela divulgada no DOU é do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz). Segundo o Confaz, outros combustíveis também passam a ter novos valores médios. O litro do diesel subiu de R$ 2,7596 para R$ 2,7969; e o litro do Álcool Etílico Hidratado Combustível (AEHC/Etanol) passa de R$ 2,3459 para R$ 2,3635.

Apenas o valor médio do Gás Natural Veicular (GNV) teve leve redução e saiu de R$ 2,0232 para 2,0224.

Além da Paraíba, novos valores de combustíveis foram autorizados também para Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro e São Paulo.

O Confaz é presidido pelo ministro da Fazenda e formado pelos secretários de Fazenda, Finanças ou Tributação de cada Estado e do Distrito Federal. O objetivo do órgão é adotar medidas para aperfeiçoar a política fiscal dos Estados e torná-la compatível com as leis da Federação.



Fonte/Portal Correio

Foto/G1/Globo

A CASA CAIU; MPF de Sousa, CGU e PF deflagram operação para desarticular organização criminosa nas prefeituras de: Cajazeiras, Cachoeira dos Índios, Joca Claudino, Bernadinho Batista e Uiraúna

Quadrilha agia através de fraude a licitações, superfaturamento em licitações, desvio de recursos públicos e lavagem de dinheiro. Mandados de busca e apreensão, prisões e sequestros de bens estão sendo cumpridos na manhã desta sexta-feira, 26 de junho

O Ministério Público Federal em Sousa (PB), a Controladoria Geral da União e Polícia Federal, deflagraram na manhã desta sexta-feira, 26 de junho, a Operação Andaime* para desarticular quadrilha especializada em fraudar licitações em obras e serviços de engenharia executados por 16 prefeituras do Alto Sertão da Paraíba. Estima-se em R$ 18.337.000,00 o montante de verbas federais alcançadas pelos criminosos.

A operação ocorre no Estado da Paraíba, onde estão sendo cumpridos 3 mandados de prisão preventiva, 7 mandados de prisão temporária, 4 mandados de condução coercitiva, 15 medidas de sequestro de bens e 18 mandados de busca e apreensão, todos expedidos pela 8ª Vara da Justiça Federal em Sousa (PB).

As buscas e apreensões estão ocorrendo nas sedes das prefeituras de Cajazeiras, Joca Claudino, Bernardino Batista e Cachoeira dos Índios, em quatro estabelecimentos comerciais de Cajazeiras e nas residências de 11 pessoas físicas, nos municípios de Cajazeiras, Uiraúna e Joca Claudino, dentre as quais constam empresários e engenheiros responsáveis por obras e serviços de engenharia custeados com recursos federais.

Cerca de 80 agentes da Polícia Federal e dez auditores da CGU participam da operação.

Até o presente momento, as investigações indicam que a organização criminosa vinha atuando, pelo menos, desde 2009, desviando recursos federais através de irregularidades em licitações e contratos públicos, em especial a montagem de procedimentos licitatórios e a venda de notas fiscais. Os crimes também incluem lavagem de dinheiro através de empresa fantasma.

O procedimento investigatório criminal do MPF está embasado em relatórios de auditoria da CGU, informações policiais e relatórios de análise obtidos a partir do afastamento do sigilo de alguns investigados.


*A operação foi denominada Andaime em razão das fraudes terem sido perpetradas no âmbito de uma empresa do ramo da construção civil, com a participação de diversos engenheiros e fiscais de obras das prefeituras.

Com informações da assessoria de comunicação da CGU

ENTREVISTA COLETIVA:

Data: hoje (26/6) às 15h
Local: auditório do Fórum Miguel Sátyro, localizado n Avenida Doutor Pedro Firmino, s/n - Centro - Patos (PB) - CEP 58700071


FONTE: FOLHA DO SERTÃO

quinta-feira, 25 de junho de 2015

PF faz segunda etapa de operação que investiga desvio para campanha do PT

Foto: Guga Matos/ JC Imagem

Folhapress – A Polícia Federal realiza nesta quinta-feira (25) a segunda fase da Operação Acrônimo e executa mandados de busca e apreensão em Brasília, Minas Gerais, São Paulo e Rio. Não houve prisões até o momento.

A PF fez busca e apreensão na agência de comunicação Pepper, que presta serviços ao PT e já fez campanhas do partido na área de internet. Atuou, inclusive, para a campanha de Dilma Rousseff em 2010.

A operação prendeu, há algumas semanas, Benedito Rodrigues, o Bené, empresário próximo ao governador de Minas, Fernando Pimentel (PT). Bené foi solto logo em seguida.

A investigação sobre a atuação de Bené teve início em 2014, quando a PF apreendeu, a partir de uma denúncia anônima, mais de R$ 100 mil em uma aeronave onde viajava o empresário e outras pessoas. A aeronave foi apreendida depois de decolar de Belo Horizonte e pousar em Brasília. O caso ocorreu durante a campanha campanha eleitoral.

Bené é dono de empresas do setor gráfico e já firmou mais de R$ 500 milhões em contratos com órgãos federais entre 2005 e 2015, em especial os ministérios da Saúde, das Cidades e do Combate à Fome. Segundo a PF, há uma “confusão patrimonial” e indícios de lavagem de dinheiro com o uso de “laranjas”.

A PF também afirma ter encontrado documentos que trazem indícios de que Bené teria atuado no caixa dois da campanha do governador Fernando Pimentel, de Minas Gerais. Uma tabela impressa em duas páginas traz a inscrição “Campanha Pimentel”, segundo a PF.

As empresas vinculadas a Bené trabalharam na campanha de Pimentel, tendo sido remuneradas em R$ 3,2 milhões por meio do comitê financeiro estadual do PT.

PIMENTEL

Na semana passada, a PF solicitou ao STJ (Superior Tribunal de Justiça) abertura de inquérito sobre o governador de Minas por suposto crime de “lavagem ou ocultação de bens, direitos ou valores”. A investigação faz parte dos desdobramentos da Operação Acrônimo. O tribunal ainda não se manifestou sobre se aceita ou não a abertura de inquérito.

Ainda não se sabe o que motivou a busca na sede da Pepper em Brasília. A empresa executa a comunicação do PT nas redes sociais e é responsável pela página não oficial de Dilma Rousseff no Facebook.

Seis anos sem Michael Jackson

Para os fãs de Michael Jackson, o dia 25 de junho tem um sabor amargo. Faz hoje seis anos em que o cantor americano morreu precocemente. Seu legado, entretanto, continua influenciando o showbiz da música mundial. Fãs fazem vigília na frente da casa dele na Califórnia, assim como no local em que ele está enterrado. Para marcar a data, postamos entrevista que passou na TV americana sobre o seu legado



Também achamos um vídeo em que mostra como estão os filhos do artista após seis anos da morte do pai. Confiram

Pegou mal: Padre posta foto erótica no whatsapp e imagem viraliza na web

Uma foto de apelo erótico compartilhada, por um padre de Boa Vista, no grupo denominado ‘Flamengo até morrer’ no WhatsApp vazou na web nesta quarta-feira (24) e virou polêmica na rede social. A imagem exibe a bunda de uma mulher com a sugestiva frase: “Afinal, isso é tricô ou crochê?”.

O sacerdote foi criticado em um perfil de Facebook onde a imagem foi espalhada: “O que dizer de um padre que, ao invés de se ater a pregar a palavra de Deus, vive postando esse tipo de foto em grupos do WhatsApp?”, questionou a publicação que teve quase 50 comentários. O padre admitiu ter compartilhado a imagem na rede social, mas ‘sem comentário maldoso’.

Internautas que visualizaram a foto criticaram o padre pela atitude. “Gente, pera! O comentário é ridículo, totalmente com apelo sexual, já envergonharia qualquer pessoa pública, quanto mais um Padre. Isso é bom para as pessoas repensarem a respeito do que andam fazendo por aí pensando que estão escondidos em conversas de WhatsApp. Mesmo que ninguém fique sabendo, é Deus quem está vendo tudo (SIC)”, comentou uma internauta.

Outros internautas defenderam o sacerdote: “Afinal o padre é humano, tem que gosta da carne também hora bolas (SIC)”. Outro internauta escreveu: “Atrás da batina tem um ser humano! Atire a primeira pedra quem nunca por um instante pisou na bola, deu uma escapadela, faltou com a descencia ou algo parecido???? Menos, quem somos nós pra julgar???? (SIC)”.

Quando questionado sobre a publicação da foto no WhatsApp, o padre, inicialmente, negou ter feito qualquer tipo de publicação de foto na rede social e disse não fazer parte do grupo ‘Flamengo até morrer’, mas, posteriormente, confessou o ato.

“Eu fiz um print [da foto] que já estava nas redes sociais e compartilhei no grupo [WhatsApp] que faço parte. Essa foto não fui eu que fiz. E não há nenhum comentário maldoso na imagem”, justificou.

Ele afirmou ainda não ter nada na foto que desabone a moral católica. Ao ser indagado se é correto padres fazerem publicações em redes sociais de fotos com apelo erótico, o padre foi incisivo.

“Claro que não [devem fazer publicações]. Com certeza não. Não concordo e infelizmente aconteceu isso [foto ser publicada]. Compartilhei em um grupo privado no WhatsApp e enfatizo não ter escrito nada [no retrato]. A pessoa que fez o print foi maldosa e deixou a entender que fui eu o autor da imagem”, comentou o sacerdote.

G1

Qualquer pessoa nascida hoje poderá presenciar o fim do mundo – entenda

O microbiologista australiano Frank Fenner assustou o mundo ao fazer uma afirmação séria pesada há algum tempo: daqui a 100 anos não existirá mais vida humana no nosso planeta. A justificativa é relativamente simples: estamos criando um mundo inabitável.

Fenner, cujo trabalho é reconhecido desde sua luta nos anos de 1970 para erradicar a varíola, é nada otimista com relação ao fim do mundo. Segundo ele, há três fatores que estão nos levando para a extinção humana: superpopulação, falta de recursos naturais e mudanças climáticas.

Ainda que a previsão do cientista não seja considerada realmente precisa, há alguns anos ele nos alerta para determinadas questões que precisam ser repensadas urgentemente, como o esforço mínimo e insuficiente que fazemos para diminuir a quantidade monstruosa de substâncias poluentes que enviamos a todo o momento para a atmosfera.



No final das contas, Fenner acredita que não há meios de reduzir os danos que já causamos até agora. Diminuir o número de poluição parece ser apenas a parte mais fácil do trabalho que seria capaz de mudar o rumo da coisa. A parte mais difícil dessa missão seria desenvolver meios tecnológicos de reverter esse processo apocalíptico, que já começou há muito tempo.

Em 2007, Sir David King, conselheiro científico do governo britânico, disse: “Evitar mudanças climáticas perigosas é impossível – mudanças climáticas perigosas já estão aqui. A pergunta é: nós podemos evitar mudanças climáticas catastróficas?”.

Seguindo o raciocínio de Fenner, podemos concluir, a partir da declaração de King, que ou tudo isso é alarmismo ou, pior, estamos em um cenário que simplesmente não tem como ser mudado. O colunista David Auerbach, que escreve para a agência Reuters, acredita que está mais do que na hora de mudarmos nossas fontes de energia, além de diminuirmos de fato a quantidade de emissão poluente.



Atualmente, o objetivo é não deixar que a temperatura global suba mais de 2 ºC. Em 2100 a previsão é de que esse aumento seja de 5 ºC, que já é o suficiente para provocar inundações, fome, seca, aumento do nível do mar e extinção em massa. Além do mais, esse aumento da temperatura nos deixaria próximos dos 6 ºC, que é ponto capaz de deixar nosso planeta inabitado, destruindo a maioria das espécies.

Ainda que os EUA, a União Europeia e a China tenham se comprometido com as Nações Unidas a diminuir a emissão de dióxido de carbono, o esforço não é suficiente. Auerbach usou o raciocínio do jornalista Bill McKibben para avaliar o assunto: atualmente a temperatura média do planeta já subiu 0,8 ºC e, mesmo que a emissão de dióxido de carbono fosse completamente interrompida agora, a temperatura média da Terra subiria mais 0,8 ºC.

Isso aconteceria porque ainda haveria muito dióxido de carbono na atmosfera. Fazendo uma conta simples de matemática, percebemos que temos apenas 0,4 ºC até chegarmos ao aumento limite de temperatura, o que, em tempo, nos dá mais ou menos30 anos. Ou seja: daqui a três décadas a situação tende a estar realmente muito feia.



Com esses dados, que são reais, fica infelizmente fácil entender a afirmação de Fenner de que uma criança nascida hoje pode viver para ver o fim da humanidade. E o que se sabe sobre o assunto é que todo o esforço para desacelerar esse processo ainda é mínimo.

Neste ano, em novembro, haverá uma conferência na França, que deve discutir justamente essas questões climáticas. A esperança é a de que alguma solução tecnológica surja e possa nos dar a chance de ganhar mais tempo para pensar em alguma estratégia que não apenas reduza a emissão de dióxido de carbono como nos dê outros meios de viver sem destruir nossa própria casa. Infelizmente, chegamos a esse ponto.

quarta-feira, 24 de junho de 2015

Ação em prisão da PB acha 92 litros de cachaça artesanal que seriam consumidos no São João

Imagem compartilhada por WhatsApp
Bebida seria consumida durante festas de São João


Uma operação na Penitenciária Regional de Campina Grande Raimundo Asfora (Serrotão), nessa terça-feira (23) apreendeu, entre entorpecentes, armas e outros objetos, 92 litros de cachaça artesanal, que seriam produzidos pelos próprios detentos e, de acordo com a direção da unidade prisional, seriam consumidos durante as festas de São João.

Durante o ‘pente fino’, também foram encontradas, segundo os profissionais que atuaram na operação, várias porções de substância semelhante à cocaína, duas facas originais e 10 artesanais. Também foram apreendidos oito celulares, três caixas de som, quatro carregadores, três chips, três fones de ouvido e várias barras de ferro.

Uma retroescavadeira também foi mobilizada na ação. O veículo foi utilizado para procurar possíveis túneis. Os trabalhos tiveram a atuação do Grupo Penitenciário de Operações Especiais, do Batalhão de Choque e do Grupo de Ações Táticas Especiais da Polícia Militar, além de agentes penitenciários de plantão.


Portal Correio



Aumenta em 30% número de pessoas que iniciam tratamento contra aids


O número de pacientes portadores do vírus HIV que iniciaram tratamento com medicamentos antirretrovirais passou de 57 mil para 74 mil entre 2013 e 2014, aumento de 30%. Segundo o Ministério da Saúde, isso se deve à ampliação do público-alvo dos remédios destinados a pessoas com HIV pela rede pública de saúde, a partir de dezembro de 2013. Atualmente, mais de 400 mil pessoas soropositivas se tratam na rede pública.

Até dezembro de 2013, apenas quem tinha carga viral alta podia iniciar o tratamento. Segundo o diretor do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, Fábio Mesquita, no ano passado, 40% dos novos tratamentos foram iniciados em pessoas que não se encaixariam no antigo protocolo. A estimativa é que, a cada ano, surjam 39 mil casos de aids.

O Ministério da Saúde lançou hoje (24) nova campanha para prevenção da aids. Festas populares como as juninas, a de Parintins, no Amazonas, a Oktoberfest, em Santa Catarina, e a Festa do Peão de Barretos, em São Paulo, terão cartazes alertando os jovens, grupo que tem contraído mais o vírus em todo o mundo.

Com o tema #Partiuteste, o objetivo da campanha é informar e alertar sobre as medidas de prevenção, como o uso de camisinha, realização do teste de HIV e início do tratamento. Nas cidades de maior concentração das festas juninas (Campo Grande, Salvador, João Pessoa, Caruaru e Recife), é feito um esforço nas estratégias de comunicação. Foram instalados 20displays para retirada gratuita de camisinhas em banheiros de aeroportos e rodoviárias. Para esta parte da campanha foram distribuídas 160 mil camisinhas.








Brasília
Aline Leal - Repórter da Agência Brasil Edição: Beto Coura

Cantor Cristiano Araújo morre após acidente de carro em GO. Veja fotos do acidente


Cristiano Araújo voltava de show em Itumbiara quando sofreu acidente (Foto: Divulgação)
O cantor goiano Cristiano Araújo, de 29 anos, e a namorada dele, Allana Coelho Pinto de Moraes, de 19, morreram na manhã desta quarta-feira (24) após um acidente de carro na BR-153, no km 614, entre Morrinhos e o trevo de Pontalina, em Goiás. O Hospital de Urgências de Goiânia(Hugo), para onde ele foi transferido, e a assessoria de imprensa do sertanejo confirmaram a informação às 8h30.

A morte de Allana foi confirmada pelo empresário do cantor, Antônio Pereira dos Santos. "O corpo dela foi levado ao IML [Instituto Médico Legal] de Morrinhos e os familiares foram ao local para a liberação", disse ao G1.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o sertanejo voltava de um show em Itumbiara, no sul do estado, por volta das 3h30, quando o veículo em que ele estava, um Range Rover, saiu da pista e capotou.

O cantor chegou a ser socorrido (veja vídeo abaixo) ao Hospital Municipal de Morrinhos e depois transferido em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Móvel até a capital. Em seguida, seguiu de helicóptero até o Hugo, mas não resistiu.

Além do cantor e da namorada, outras duas pessoas estavam no carro, sendo outro empresário e o motorista. Segundo os bombeiros, eles sofreram ferimentos leves e também foram encaminhados a um hospital na capital. 

Veja fotos do acidente.
Cristiano Araújo recebeu atendimento no local do acidente Goiás Goiânia (Foto: Renato Melo/Arquivo Pessoal)

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que as causas do acidente ainda são apuradas. “Fizemos um levantamento no veículo, que é do ano de 2015, e ele estava em perfeitas condições. A suspeita inicial é que o motorista tenha dormido ao volante, mas tudo isso ainda é devidamente apurado”, afirmou o inspetor Newton Moraes.

Segundo o Antônio Pereira dos Santos, o cantor costumava viajar com um motorista particular para que "pudesse dormir após o show e não precisasse dirigir". Ele ressaltou, ainda, que o condutor "é experiente e acostumado a guiar de madrugada".

A assessoria de imprensa do cantor informou que o velório será realizado no Ginásio Goiânia Arena, na capital. O horário ainda não foi definido, pois depende da liberação do corpo do sertanejo.


Shows
Na última terça-feira (23), o cantor publicou em sua página no Instagram uma mensagem dizendo que estava partindo da Bahia, ao lado na namorada, com destino a Itumbiara. Após o acidente, muitos fãs comentaram na imagem sobre o ocorrido e mandam mensagens de solidariedade ao cantor.

O próximo show de Cristiano Araújo estava marcado para acontecer na noite desta quarta-feira em Caruaru, em Pernambuco. No sábado (27), ele se apresentaria na Praia de Iracema, em Fortaleza, no Ceará.

Trajetória

O goiano foi "cantor por natureza" já que a música está há quatro gerações na sua família, desde seus bisavós, avós, pais e tios. Segundo o perfil de seu site oficial, aos seis anos ele ganhou seu primeiro violão, no qual fez seus primeiros acordes, e aos nove, começou a se apresentar em público.

Aos 10 anos fez sua primeira composição e aos 13, gravou seu primeiro CD com cinco músicas. Continuou com sua carreira solo até os 17 anos, quando resolveu cantar em duplas, em um período que durou cerca de seis anos.

Em 2010, resolveu seguir de fato carreira solo, preparando a gravação de CD e DVD com participações de vários artistas. Em janeiro de 2011, o projeto foi concretizado, com a ajuda de grandes cantores e amigos, como Jorge (da dupla Jorge e Mateus), Gusttavo Lima, Humberto e Ronaldo, entre outros. Foi aí que ele estourou em 2011, com a música "Efeitos", gravada com o também sertanejo Jorge, da dupla Jorge e Matheus.



Capotamento aconteceu na BR-153, entre Goiatuba e Morrinhos, em Goiás (Foto: Divulgação/PRF)


Fernanda Borges e Sílvio Túlio - Do G1 GO

terça-feira, 23 de junho de 2015

Justiça condena José Rainha a 31 anos de prisão por desvio de verbas públicas em assentamentos


SÃO PAULO - A 5ª Vara Federal em Presidente Prudente, no interior paulista, condenou o ex-líder do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), José Rainha Júnior, a 31 anos e 5 meses de reclusão por participação em um esquema de extorsão de empresas e desvio de verbas públicas destinadas a assentamentos agrários na região do Pontal do Paranapanema. Investigado pela Polícia Federal (PF) em 2011 na Operação Desfalque, Rainha foi condenado pelos crimes de extorsão, formação de quadrilha e estelionato, além do pagamento de multa. Naquela ocasião, além dele, nove pessoas foram presas. Rainha poderá recorrer da sentença em liberdade por força de um habeas corpus.

Na mesma ação, segundo a Justiça Federal, também foi condenado Claudemir Silva Novais, acusado de ser um dos principais integrantes do grupo comandado pelo ex-líder do MST. A pena dele é de cinco anos e seis meses de reclusão e quatro meses e 20 dias de detenção, além de pagamento de multa pelos crimes de estelionato, formação de quadrilha e favorecimento real. Os demais réus tiveram suas denúncias desmembradas da ação que condenou Rainha.

De acordo com denúncia do Ministério Público Federal (MPF), os réus agiam utilizando trabalhadores rurais ligados ao MST como "massa de manobra" para invadir terras e exigir dos proprietários o pagamento de contribuições para o movimento social. Interceptações telefônicas feitas com autorização da Justiça durante a investigação, contudo, comprovaram que o dinheiro era desviado para os próprios integrantes do grupo.

Diz o MPF que, em abril de 2011, durante o chamado "Abril Vermelho", José Rainha Júnior teria cobrado e recebido de duas empresas do setor de agronegócios, R$ 50 mil e R$ 20 mil, respectivamente, para não invadir e queimar as plantações de cana-de-açúcar mantidas em fazendas no Pontal e em Paraguaçu Paulista. Em outra ocasião, pediu R$ 112 mil aos representantes de uma concessionária de rodovias, a título de "ajuda solidária", ameaçando obstruir e danificar as praças de pedágio daquela empresa.

O MPF também diz que o grupo se apropriou de cestas básicas fornecidas pelo Incra às famílias que residiam nos assentamentos, e fez cobranças indevidas. O MPF diz que Claudemir Silva Novais era o responsável pela tarefa.

"No caso dos autos, verificou-se o aproveitamento, pelo réu [Claudemir] e demais membros do 'grupo de frente', do comportamento ou das fraquezas das vítimas para lhe facilitar a prática criminosa. É dizer, o réu valeu-se do temor que incutia nas pessoas, em regra analfabetas e já fragilizadas pela sua atual condição de sobrevivência, para auferir vantagem indevida", afirma o juiz federal Ricardo Uberto Rodrigues na sentença.

Para o magistrado, José Rainha Júnior se valeu da condição de liderança para a prática dos crimes. "A ganância desenfreada se mostra na realização de diversas ameaças ou invasões de terras, sempre com o objetivo de auferir proveito próprio", afirma Rodrigues. Ao comentar que entre as vítimas estavam mulheres, crianças e idosos, o juiz conclui: "Colocou-se, portanto, em risco, a vida e a saúde de diversas pessoas em nome de um objetivo mesquinho de ganho pessoal".

O asteroide de Deus está de volta e agora já tem local para cair, diz profeta

A volta dos que não foram: o asteroide enviado por Deus, que cairá na Terra entre 22 e 28 de setembro, que punirá os infiéis e tudo mais, agora tem local para cair: Porto Rico, na América Central. Isso tudo, claro, de acordo com o profeta — tá bem, né — Efrain Rodriguez.

A história todos nós já sabemos: Efrain se entitula profeta e diz ter recebido uma mensagem vinda dos céus e que prenunciou que a vida como nós conhecemos acabará. E quem dará cabo em tudo é Deus, por meio de um asteroide. A questão nova é a localização, em Porto Rico, e tudo que ele acarretará ao planeta.

Segundo o profeta, a queda do asteroide divino causará imediatamente terremotos e tsunamis na costa leste dos Estados Unidos, no México, na América Central, é claro, e também na América do Sul. A partir daí o caos se instalará e poucos sobreviverão — isso é, se sobrar alguém.

O que começou — e continua — como repercussão de rede social chegou ao alto escalão das principais agências espaciais do mundo. A Nasa, por exemplo, soltou comunicado oficial negando a possibilidade, afirmando que “não existe a possibilidade de nenhum objeto de grande porte atingir a Terra nos próximos cem anos”.

De qualquer modo, evite Porto Rico entre 22 e 28 de setembro. Só que não.

Brasil: novo vírus causa paralisia nas pernas e pode matar

Pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) descobriram a existência de um novo vírus no Brasil. O gemycircularvirus, encontrado em fezes de crianças de Manaus, no Amazonas, pode causar paralisia e até de matar.


Patrícia Puccinelli Orlandi, do Instituto Leônidas e Maria Deane, é uma das lideres da pesquisa e explica que, no início, pensou se tratar de uma variação do rotavírus."Mas relatos de médicos da região sobre crianças que ficaram paralisadas aguçaram nossa curiosidade científica para descobrir a causa do problema”, disse.

Segundo ela, em alguns casos o infectado não consegue mexer as pernas. "É diferente da fraqueza provocada pela diarreia. É uma paralisia total, o paciente não se sustenta”. De acordo com a pesquisadora, o novo vírus pode migrar para o sistema nervoso central, provocar encefalite e levar à morte.

Como se livrar?

Trata-se de uma infecção que afeta pessoas de todas as idades, principalmente quem mora em locais sem saneamento. O idela é evitar andar descalço.
FONTE:
Com informações do IG

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Homem leva soco durante entrevista para repórter da TV Globo

Durante a entrevista: homem foi agredido
em Cuiabá (Foto: Reprodução TV)


Alysson Guedes Zoli Delazari levou um soco durante entrevista para uma repórter da TV Centro América, afiliada da Rede Globo em Cuiabá. A agressão assustou também a jornalista, que foi surpreendida com a atitude de um homem revoltado com as declarações de Delazari.

A confusão começou depois de um acidente de trânsito. A motociclista Janaína Almeida Rodrigues morreu após ser atropelada pelo carro onde estavam Delazari e o amigo Kenedy Velho. Revoltados, moradores tentavam agredir os dois rapazes, mesmo com a presença da polícia no local.

Os policiais afirmaram que Velho era o motorista. Entretanto, durante a entrevista, Delazari assumiu que conduzia o veículo no momento do acidente. “Era eu no volante e não o Kenedy”, disse o rapaz, que foi agredido com um soco na sequência. Assista ao vídeo:

Policial é morto esfaqueado dentro de viatura por detido, vídeo


Um policial morreu e seu companheiro de serviço ficou gravemente ferido após um ataque dentro de uma viatura. Eles foram esfaqueadas por um motorista alcoolizado que tinha acabado de ser preso, na vila de Kharlovo, na Rússia, na madrugada da última sexta-feira. O suspeito, que estava no banco traseiro, aproveitou um momento de distração dos agentes para pegar uma faca, escondida sob a camisa, e atacá-los. A câmera de segurança do veículo flagrou a ação. As informações são do jornal The Mirror.

Na sequência, divulgada no site LiveLeak, é possível ver que o suspeito, de 38 anos, cujo nome não foi divulgado, aparenta estar sonolento. Enquanto os agentes usam pranchetas para fazer o registro do caso, o detido pega a faca e os ataca.

O primeiro agente a ser esfaqueado, Aleksandr Lyamkin, de 34 anos, morreu na hora. Seu companheiro de trabalho, Roman Polnikov, no entanto, conseguiu sair da viatura logo após ser ferido. O agente ainda conseguiu trancar o motorista dentro da viatura antes de desmaiar.


Fabrize Lima
Repórter




FONTE:
Com informações do Extra

Deputados ignoram propostas da sociedade civil para reforma política

Plenário da Câmara dos Deputados durante
sessão de votação da reforma política
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Os pontos centrais defendidos por mais de 100 entidades e movimentos da sociedade civil para a reforma política não entraram no texto aprovado pela Câmara, nesta semana. Instituições como a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Central Única dos Trabalhadores (CUT) e o Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE) queriam mudanças, principalmente do sistema eleitoral e do financiamento de campanha, mas não conseguiram emplacar suas propostas.

Na votação, os deputados mantiveram o sistema proporcional em que deputados e vereadores são eleitos de acordo com a votação do partido ou da coligação. Já os integrantes do movimento conhecido como Coalizão pela Reforma Política queriam eleições em dois turnos, para que os eleitores pudessem votar primeiro nos partidos e definir o número de cadeiras destinadas a cada legenda, e só depois escolherem os candidatos.

“Temos mais de 800 mil assinaturas coletadas em apoio a esta proposta. Já votamos em dois turnos pelas atuais regras. Se trata apenas de seguir as mesmas datas previstas hoje para que as pessoas tenham clareza de que forças estão colocando no Parlamento”, explicou o juiz eleitoral do Maranhão Marlon Reis, cofundador do MCCE.


O modelo sequer foi analisado pelos parlamentares, que discutiram alternativas como o distritão – em que seriam eleitos os deputados e vereadores mais votados no estado, em sistema majoritário –, a lista fechada – com indicação dos candidatos pelo partido – e o distrital misto, para que 50% dos deputados e vereadores fossem eleitos por lista e outra metade entre os mais votados em cada distrito.


A Coalizão pela Reforma Política também não conseguiu convencer os parlamentares a alterar o modelo de financiamento de campanha. “Defendemos um modelo misto, com financiamento público e em que o cidadão participe com doações limitadas a até R$ 700, por pessoa, para evitar que alguém se transforme em padrinho de campanha e não houvesse doações de empresas”, explicou o juiz maranhense. A seu ver “não houve reforma alguma”.

No texto aprovado em primeiro turno pela Câmara, as doações de empresas só podem ser feitas aos partidos e não mais aos candidatos. As pessoas físicas podem doar à legenda e ao candidato. Também foi mantida a distribuição de recursos do fundo partidário.

Para o analista político Antônio Augusto Queiroz , diretor do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap), a restrição às doações de pessoas jurídicas não produz mudanças. “Os partidos têm autonomia administrativa e orçamentária que o Estado não controla. Ele pode canalizar para o candidato que desejar os recursos, pode priorizar alguns candidatos, do modo como foi feito, sem estabelecer regra de que o que for arrecadado vai ser distribuído linearmente entre todos os candidatos”, avaliou.

Queiroz disse que os deputados não avançaram nos três pilares básicos da reforma política. “Não aprovaram mudanças no financiamento de campanha, que ajuda a moralizar e diminuir a corrupção na política; no sistema eleitoral de lista fechada, que viria na perspectiva de fortalecer ideias e partidos e com o fim de coligação que reduz o número de partidos”. Para ele, a manutenção das coligações com liberdade plena para os partidos, como ficou no texto final, é “um deboche” com o eleitor que vota em um candidato e acaba ajudando a eleger outros que não têm qualquer identidade ideológica.

“Coligação só faz sentido se tiver identidade programática. O correto seria instituir a federação de partidos para que os que se coligarem para a eleição fiquem juntos durante todo o mandato”, explicou. Os deputados, no entanto, rejeitaram essa proposta.

O analista político também critica o fim da reeleição. Ele considera que os mandatos são muito curtos para uma administração apenas. “Você pode aperfeiçoar o sistema determinando que quem for concorrer a reeleição se licencie nos seis meses que antecede a votação e retira a influência”. Ele acrescentou que a cláusula de barreira, instituída pela Câmara, “tem como único objetivo impedir que partidos pequenos se manifestem.”

O texto estabelece que só terão acesso aos recursos do fundo partidário e ao tempo de rádio e televisão os partidos que tiverem pelo menos um candidato à Câmara dos Deputados e um parlamentar eleito para a Câmara ou para o Senado.

A matéria ainda precisa passar por um segundo turno de votações na Câmara. Se aprovada, segue para avaliação do Senado. “Os senadores seguramente farão mudanças”, aposta Queiroz. O que for acatado pode ser promulgado imediatamente e os pontos que sofrerem alterações voltam à Câmara para nova votação.


Carolina Gonçalves - Repórter da Agência Brasil Edição: Marcos Chagas

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO DIVULGA RESULTADO DO PROUNI NESTA SEGUNDA-FEIRA


O Ministério da Educação divulga nesta segunda-feira (22) o resultado da primeira chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni) referente ao segundo semestre deste ano. As informações estarão disponíveis na página do programa na internet.

Também a partir de segunda, o candidato selecionado deverá comparecer à instituição de ensino para a qual foi pré-selecionado, levando os documentos que comprovam as informações prestadas na ficha de inscrição.

O candidato deve verificar o horário e o local no qual tem de comparecer para a apresentação das informações. O prazo para que isso seja feito vai até o dia 29. Caso perca a data, o candidato é automaticamente retirado do processo.

Entre os documentos a serem apresentados estão a carteira de identidade, o comprovante de residência, o comprovante de rendimento e o de conclusão do ensino médio. A lista completa pode ser conferida na página do ProUni.

No dia 6 de julho será divulgado o resultado da segunda chamada. Aqueles que não forem selecionados poderão se inscrever na lista de espera nos dias 17 e 20 de julho.

O ProUni oferece bolsas de estudos integrais e parciais (50% da mensalidade) em instituições particulares de educação superior com base nas notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O programa é dirigido a estudantes egressos do ensino médio da rede pública ou que tenham vindo da rede particular na condição de bolsistas integrais.

O estudante precisa comprovar renda familiar, por pessoa, de até um salário mínimo e meio para a bolsa integral e de até três salários mínimos para bolsa parcial.

Professores do quadro permanente da rede pública de ensino podem participar, desde que concorrendo a cursos de licenciatura. Segundo o MEC, foram ofertados nesta edição do ProUni 68.971 bolsas integrais e 47.033 parciais.

Agência Brasil

65% dos brasileiros consideram governo de Dilma ruim ou péssimo

Antonio Cruz/Agência Brasil
Presidente Dilma Rousseff
A presidenta Dilma Rousseff encerrou os seis primeiros meses do segundo mandato com a maior rejeição desde que assumiu o governo, em 2011. Segundo pesquisa do Instituto Datafolha divulgada nesse sábado (20), 65% dos brasileiros avaliam o governo como ruim ou péssimo, três pontos percentuais a mais que o levantamento anterior, divulgado em março.

De acordo com o instituto, o índice de rejeição é o maior para um presidente da República desde setembro de 1992, a poucos dias do impeachment de Fernando Collor de Mello. Conforme a pesquisa, 10% dos entrevistados classificaram o governo como bom ou ótimo, queda de três pontos percentuais em relação a março; 24% consideram regular e 1% não soube responder.

A rejeição está em níveis similares em todos os níveis de renda. Na parcela da população que ganha até dois salários mínimos, a aprovação da presidenta está em 11%, contra 62% de rejeição. Entre os eleitores de alta renda, que recebem acima de dez salários mínimos, Dilma é aprovada por 12% e rejeitada por 66%. Segundo o Datafolha, resultados parecidos são observados conforme o sexo, a idade e a escolaridade.

Entre as regiões do país, a pesquisa apresentou alguma variação. A presidenta tem menor índice de aprovação no Sudeste, com 7%. A avaliação menos baixa está no Nordeste, onde 14% dos entrevistados consideraram o governo bom ou ótimo. O levantamento ouviu 2.840 pessoas em 184 municípios na última quarta-feira (17) e quinta-feira (18).


g1

sábado, 20 de junho de 2015

Flamengo e Vasco perdem, e internautas zoam nas redes sociais

O Flamengo perdeu para o Atlético-MG por 2 a 0. O Vasco perdeu por 2 a 1 para o Sport. Ambos na tarde deste sábado, pela 8ª rodada do Brasileirão. Com os resultados, o Rubro-Negro entrou na zona do rebaixamento, enquanto o Cruz-Maltino permanece na 19ª colocação do campeonato.

Nas redes sociais, os torcedores rivais não perdoaram e fizeram piada com os resultados. Confira abaixo as zoações:































Lula acredita que será próximo alvo da Lava Jato

São Paulo – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva acredita que será o próximo alvo da operação Lava Jato, de acordo com reportagem publicada neste sábado pela Folha de S. Paulo.© Ricardo Stuckert/Instituto Lula/Divulgação Ex-presidente Lula: sem direito a foro privilegiado

De acordo com o jornal, que ouviu interlocutores do ex-presidente, Lula teria dito que as prisões são uma demonstração de que ele será o próximo alvo da operação.

E, ainda segundo a reportagem da Folha de S. Paulo, Lula teria reclamado que, agora que é ex-presidente, não tem mais direito a foro privilegiado.

A operação Lava Jato investiga um esquema de cartel para vencer licitações de obras superfaturadas da Petrobras.

Em troca, as empresas pagavam propina a funcionários da estatal, operadores que lavavam dinheiro do esquema, políticos e partidos.

Ontem, a Polícia Federal (PF) prendeu os presidentes da Odebrecht e da Andrade Gutierrez, as duas maiores empreiteiras do país.

Segundo os procuradores da República, os executivos sabiam e participavam dos esquemas de corrupção na Petrobras.

O presidente Marcelo Odebrecht era amigo e um apoiador do ex-presidente Lula e da sua sucessora, Dilma Rousseff.

sexta-feira, 19 de junho de 2015

Jô Soares é ameaçado de morte após entrevistar Dilma Rousseff

A rua em frente ao prédio onde mora o apresentador Jô Soares, no bairro paulistano de Higienópolis, foi pichada com a frase "Jô Soares morra" na madrugada desta sexta-feira (19).

Na última sexta-feira, Jô entrevistou a presidente Dilma Rousseff, sendo atacado posteriormente pelo tom da conversa tido por críticos como ameno.

"Não era um debate. Era uma entrevista. Não cabia a mim rebater a presidente a cada momento", disse o apresentador.

Durante a entrevista, Dilma afirmou que se sente "triste" com as críticas que recebe, mas que aprendeu a conviver com a situação. "É todo dia. Tem horas que exageram um pouco. Pegam pesado. Mas é da atividade pública."

quinta-feira, 18 de junho de 2015

Comissão especial aprova redução da maioridade penal em crimes hediondos

18/06/2015 | 06h05min
BR
Foi aprovado na noite desta quarta-feira, 17, por 21 votos a 6, o relatório do deputado Laerte Bessa (PR-DF) na comissão especial que analisa a Proposta de Emenda à Constituição (PEC)171/93, que reduz a maioridade penal de 18 para 16 anos. A votação ocorreu quatro horas e meia após o início da reunião. Foi aprovado também, em votação simbólica, um destaque do deputado Wewerton Rocha (PDT-MA) que aperfeiçoa a estrutura do sistema socioeducativo.

Bessa alterou o texto para prever que a redução da maioridade penal de 18 para 16 anos ocorra apenas nos casos de crimes hediondos (como estupro e latrocínio), lesão corporal grave e roubo qualificado (quando há sequestro ou participação de dois ou mais criminosos, entre outras circunstâncias). Segundo o texto, as penas previstas serão cumpridas pelos adolescentes em ambiente separado dos adultos.

Orientaram favoravelmente à redução da maioridade penal partidos como PMDB, PSDB, DEM, PR, PP e PTB, e foram contra PT, PSB, PPS, PDT e PCdoB.

O resultado foi muito comemorado pelos integrantes da Frente Parlamentar da Segurança Pública. Por outro lado, imediatamente após o anúncio da aprovação, manifestantes da União Nacional dos Estudantes (UNE) e da União Brasileira de Estudantes Secundaristas (Ubes), contrários à proposta, voltaram a gritar palavras de ordem e reiniciaram um apitaço no corredor das comissões.

Os deputados favoráveis à PEC saíram da reunião em direção ao Salão Verde e ao Plenário da Câmara cantando “Eu sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor”, e o Departamento de Polícia Legislativa teve muito trabalho para evitar um confronto com os estudantes, que responderam gritando “fascistas, racistas, não passarão”.

PROFESSORES DA UFCG ANUNCIAM GREVE E DEIXAM 17 MIL ALUNOS SEM AULA NA PARAÍBA

Os professores da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) decidiram entrar em greve, por tempo indeterminado, a partir do dia 25 deste mês. A decisão foi tomada durante uma assembleia da categoria, que teve o placar de 264 votos a favor da greve contra 249 votos contrários. A greve vai atingir cerca de 17 mil alunos que estudam nos 96 cursos de graduação oferecidos nos campi de Campina Grande, Sumé, Cuité, Patos, Pombal, Sousa e Cajazeiras.

De acordo com a assessoria de comunicação da Associação dos Docentes da UFCG (ADUFCG), os professores pedem valorização da categoria e melhores condições de trabalho.

“Nosso pedido é com relação a reestruturação da carreira dos professores, melhores condições de trabalho, valorização salarial, tanto para os ativos quanto para os professores aposentados, e reajuste linear de 27,3%”, informou a assessoria.

Ainda segundo a ADUFCG, a greve vai ser iniciada por falta de negociações com representantes do Ministério do Planejamento e do Ministério da Educação (MEC).

“Desde abril deste ano apresentamos as nossas reivindicações e, de lá até agora, não tivemos nenhum posicionamento nem contraproposta por parte do MEC e do Planejamento, que apenas informaram que precisam realizar estudos de impacto econômico para dar o reajuste”, disse a assessoria.

Assessoria

GOVERNO ANTECIPA PARTE DO 13º E INJETA MAIS DE R$ 120 MILHÕES NA ECONOMIA PARAIBANA


Nesta quinta-feira (18) o Governo do Estado paga a primeira parcela do 13º salário dos servidores estaduais, ação que deverá injetar quase R$ 125 milhões na economia da Paraíba. Num mesmo dia, deverão ser pagas as parcelas de todos os servidores: ativos e inativos, aposentados e pensionistas.

Desde o início da gestão, em 2011, o governador Ricardo Coutinho assumiu o compromisso de antecipar o pagamento da metade do 13º salário para o mês de junho. “Desde o primeiro ano de Governo, eu institui o pagamento da metade do 13º salário no meio do ano. Entrei no Estado e por respeito aos funcionários tive a capacidade de juntar dinheiro e agora, mesmo em um cenário muito difícil, em um ano tão difícil como esse, continuamos pagando a primeira parcela no meio do ano”, declarou Ricardo no programa radiofônico “Fala Governador” do último dia 8 de junho, quando anunciou o pagamento.

Segundo informações da Secretaria de Estado da Administração (Sead), R$ 117 milhões serão investidos no pagamento somente dos servidores da administração direta, e outros R$ 7,9 milhões serão pagos aos funcionários da administração indireta.


Secom

Governo federal veta mudanças na aposentadoria e propõe alternativa

Dilma Rousseff - Agência Brasil/ José Cruz

O governo federal formulou nesta quarta-feira (17) uma proposta alternativa à chamada “fórmula 85/95”, que estabelece novas regras de aposentadoria e foi incluída na Medida Provisória (MP) 664, informou o ministro da Secretaria de Comunicação da Presidência da República (Secom), Edinho Silva. Após reunião esta tarde, no Palácio do Planalto, a proposta foi apresentada às centrais sindicais pelo ministro da Previdência Social, Carlos Gabas. O ministro está neste momento no Congresso Nacional, onde tratará do assunto com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). A presidente Dilma Rousseff (PT) vetou as propostas aprovadas no Congresso. Entenda aqui quais são as mudanças.

Leia mais notícias de Política no Portal Correio
Participaram do encontro, que fechou a proposta governamental, os ministros da Fazenda, Joaquim Levy, da Secretaria-Geral da Presidência da República, Miguel Rossetto, da Casa Civil, Aloizio Mercadante, além de Silva e Gabas. Após o encontro com Calheiros, a equipe do governo relatará à presidente o que foi acertado e, só então, Dilma deverá decidir sobre o veto ou sanção da MP.

Segundo Edinho, a proposta do governo incluirá um escalonamento, que deve variar de acordo com a expectativa de vida da população brasileira, mas não deu mais detalhes de como isso seria aplicado. A “fórmula 85/95”, conforme consta na MP aprovada no Congresso, estabelece que, para se aposentar recebendo os proventos integralmente (obedecido o teto de R$ 4.663,75 da Previdência Social), os trabalhadores têm que somar o tempo de contribuição e a idade até atingir 85, para as mulheres, e 95 para os homens.

Na prática, a fórmula 85/95 permite que os trabalhadores se aposentem mais cedo do que pelo cálculo do fator previdenciário. O fator reduz o valor do benefício para quem se aposenta antes da idade mínima de 60 anos, para as mulheres, e 65, no caso dos homens: quanto mais cedo a aposentadoria, menor o benefício.

O governo argumenta que a fórmula aprovada pelo Congresso compromete a sustentabilidade da Previdência, principalmente no longo prazo. As centrais sindicais já anunciaram que, caso Dilma vete a medida, irão ao Congresso Nacional pedir a derrubada do veto.

Nessa terça-feira (16) à noite, manifestantes fizeram uma vigília em frente ao Palácio do Planalto em defesa da alternativa ao fator previdenciário. As seis maiores centrais foram recebidas no Palácio do Planalto esta semana e manifestaram posição conjunta contra o veto.

Veto

A presidente Dilma Rousseff vetou, na noite desta quarta (17), o texto da Medida Provisória (MP) 664 que instituía a chamada fórmula 85/95 para cálculo das aposentadorias. No lugar dela, o governo propõe uma regra de progressividade, com base na expectativa de vida do cidadão.

Em nota, o governo diz que a nova proposta “visa garantir a sustentabilidade da Previdência Social”.

“A presidente Dilma Rousseff veta o Projeto de Lei de Conversão 4/2015 e edita medida provisória que assegura a regra de 85 pontos (idade+tempo de contribuição para mulheres) e 95 pontos (idade+tempo de contribuição para homens), que fora aprovada pelo Congresso Nacional. Ao mesmo tempo, introduz a regra da progressividade, baseada na mudança de expectativa de vida e, ao fazê-lo, visa garantir a sustentabilidade da Previdência Social”, diz a nota divulgada pela assessoria do Palácio do Planalto.

Antes da decisão de Dilma, integrantes do governo se reuniram para formular a proposta que, em seguida, foi apresenta às centrais sindicais e ao presidente do Congresso Nacional, senador Renan Calheiros (PMDB-AL).

terça-feira, 16 de junho de 2015

PRAZO PARA EXTINTOR VEICULAR É PRORROGADO PELA 3ª VEZ


O Ministério das Cidades anunciou que o prazo para a obrigatoriedade do extintor veicular do tipo ABC será prorrogado pela 3ª vez.

A data prevista de início para a validade da lei era 1º de julho, mas o ministério enviou pedido de adiamento ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e nova resolução será publicada para a extensão do prazo.

A partir dessa publicação, a nova data para a exigência será definida.

A multa pela falta do extintor começaria em 1º de janeiro deste ano, mas, no dia 7 daquele mês, o governo anunciou o primeiro adiamento da exigência, para 1º de abril. Em março, nova resolução adiou a legislação para 1º de julho.

Em fevereiro, o G1 fez um levantamento em lojas de 5 estados, em busca do extintor ABC, e constatou que a maioria dos estabelecimentos consultados ainda não contava com o equipamento.

Quando entrar em vigor, a resolução irá punir com multa de R$ 127,69, além de cinco pontos na carteira de habilitação, os motoristas que trafegarem com extintor que não seja do tipo ABC.

Qual a diferença, e quem deve trocar? O extintor do tipo ABC é mais completo do que o BC, utilizado por alguns veículos. O novo modelo também é eficaz no combate a incêndios em materiais como madeira e tecidos, comuns no interior dos carros. O extintor ABC tem validade de 5 anos.

Uma resolução do Contran de 2004 estabeleceu que, a partir de 2009, todos os veículos deveriam sair de fábrica com o extintor do tipo ABC. Porém, a medida foi derrubada, e voltou a valer em 2009. Com isso, mesmo modelos produzidos entre 2004 e 2009 podem conter o equipamento do tipo BC.

Vale lembrar que o adiamento não desobriga o uso de um extintor automotivo, com prazo de validade em vigência. O não uso, ou uso de um item vencido também é passível de multa.


G1

POLÍCIA DIVULGA 197 PARA RECEBER DENÚNCIAS SOBRE CRIMES NA PARAÍBA



A Polícia Civil da Paraíba orienta a população para que informações ou denúncia sobre autoria de qualquer crime ou ocorrência policial que requeira investigação em todo o Estado sejam repassadas por meio do número 197 - Disque Denúncia da Secretaria da Segurança e da Defesa Social (Seds). Esse serviço, que é gratuito e garante o sigilo da fonte de denúncias, pode ser utilizado, inclusive, por quem souber o paradeiro do comerciante Ivamar de Paiva Barreto, 49 anos, apontado como autor da tentativa de homicídio contra o delegado Leonardo Machado da Costa Souza, 37, neste sábado (13) na cidade de Uiraúna.

O delegado responsável pelas investigações, George Wellington, titular da Delegacia Seccional de Cajazeiras, que abrange a área onde aconteceu o crime, destacou que tanto a identificação do autor da tentativa de homicídio, como a motivação já foram esclarecidas. O delegado Leonardo permanece em estado grave depois de passar por cirurgia no Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, para onde foi transferido com auxílio do helicóptero Acauã, da Seds.

De acordo com as investigações, os disparos efetuados pelo comerciante atingiram a cabeça e o tórax da autoridade policial, que estava de costas. "A motivação foi uma discussão em um estabelecimento comercial de Uiraúna, depois da qual Ivamar seguiu para casa, pegou a arma e voltou de moto para atingir Leonardo em uma praça pública", afirmou George Wellington. Ele ainda acrescentou que as diligências continuam, com apoio de equipes de delegacias especializadas de Polícia Civil e o efetivo do Sertão do Estado.

SecomPB

INSCRIÇÃO NO PROUNI DO SEGUNDO SEMESTRE COMEÇA NESTA TERÇA-FEIRA

Começam na terça-feira (16) as inscrições para bolsas do Prouni (Programa Universidade para Todos) neste segundo semestre de 2015. O cronograma foi publicado no Diário Oficial da União.

As inscrições no programa federal que oferece bolsas de estudo em instituições privadas de ensino superior deverão ser feitas exclusivamente pela internet.

O candidato precisa visitar o site do Prouni no período de 16 a 18 de junho.

Nesta edição, somente poderá se candidatar ao processo seletivo do Prouni o candidato que tiver feito o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) em 2014, obtido nota maior de 450 pontos e não tiver zerado a redação.

O candidato também não pode ter concluído o ensino superior e deve atender a pelo menos uma das seguintes condições: tenha cursado o ensino médio completo em escola da rede pública; tenha feito ensino médio completo em instituição privada, na condição de bolsista integral; tenha cursado o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em instituição privada como bolsista integral; seja pessoa com deficiência; seja professor da rede pública de ensino em exercício.

O programa concede bolsas integrais apenas para candidatos com renda familiar bruta mensal per capita de até 1,5 salário-mínimo. Já as parciais são dadas no caso em que a renda familiar bruta mensal per capita não exceda o valor de 3 salários-mínimos.

Cronograma
O processo seletivo do Prouni será constituído de duas chamadas sucessivas. Os resultados dos pré-selecionados estarão disponíveis na página do Prouni na internet, no dia 22 de junho na primeira chamada e no dia 6 de julho na segunda chamada.

O estudante pré-selecionado deverá comparecer à instituição de ensino para aferição das informações prestadas em sua inscrição e eventual participação em processo seletivo próprio da instituição de 22 a 29 de junho na primeira chamada e de 6 a 10 de julho na segunda chamada.

No primeiro semestre de 2015, o sistema do Prouni ultrapassou a marca de 1,4 milhão de candidatos a poucas horas do fim das inscrições. No período, foram ofertadas 213.113 bolsas, sendo 135.616 integrais e 77.497 parciais. Houve bolsas em 30.549 cursos e em 1.117 instituições de ensino superior privadas.

Formação de turma
A bolsa do Prouni só poderá ser concedida caso haja formação de turma no período letivo inicial do curso, o que ocorrerá somente se houver o número mínimo necessário de alunos matriculados. Os candidatos pré-selecionados para cursos nos quais não houver formação de turma serão reprovados, terão direito à bolsa apenas se já estiverem matriculados no respectivo curso.

Sisu, Prouni e Fies: qual diferença?
Tanto o sistema quanto o programa ou o fundo são gerenciados pelo MEC. O Sisu é a sigla para Sistema de Seleção Unificada. Através dele, instituições públicas - sem cobrança de mensalidade - selecionam alunos tendo como critério a nota do candidato no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

O Enem também é usado no Prouni (Programa Universidade para Todos). O Prouni considera as notas do Enem para conceder bolsas de estudos integrais ou parciais em universidades privadas - onde há cobrança de mensalidade. O foco são estudantes que saíram de escolas públicas e de baixa renda.

Já o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil), que também é gerenciado pelo MEC, concede empréstimos a juros baixos para que estudantes paguem mensalidades em universidades privadas selecionadas pelo MEC.

G1SP

PF desarticula núcleos de organização de tráfico internacional de drogas



16/06/2015

Brasília - A Justiça Federal expediu 49 mandados judiciais, sendo 20 de prisão preventiva, 22 de busca e apreensão e sete de condução coercitiva. Os mandados são cumpridos em 15 cidades de São Paulo, do Paraná, de Mato Grosso do Sul, da Bahia e de Sergipe.

A Operação Ferrari foi deflagrada em parceria com a Receita Federal, depois de 14 meses de investigações, quando agentes da PF identificaram que pessoas com extensa ficha criminal e ligadas a uma organização criminosa de São Paulo se instalaram em Londrina, no Paraná.

A quadrilha trazia pasta de cocaína pela fronteira do Paraguai, refinava o produto no Brasil e o vendia em cidades do interior de São Paulo e da Bahia. Na estimativa da Polícia Federal, o patrimônio da organização ultrapassa R$ 40 milhões.

O nome Operação Ferrari foi dado em alusão ao alto padrão de vida que os integrantes da organização mantinham com a aquisição de bens, como veículos importados e embarcações de luxo com o uso de dinheiro da prática criminosa.


Yara Aquino - Repórter da Agência Brasil Edição: Stênio Ribeiro

segunda-feira, 15 de junho de 2015

Sindicalistas são acusados de desvio de R$ 100 milhões

A missão de um sindicato é lutar por benefícios para os trabalhadores. Certo? Mas em vários lugares do país, não é isso o que vem acontecendo. Esses sindicatos são controlados por dirigentes corruptos, e no fim, o dinheiro sai do bolso do trabalhador e vai direto para o bolso deles.

Mesmo que você não seja sindicalizado vai se indignar e muito com essa história, porque pessoas que agem como donos de sindicatos usam dinheiro do trabalhador para ganhar poder e fazer fortuna.

“O diretor falou para ele: 'Olha, se você fizer alguma coisa contra a gente, a gente incrimina você e não precisa nem de prova, prova a gente cria, porque a gente compra todo mundo”, diz uma pessoa que preferiu não se identificar.

Rio de Janeiro. Sindicato dos Comerciários, mas pode chamar de casa dos Mata Roma. Este é o sobrenome da família que mandava por lá havia quase 50 anos. Mandava e desmandava.

“Não era funcionário, não era presidente, não era vice-presidente ou diretor. Eles eram o dono do sindicato”, conta um funcionário.

Luizant Mata Roma chegou ao sindicato como interventor, nomeado pela Ditadura Militar, em 1966. E não saiu mais. Foi presidente durante 40 anos. Só deixou o cargo quando morreu em 2006. Quem assumiu? O filho dele, Otton da Costa Mata Roma. A lista dos Mata Roma empregados no sindicato tem 15 parentes.

“A maioria dos parentes não trabalhava. Eles eram lotados todos nesse gabinete aqui. Mas você não os via no sindicato. Só os via em final do mês, época de pagamento”, revela o interventor José Carlos Nunes.

Carolinsk Mata Roma, a atual mulher do presidente, era a assessora especial da Presidência. O salário era de quase R$ 22 mil. O filho de Otton, Aran Mata Roma, também quase R$ 22 mil.

Só recebia mais que eles a irmã do presidente, Monica Mata Roma: R$ 23 mil por mês para ser a supervisora sindical. A mãe dele, dona Aderita, também recebia salário do sindicato. Para ser coordenadora de creche: R$ 10 mil por mês.

Se funcionários ganhavam tudo isso você deve estar se perguntando: e os diretores? Todos tinham salários de R$ 50 mil a R$ 60 mil. E ainda havia um cartão corporativo, desses que empresas grandes dão aos executivos mais importantes. Os extratos mostram que as faturas, sempre pagas pelo sindicato, chegavam a R$ 30 mil, R$ 35 mil em um único mês.

“Você tem ali um recurso para usar em prol do sindicato, em prol da categoria e nós verificamos através da auditoria feita que esse recurso do cartão corporativo era usado exclusivamente para atender interesses pessoais”, afirma o interventor José Carlos Nunes.

Uma auditoria contratada pela Justiça investigou a contabilidade entre os anos de 2009 e 2014 e descobriu um rombo de R$ 100 milhões. O valor reúne as diferenças encontradas nas contas do sindicato, despesas suspeitas com advogados, dívidas em impostos, juros e multas e outros gastos.

“Nós sabemos de valores superfaturados de contratação. Isso está tudo documentado.
Na verdade o presidente do sindicato junto com sua família, porque aquilo era uma reunião de familiares, usavam aquilo para fins próprios”, afirma o juiz Marcelo Antonio de Moura.

Nessas quase cinco décadas não faltou dinheiro para uma vida luxuosa. Na lista de bens, tem mansão em condomínio de luxo avaliada em mais de R$ 2 milhões, apartamentos, casas de campo, terrenos, carros importados, lancha e também viagens internacionais.

O sindicato pagou o combustível de voos feitos pelo presidente em aviões particulares e até um passeio pela Disney. Uma das notas na viagem para ver o Mickey é de R$ 11 mil.

Por falar em viagens, em junho de 2013, Otton Mata Roma viajou para a Suíça. Ele foi nomeado pela presidente Dilma Rousseff para ser o representante do Brasil em uma conferência mundial sobre trabalho.

O Sindicato dos Comerciários do Rio se tornou uma empresa familiar tão próspera que a direção decidiu investir em outros negócios, que foram muito além dos muros do sindicato. Otton Mata Roma é sócio de duas empresas de táxi aéreo. Tem dois aviões e um helicóptero.

“O Otton fechou uma sub sede do sindicato em Copacabana que atendia os comerciários e ali ele transformou na sede das duas empresas dele”, revela o interventor José Carlos Nunes.

A Justiça do Trabalho diz que os comerciários, que deveriam ser defendidos pelo sindicato, nunca tiveram nada além do que é garantido pela constituição. O piso da categoria não chega a R$ 1 mil. E o que deveria ser um benefício...

O lugar, mostrado no vídeo acima, é de dar inveja a muitos associados de sindicatos por aí. Na tranquilidade do campo, uma bela infraestrutura em um espaço enorme. Mas apesar de todo o dinheiro investido ali ser dos trabalhadores, não eram eles quem mais aproveitavam. A família que comandava o Sindicato dos Comerciários fazia questão de deixar avisos por todos os lados de que era a verdadeira dona de tudo.

A fazenda em Paty do Alferes, município perto do Rio, deveria ser a colônia de férias dos comerciários. Até ganhou esse nome, mas...

“A colônia de férias sempre foi tida pela comunidade como uma propriedade particular da família Mata Roma. Agiam como donos”, diz um homem que preferiu não se identificar.

A farra só chegou ao fim em outubro do ano passado. A Justiça ocupou o sindicato. Era uma intervenção. A pedido do juiz, o presidente e os três principais diretores foram afastados e tiveram bens bloqueados. Todos os parentes foram dispensados. Otton Mata Roma não quis gravar entrevista. O advogado dele questiona a investigação.

“Eu não encontrei nenhuma situação onde eles apontassem diretamente ‘olha, houve o desvio, está aqui a prova’. O que acontece são ‘potencial situação de malversação’”, diz o advogado André Ferreira.

“Contra documento eu não tenho outro argumento. Eu já tenho documentação que comprova contratação de empresas que não prestaram serviços e por valores altíssimos. Eu já tenho contratação de parentes. Então nós temos uma série de irregularidades totalmente incompatíveis”, afirma o juiz Marcelo Antonio de Moura.

O problema no Rio é um problema em todo o país. Hoje o Brasil tem quase 11 mil sindicatos de trabalhadores. A Coordenadoria Nacional de Promoção da Liberdade Sindical, do Ministério Público do Trabalho, tem quase 4 mil investigações abertas.

Em Recife, uma audiência para definir a eleição do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes acabou com tiros disparados em frente à Procuradoria. No Mato Grosso do Sul, um grupo liderado por entidades sindicais tentou invadir a sede do Ministério Público do Trabalho, na cidade de Três Lagoas. E em São Paulo, a disputa por poder e dinheiro foi levada às últimas consequências.

Um homem, mostrado na matéria acima, anunciou a própria morte e foi executado dias depois. Ele era do Sindicato dos Rodoviários de São Paulo. Um dos sindicatos mais importantes do país também tem uma das histórias mais sangrentas. São 16 dirigentes assassinados nos últimos 22 anos.

Na última eleição, ano passado, o Ministério Público do Trabalho montou uma das maiores operações já vistas para a escolha de um dirigente sindical. Vinte procuradores e 400 policiais foram convocados para garantir a segurança.

O novo presidente diz que os tempos de violência ficaram para trás. “Eu acredito que vamos terminar o término do nosso mandato sem nenhum episódio desse”, diz José Valdevan Santos, presidente do Sindmotoristas.

Em Santa Catarina, na cidade de Criciúma, trabalhadores tiraram à força o grupo que comandava o sindicato dos mineiros havia quase 30 anos. A história vem do fim da década de 1980. Quando uma das mineradoras da região faliu, o Sindicato de Mineiros de Criciúma assumiu a empresa e criou uma cooperativa: a Cooperminas. O mesmo grupo de sindicalistas ficou no comando da empresa e do sindicato.

Até que em 2013, funcionários suspeitaram de fraudes na venda do carvão e numa assembleia expulsaram os diretores da cooperativa. Era o fim de quase três décadas de poder. Mas a mudança não foi pacífica. O novo presidente da cooperativa sofreu um atentado e o vice foi assassinado com nove tiros na porta de casa. Uma auditoria revelou a existência de R$ 300 milhões em dívidas.

“A gente comprovou que os balanços eram fraudados, o próprio contador na época em uma assembleia geral falou e admitiu que ele era forçado a maquiar o balanço”, conta Juliano Medeiros, presidente da Cooperminas.

A notícia dos desvios na cooperativa fez com que mineiros também denunciassem fraudes no Sindicato de Mineiros de Criciúma. Em julho do ano passado, o Ministério Público do Trabalho passou a investigar o aumento ilegal do patrimônio dos diretores.

A suspeita é que os desvios podem chegar a mais de R$ 40 milhões.

O grupo de mineiros que assumiu o sindicato depois da saída da antiga diretoria espera uma decisão da Justiça do Trabalho sobre uma nova eleição.

No Sindicato dos Comerciários do Rio, aquele dominado pela família Mata Roma por 50 anos, a eleição está marcada para esta quarta-feira (17). Mas não deve ser das mais tranquilas. Nesta semana, centrais sindicais já protestaram contra as decisões da Justiça do Trabalho.

“A gente espera que tenha uma eleição, não vou dizer, sem percalço, não vai ser uma tarefa fácil, a gente sabe que o movimento sindical no Brasil inteiro estará no Rio de Janeiro no mês de junho. Então, a gente acredita que o Ministério Público continue atuando como vem atuando para que no Brasil inteiro essas relações promíscuas entre diretoria e entidades sindical, elas sejam extirpadas do movimento sindical brasileiro”, diz o juiz Marcelo Antonio de Moura.

Corpo é achado sem órgãos genitais no Cariri





O corpo de um foi encontrado desfigurado, na manhã deste domingo (14), na zona rural de São João do Cariri. Até o momento a vítima ainda não foi reconhecida.

Os ferimentos encontrados no corpo mostram que a vítima foi morta com requintes de crueldade, inclusive com órgãos genitais cortados. A policia acredita que o homem foi executado com pedras e objetos cortantes, a exemplo de falas e facões.

O corpo foi encontrado nas proximidades do Sítio Lucas, mas a polícia não descarta a hipótese de que o crime tenha ocorrido em outro local e levado para a zona rural de São João do Cariri para desova.



Fonte: Da internet

Delegado baleado no Sertão passa por cirurgia na Capital e continua em estado grave

Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa

O delegado da Polícia Civil Leonardo Machado da Costa Souza, de 37 anos, baleado com três tiros nesse sábado (13), no Centro de Uiraúna (Sertão do estado, a 477 km de João Pessoa), passou por uma nerocirurgia no Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa e seu estado de saúde é considerado grave. Os disparos atingiram a cabeça e tórax do delegado. Ele sofreu traumatismo crânio encefálico grave.

De acordo com o direito do Trauma, o médico Edvan Benevides, o paciente está entubado sob ventilação mecânica e com sedação para manter uma pressão arterial média. “É um paciente grave, que está entubado. Fizemos a tomografia de tórax e de crânio e verificou que são duas lesões, uma no pulmão direito e outra na parte de trás do crânio”, disse.

De acordo com a polícia local, o delegado dirigia o carro dele pela cidade quando dois homens em uma moto se aproximaram e efetuaram os disparos. Ele foi socorrido para o Hospital Regional de Cajazeiras, no Sertão, e depois transferido no helicóptero da Secretária da de Segurança e Defesa Social do Estado para o Trauma de João Pessoa.

Conforme o comandante da rádio patrulha da 2ª Companhia de Polícia Militar, em Uiraúna, sargento Jonas, a polícia já identificou o suspeito de ter efetuado os disparos. Trata-se de um comerciante da cidade, que teria discutido com o delegado na fila de um supermercado horas antes do crime, segundo relato de testemunhas. Um vídeo gravado por câmeras de segurança mostra o momento da briga. As imagens não foram divulgadas. Ainda de acordo com o sargento, o suspeito não foi localizado e a polícia ainda não sabe o que motivou a discussão.

Segundo informações repassadas pelo 6º Batalhão de Polícia Militar, em Cajazeiras, um carro foi encontrado abandonado na cidade de Orós, no Ceará, e existe a suspeita de que o veículo seja o mesmo usado pelos bandidos durante a fuga.

Até às 12h deste domingo o suspeito do crime não havia sido preso. A Polícia Civil e Militar de Sousa continuam em diligência com o objetivo de capturar o suspeito.

FONTE: PORTAL CORREIO

Mulher é esfaqueada 9 vezes e anda 500 metros até sede de Batalhão da Polícia Militar, em João Pessoa

Divulgação
Vítima caiu na porta do 1º BPM


Uma mulher de 26 anos foi esfaqueada nove vezes na rua da Areia, no Centro de João Pessoa, na tarde deste domingo (14). O suspeito da tentativa de homicídio é o companheiro da vítima, conforme informaram testemunhas à Polícia Militar.

Segundo o tenente Godói, do 1º Batalhão, a vítima sofreu o atentado na localidade conhecida como ‘Cracolândia’ – região onde há presença constante de usuários de drogas.

“Ela sofreu nove perfurações e ainda caminhou cerca de 500 metros até a sede do 1º BPM onde caiu na porta pedindo socorro. A mulher sangrava muito”, falou o tenente.

A vítima foi socorrida por uma unidade do Samu para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa. O estado de saúde da vítima não foi divulgado. O suspeito do crime não foi localizado.

FONTE: PORTAL CORREIO

sexta-feira, 12 de junho de 2015

OI E MAIS TRÊS OPERADORAS VÃO AUMENTAR TARIFA DE LIGAÇÕES EM ATÉ 4,546%


12/06/15 às 06:57




A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) autorizou o reajuste das tarifas locais e de longa distância dos planos básicos de telefonia fixa das operadoras Oi, Sercomtel e Telefônica, em 3,684%, e da Algar Telecom, em 4,546%.

Para que os novos valores sejam aplicados, é necessário que as prestadoras façam ampla divulgação publicitária nas localidades atendidas, com pelo menos dois dias de antecedência, informando sobre o reajuste.

Também foi aprovado aumento de 3,57% dos valores de crédito para orelhões administrados pelas quatro operadoras. Com isso, cada crédito passará a custar R$0,1305.

De acordo com a agência, os valores dos reajustes ficou em 13,15% entre 2005 e 2015, variação inferior à da inflação no mesmo período, quando o Índice Geral de Preços Disponibilidade Interna (IGP-DI) registrou variação de 70,98%, informou por meio de nota a Anatel.

Agencia Brasil

SENADO AUMENTA PENA E CRIME CONTRA POLICIAIS PODERÁ SER HEDIONDO E QUALIFICADO

12/06/15 às 06:35







O assassinato de policiais civis, militares, rodoviários e federais, além de integrantes das Forças Armadas, da Força Nacional de Segurança e do Sistema Prisional, seja no exercício da função ou em decorrência do cargo ocupado, agora será considerado crime hediondo e qualificado.

É o que determina o Projeto de Lei da Câmara (PLC) 19/2015, aprovado pelo Plenário do Senado na tarde desta quinta-feira (11). O texto já havia sido aprovado na Câmara dos Deputados no final de março e agora segue para sanção.

Do deputado federal Leonardo Picciani (PMDB-RJ), o projeto altera o Código Penal (Decreto-Lei 2.848/1940) e a Lei dos Crimes Hediondos (8.072/1990) para qualificar o delito.

O agravamento da pena previsto no texto alcança o crime praticado contra o cônjuge, companheiro ou parente até 3º grau do agente público de segurança, quando o ilícito for motivado pela ligação familiar.

Em todos esses casos, a pena será de reclusão de 12 a 30 anos. Hoje, a pena de homicídio simples varia de seis a 20 anos de prisão. O projeto estabelece também que a lesão corporal cometida contra agentes de segurança em serviço, e seus parentes, será aumentada de um a dois terços.

A proposta tramitou em regime de urgência no Senado – o que permite o projeto avançar etapas e prazos. Por isso, o relator da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), senador Alvaro Dias (PSDB-PR), adiantou seu voto favorável ainda na quarta-feira, no Plenário.

O presidente do Senado, Renan Calheiros, destacou que o projeto é fruto de um acordo no Senado e classificou a matéria como um avanço para a segurança pública do país. Segundo Renan, a proposta não vai resolver por completo a questão da violência, mas representa um "passo importante".

Ele acrescentou que a segurança pública pede ações profundas como a repactuação das responsabilidades e a definição de fontes permanentes para o setor.
- Há uma cobrança muito forte da sociedade. O Parlamento há anos estava devendo avanços sobre esse assunto – afirmou Renan.

Agência Senado
Postagens mais recentes Postagens mais antigas Página inicial