quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Representante do Papa convoca Dom Aldo para explicar dossiê

Arcebispo da Paraíba, Dom Aldo Pagotto viaja a Brasília, na tarde desta quinta-feira. Ele teria sido chamado às pressas para dar explicações ao representante do papa Francisco no Brasil, Dom Giovanni d’Aniello. Conforme nota publicada na coluna de Heron Cid, na edição desta quinta-feira do jornal Correio da Paraíba, haveria um dossiê contra o arcebispo.

Na íntegra, a nota publicada diz o seguinte: “Dom Aldo Pagotto foi chamado às pressas à Brasília pelo Núncio Apostólico, revelaram preocupadas fontes ligadas ao arcebipo. Olhos voltados à Arquidiocese da Paraíba!!! A convocação tem ligações com dossiê contra o líder religioso em poder do representante do papa no Brasil, Giovanni d’Aniello. O documento tem 298 páginas”.
Dom Aldo Pagotto e Dom Giovanni d'Aniello


Assessor da Arquidiocese da Paraíba, o jornalista Eisenhower Almeida afirma que não houve ‘convocação às pressas’ e que a viagem já estava programada. Ele informou que Pagotto se reunirá com membros da Igreja Católica e que os temas são sigilosos. Dom Aldo deverá retornar à Paraíba na próxima segunda-feira.

Em 2002, o Ministério Público do Ceará denunciou Aldo Pagotto, então bispo de Sobral, acusado de coagir adolescentes para que mudassem seus depoimentos à Justiça no caso do frei Luis Sebastião Thomaz – apontado como suposto autor de abuso sexual contra 21 meninas de Santana do Acaraú, no interior cearense.


Em 2013, já no cargo de arcebispo da Paraíba, dom Aldo teria encaminhado ao Ministério Público da Paraíba (MPPB) denúncia de pedofilia contra dois padres da Igreja Católica.


Jãmarrí Nogueira – MaisPB
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial