sábado, 28 de fevereiro de 2015

Contas de luz sobem, em média, 23,4% no país a partir de segunda

As contas de luz no Brasil vão aumentar, em média, 23,4% a partir da próxima segunda-feira (2), quando começa a vigorar a revisão extraordinária aprovada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) nesta sexta-feira (27).

Para os consumidores do Sul, Sudeste e Centro-Oeste, a alta vai ser de 28,7%, na média, 4,5 vezes maior que a aplicada para aqueles que vivem em estados do Norte e Nordeste, que será de 5,5%, também na média.

Essa diferença ocorre porque os consumidores das três primeiras regiões terão mais custos para cobrir com essa revisão extraordinária. Um exemplo é a energia gerada pela hidrelétrica de Itaipu, que atende a todo o país e foi reajustada em quase 50% em 2015, mas que é repassada apenas às contas de luz de moradores do Sul, Sudeste e Centro-Oeste.

Ao todo, a Aneel autorizou o reajuste das tarifas de 58 das 63 distribuidoras de energia do país. Os cerca de 1,2 milhão de consumidores da AES Sul, que atende em 118 cidades do Rio Grande do Sul, terão o maior reajuste, de 39,5%.

Entre as maiores distribuidoras, os mais altos serão da Copel (36,4%), que atende a clientes no Paraná, da Eletropaulo (31,9%), que atua em São Paulo, e da Cemig (28,8%), que atende a consumidores de Minas Gerais. Veja, abaixo, lista das distribuidoras e respectivo reajuste.

Clientes de quatro distribuidoras não serão atingidos pelo reajuste extra das contas de luz. Os da CEA, do Amapá, porque a empresa não pediu à Aneel a revisão extraordinária. Já os da Amazonas Energia (AM), Boa Vista e CERR (RR), estão livres porque vivem em regiões que não são atendidas pelo Sistema Interligado Nacional (SIN), rede de linhas de transmissão que liga o país, e por isso não participam do rateio de contas do setor.

Aumento extra
As revisões extraordinárias aprovado nesta sexta são um aumento extra nas contas de luz, aplicado quando há risco de desequilíbrio nas contas das distribuidoras. Portanto, os consumidores podem esperar por nova alta em suas tarifas ao longo de 2015, pois a Aneel ainda vai autorizar o reajuste ordinário, aquele que já ocorre uma vez por ano.

Das 63 distribuidoras, 6 já passaram, em fevereiro, pelo reajuste ordinário. A Ampla, que atende cidades do interior do Rio de Janeiro, vai ter os reajustes ordinário e extraordinário aprovados juntos ainda no mês de março, por isso não consta da lista divulgada pela Aneel nesta sexta.

A revisão aprovada nesta sexta vai permitir que as distribuidoras arrecadem, de imediato, recursos para cobrir custos com a compra de energia de Itaipu, novos contratos de suprimento de eletricidade firmados em leilões recentes, além de ações do governo financiadas pela Conta de Desenvolvimento Energético (CDE).

Pela regra, as distribuidoras deveriam bancar essas contas para, depois, serem ressarcidas no reajuste anual, mas elas alegam não ter recursos. Ou seja, essas despesas bilionárias já seriam repassadas aos consumidores mas, com a revisão extraordinária, isso ocorre antes.

Mais cedo nesta sexta, a Aneel aprovou a previsão de orçamento da CDE para 2015. E determinou que os consumidores paguem, via contas de luz, R$ 22,06 bilhões para o fundo.
O dinheiro vai financiar, entre outras ações, o programa Luz para Todos, o subsídio à tarifa de famílias de baixa renda, combustível para usinas termelétricas do Norte do país e o pagamento de indenizações a empresas.

Consumidores do Sul, Sudeste e Centro-Oeste vão pagar 80% desse valor. Aos consumidores do Norte e Nordeste, será repassado 20% do total. A arrecadação dos R$ 22,06 bilhões será feita ao longo de 2015.

Equilíbrio
O diretor-geral da Aneel, Romeu Rufino, afirmou que o reajuste extra vem corrigir “eventos que perturbam o equilíbrio econômico e financeiro das distribuidoras”, entre os quais o repasse da CDE “é o principal item.”

“Com essas decisões que estão sendo tomadas, completamos o ciclo para alcançar a sustentabilidade do setor elétrico por meio da tarifa”, disse Rufino.

A medida faz parte dos esforços do governo para equilibrar as contas públicas e reverter o processo de perda de credibilidade. No caso do setor elétrico, isso significa suspender ajuda financeira às distribuidoras, por meio de recursos do Tesouro, e promover o chamado “realismo tarifário”, ou seja, repassar às tarifas todos os custos do setor.

Veja a lista das distribuidoras e o respectivo aumento:

AES Sul – 39,5%
Bragantina – 38,5%
Uhenpal – 36,8%
Copel – 36,4%
RGE – 35,5%
CNEE – 35,2%
Cocel – 34,6%
Muxfeldt – 34,3%
Demei – 33,7%
Caiua – 32,4%
Forcel – 32,2%
Eletropaulo – 31,9%
CFLO – 31,9%
Hidropan – 31,8%
CPFL Paulista – 31,8%
EDEVP – 29,4%
CPFL Piratininga – 29,2%
Cemig – 28,8%
Enersul – 27,9%
DME-PC – 27,6%
Celg – 27,5%
Eletrocar – 27,2%
Eflul – 27%
Energisa MG – 26,9%
Cemat – 26,8%
Escelsa – 26,3%
ENF – 26%
Bandeirante – 24,9%
Celesc – 24,8%
Elektro – 24,2%
CEB – 24,1%
Ienergia – 23,9%
CJE – 22,8%
Light – 22,5%
CEEE – 21,9%
CSPE – 21,3%
Chesp – 21,3%
Santa Maria – 21%
Eletroacre – 21%
Cooperaliança – 20,5%
Joaocesa – 19,8%
CPEE – 19,1%
Ceron – 16,9%
Mococa – 16,2%
Coelce – 10,3%
CPFL Santa Cruz – 9,2%
Energisa SE – 8%
Sulgipe – 7,5%
Energisa Borborema – 5,7%
Coelba – 5,4%
Ceal – 4,7%
Celtins – 4,5%
Energisa PB – 3,8%
Celpa – 3,6%
Cepisa – 3,2%
Cemar – 3%
Cosern – 2,8%
Celpe – 2,2%

Bandeiras tarifárias
A Aneel já havia tomado nesta sexta uma outra decisão que implica em aumento das contas de luz para os brasileiros ao aprovar o aumento na taxa extra das bandeiras tarifárias, cobrada nas contas de luz quando há aumento no custo de produção de energia no país. Os novos valores, agora oficiais, começam a valer na próxima segunda-feira (2) e são os mesmos propostos no início de fevereiro, quando o assunto foi levado a audiência pública.

Nova regra do seguro-desemprego vale para demitidos a partir de sábado



A nova regra do seguro-desemprego começa a valer para quem for demitido a partir deste sábado (28), segundo informou o Ministério do Trabalho. Portanto, as mudanças valerão para esses trabalhadores que darão entrada no pedido a partir desta segunda-feira (2).

"A vigência da Medida Provisória [que estabelece as novas regras] começará 60 dias a partir da data da publicação. Sendo assim, as novas regras incidirão nos trabalhadores demitidos a partir do dia 28 de fevereiro de 2015", diz o Ministério do Trabalho.

Com as mudanças, o trabalhador que solicitar o benefício pela primeira vez deverá ter trabalhado por 18 meses nos 24 meses anteriores.

De acordo com as novas regras, na segunda solicitação do benefício, ele terá de ter trabalhado por 12 meses nos 16 meses anteriores e, a partir da terceira solicitação, terá de ter trabalhado, pelo menos, por seis meses ininterruptos nos 16 meses anteriores.

De acordo com o Ministério da Fazenda, na primeira solicitação, o trabalhador poderá receber quatro parcelas se tiver trabalhado entre 18 e 23 meses nos 36 meses anteriores. Poderá receber cinco parcelas se tiver trabalhado a partir de 24 meses nos 36 meses anteriores. Já na segunda solicitação, ele poderá receber quatro pardelas se tiver trabalhado entre 12 e 24 meses nos 36 meses anteriores.

A partir da terceira solicitação do seguro-desemprego, vale a regra anterior, que prevê o recebimento de três parcelas para quem trabalhou entre 6 e 11 meses nos 36 meses anteriores. Para receber quatro parcelas do seguro-desemprego, ele terá de ter trabalhado entre 12 e 23 meses nos 36 meses anteriores e, para receber cinco parcelas, terá de ter trabalhado por, pelo menos, 24 meses nos 36 meses anteriores.

Outras mudanças
Também começa a valer em março um novo cálculo que reduzirá o valor da pensão por morte (do patamar de 100% do salário de benefício para 50% mais 10% por dependente até o limite de 100% e com o fim da reversão da cota individual de 10%).

Outra mudança é a vitaliciedade do benefício. Cônjuges “jovens” não receberão mais pensão pelo resto da vida. Pelas novas regras, o valor será vitalício para pessoas com até 35 anos de expectativa de vida – atualmente quem tem 44 anos ou mais. A partir desse limite, a duração do benefício dependerá da expectativa de sobrevida.

Desse modo, o beneficiário que tiver entre 39 e 43 anos receberá pensão por 15 anos. Quem tiver idade entre 33 e 38 anos obterá o valor por 12 anos. O cônjuge com 28 a 32 anos terá pensão por nove anos. Quem tiver entre 22 e 27 anos receberá por seis anos. E o cônjuge com 21 anos ou menos receberá pensão por apenas três anos.

Já entrou em vigor no dia 14 de fevereiro uma das novas regras anunciadas pelo governo para a pensão por morte. Com a mudança, só tem direito ao benefício quem conta com pelo menos dois anos de casamento ou união estável. A legislação anterior não estabelecia um prazo mínimo para a união.

As mudanças na pensão por morte fazem parte de um pacote de medidas provisórias anunciadas pelo governo no final do ano passado para tornar mais rigoroso o acesso da população a uma série de benefícios previdenciários. As mudanças não afetam quem já recebe o benefício.

Já no dia 30 de dezembro, entrou em vigor a alteração que estabelece que deixa de ter à pensão o dependente condenado pela prática de crime que tenha resultado na morte do segurado.




Do G1, em São Paulo

Cirurgião está prestes a realizar primeiro transplante de cabeça no mundo

Um médico italiano está se preparando para realizar o primeiro transplante de cabeça no mundo. Dr. Sergio Canavero, um cirurgião italiano, acredita ser capaz de realizar o procedimento para dar às pessoas um novo e saudável corpo.



Sua intenção é ajudar pacientes com lesões na medula espinhal, doenças musculares ou pessoas cujos corpos estão afetados pelo câncer.

Segundo o médico, o procedimento envolveria dois pacientes: um com morte cerebral e outra com algumas das lesões mencionadas acima.

Um médico italiano está se preparando para realizar o primeiro transplante de cabeça no mundo.

A cabeça saudável seria removida e colocada no corpo saudável. Uma vez que todo o procedimento terminasse, o paciente seria colocado em coma por quatro semanas para que a cabeça seja completamente fixada no novo corpo.

Canavero deve anunciar seus planos em uma conferência realizada no fim deste ano. Caso receba apoio de outros médicos, deve realizar a primeira operação do tipo em 2017.




FONTE:

Gadoo

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

PAIS MONSTROS TRANCAM FILHA EM GALPÃO IMUNDO POR SEIS ANOS APÓS REPROVAREM NAMORO DELA

Magérrima, olhos assustados, vestida com trapos, essa mulher de 24 anos vive trancada num galpão sem nenhuma higiene. Foram os pais de Zhang Qi que a colocaram nesse lugar fedorento e imundo. Ela está presa ali faz seis anos. Segundo um morador que denunciou o crime e postou as fotos absurdas na internet, Zhang é tratada "como um animal"Foto: Reprodução (Mirror)

Zhang teria sido forçada a viver nesse local, que fica em um prédio em ruínas e é de propriedade, de acordo com o jornal Austrian Times, dos pais dela — o jornal reproduz depoimentos colhidos por publicações chinesas. A mulher foi colocada ali, onde passou a viver em condições desumanas, por ordens dos pais .

O lugar, com montes de sujeira, fica em Jingang, na província de Hubei, região central da China. Foi escolhido pelos pais para punir Zhang. Em 2009, eles reprovaram o namorado de Zhang e brigaram com ela por causa disso Foto: Reprodução (Daily Mail)

Fizeram ameaças e acabaram se decidindo pela crueldade de trancar a filha no galpão abandonado, numa área deteriorada da cidade


Os pais alegam algo inacreditável, absurdo, para justificar o crime: dizem que a filha sofre de problemas mentais. O casal argumenta, segundo informaram moradores da região, que a filha é "instável emocionalmente e que fazem isso para a própria proteção dela". Alguns moradores da região colaboram com o cárcere e até vigiam a mulher para que não escape.


Ela tentou fugir várias vezes, mas sempre era impedida e sedada, para não deixar a prisão que os pais criaram para a própria filha


Outros vizinhos dizem que o caso é conhecido na região e também tentam salvá-la. Chow Jen, 50, um dos vizinhos, disse ao jornal Daily Mail: "Os pais dela são pessoas poderosas na região, gente endinheirada, e todo mundo tem medo de interferir", afirmou. "Na última vez que consegui entrar ali, há algumas semanas, vi que ela não conseguia falar. Estava, claro, assustada, e muito abatida. Ela estava em meio a cobertores sujos e pratos com restos de comida. Dá impressão de que não vai resistir por muito mais tempo"


Não se sabe se Zhang foi libertada. O governo chinês censurou e confiscou as imagens da vítima, postadas na internet. Autoridades não comentaram o caso.


Foto: Reprodução (Austrian Times)

Preso é eletrocutado em tentativa de fuga na Paraíba

Ele foi levado em estado gravíssimo para o Hospital Regional de Trauma. Funcionários da penitenciária interviram no momento da ação.

Pelo menos seis presos tentaram fugir do Complexo do Serrotão em Campina Grande na madrugada desta quinta-feira (26) e um deles acabou sendo eletrocutado pela a cerca elétrica do local. Segundo a direção do presídio, eles foram interceptados pelos agentes na hora da ação.

A tentativa de fuga aconteceu por volta das 2h30. Um dos detentos, de 28 anos, foi eletrocutado ao tentar pular o muro. Ele foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levado para o Hospital Regional de Trauma da cidade. Segundo a unidade de saúde, ele chegou em estado gravíssimo e está na Área Vermelha do hospital.

Até às 7h45, a direção do local e os agente penitenciários realizavam uma recontagem em todos os pavilhões do presídio.

Do G1 PB

UFA; Desembargador derruba decisão que suspendia WhatsApp em todo o Brasil

Decisões de dois desembargadores do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI) proferidas nesta quinta-feira (26) garantiram o acesso a serviços do aplicativo WhatsApp no Brasil, que poderiam ser suspensos a qualquer momento em todo o País.




Apesar de liberar o uso do programa nos telefones celulares, os magistrados mantiveram a ordem judicial para que a empresa forneça informações para investigações sigilosas da Polícia Civil do Piauí.

O Cidadeverde.com teve acesso a uma das decisões, proferida pelo desembargador José Ribamar Oliveira. Ele suspende apenas o bloqueio total do WhatsApp, mas mantém as demais ordens judiciais do juiz Luiz de Moura Correia, da Central de Inquéritos de Teresina (PI).

A outra decisão é do desembargador Raimundo Alencar, que usa de argumentos semelhantes a Oliveira. Os dois alegam que a suspensão não seria razoável por prejudicar milhões de pessoas.

A decisão do desembargador Oliveira foi dada em resposta a Telefônica Brasil S/A. A Vivo, que pertence a Telefônica, uma das operadoras de telefonia móvel que receberam ofício para cumprimento da decisão. A empresa alegou que não teria condições de fazer a suspensão do serviço.

Veja algum dos trechos da decisão do desembargador Oliveira, obtidos pelo Cidadeverde.com:


"A medida de suspensão dos serviços do WhatsApp não atende ao requisito da proporcionalidade em sentido estrito. Nesse caso é imprescindível que se analise a existência de proporção entre o fim perseguido qual seja fazer com que a empresa Facebook do Brasil repasse com maior brevidade possível as informações referentes as conversas dos investigados realizadas pelo aplicativo e o ônus imposto ao atingido, que no caso não é apenas a Telefônica Brasil S/A, mas também toda a sociedade brasileira"

"O aplicativo WhatsApp apresenta-se como nova ferramenta de comunicação tanto pessoal como profissional, utilizado inclusive por diversos órgãos públicos, como Polícia, Corpo de Bombeiros e prefeituras, como meio oficial de comunicação com a população. Razão pela qual a medida sancionatória aplicada pela autoridade coatora, ante descumprimento da decisão pela empresa Facebook Serviços Online do Brasil Ltda mostra-se desmedida".

"Desproporcional, irrazoável, assim, a sanção aplicada pelo magistrado, além de atingir um número inestimado de cidadãos que usufruem do aplicativo, ainda se trata de obrigação que o poder judiciário pode fazer materializar junto aos responsáveis pelos registros, no caso a empresa Facebook Serviços Online do Brasil Ltda, sem violar direitos de terceiros".

O desembargador Oliveira, em sua sentença, não questiona a importância das investigações. "Não se deseja questionar a importância das investigações neles entabuladas, que devem ditar o uso das penalidades aplicadas, mas o interesse do Estado - Judiciário, o qual antes de tudo visa garantir os direitos da população a liberdade de comunicação".

O desembargador Raimundo Nonato da Costa Alencar, do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI), concedeu liminar nesta quinta-feira (26) para sustar os efeitos da decisão que suspendia o uso do aplicativo WhatsApp em todo o Brasil. A decisão surge um dia depois do assunto se tornar público nacionalmente, apesar do processo em questão tramitar em segredo de justiça.

A suspensão havia sido determinada pelo juiz Luiz de Moura Correia, da Central de Inquéritos de Teresina (PI), sob alegação de que o WhatsApp estaria se recusando, desde 2013, a repassar informações solicitadas pelo Núcleo de Inteligência da Polícia Civil do Piauí, que investiga casos de pedofilia.

O sistema do TJ-PI registra que a decisão monocrática do desembargador Alencar foi tomada às 15h34 desta quinta-feira. Os documentos do processo não estão disponíveis para os internautas por se tratar de investigação em segredo de justiça.




Registro no site do TJ-PI confirmando a liminar que libera o uso do WhatsApp (reprodução/TJ-PI)


No site do TJ, é possível encontrar apenas que foi deferida a liminar "a fim de suspender a eficácia da ordem emitida, contra as impetrantes, no processo n. 0013872-87.2014.8.18.0140 (a que fazem referência os Ofícios n. 0207/NI/2015, 0209/NI/2015 e n. 0215/NI/2015, todos do Núcleo de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública do Estado do Piauí), em nada afetando, ressalto, a ordem judicial de folhas 43/46 do referido feito".


As folhas 43/46 da ordem judicial citadas acima são as mesmas mencionadas na cópia do ofício que vazou ontem no site da revista Época. O juiz Luiz de Moura Correia condicionava o fim da suspensão do aplicativo em todo o Brasil ao cumprimento dessa determinação judicial - que trata do fornecimento das informações não enviadas pelo Whatsapp. Na decisão de hoje, o desembargador Raimundo Nonato da Costa Alencar deixa claro que sua liminar não desobriga o WhatsApp de repassar as informações pedidas pela Justiça.


Foto: Revista Época





No sistema do TJ-PI consta ainda: "Decisão sem razoabilidade. Suspensão de serviço que afeta milhões de pessoas, em prol de investigação local."


Decisão polêmica

O pedido de suspensão do WhatsApp foi determinado ainda no dia 11 de fevereiro e deveria ser cumprido em 24 horas. A greve dos servidores do judiciário do Piauí seria o principal obstáculo para o cumprimento da medida nos últimos dias.

O assunto repercutiu até fora do país. O sindicato que representa as operadoras de telefonia, que deveriam ter cumprido a determinação, chegou a divulgar nota considerando a medida "desproporcional".

Ontem, a delegada Kátia Esteves, que acompanha os casos investigados, confirmou que o WhatsApp está obstruindo as investigações ao não cooperar com o envio de dados. O juiz Luiz de Moura Correa defendeu a suspensão como questão de soberania.

A Polícia do Piauí informou que a alegação do WhatsApp é de que o mesmo não seria regido pela legislação brasileira. O Cidadeverde.com não conseguiu contato com nenhum representante da empresa, que também não se manifestou nos veículos da mídia nacional.


Fábio Lima e Yala Sena

fabiolima@cidadeverde.com

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Juiz determina que WhatsApp saia do ar no Brasil


Há exatas duas semanas, no dia 11 de fevereiro, o juiz Luiz Moura Correia, da Central de Inquéritos da Comarca de Teresina, estado do Piauí, tomou uma decisão bastante polêmica: interromper a conexão com os servidores doWhatsApp em todo o território nacional. Embora a determinação tenha ocorrido há algum tempo, ela foi veiculada apenas agora, originalmente pela revista Época, devido ao processo estar correndo em segredo de Justiça.

No mandado, o magistrado solicita que uma empresa de telefonia (não identificada no trecho do documento divulgado) "suspenda temporariamente até o cumprimento da ordem judicial (...), em todo território nacional, em caráter de urgência no prazo de 24 horas após o recebimento, o acesso através dos serviços da empresa aos domínios whatsapp.net e whatsapp.com, bem como todos os seus subdomínios e todos os outros domínios que contenham whatsapp.net e whatsapp.com em seus nomes e ainda todos números de IP (Internet Protocol) vinculados aos domínios já acima citados".

Além disso, o juiz ordena que a companhia deve "garantir a suspensão do tráfego de informações de coleta, armazenamento, guarda e tratamento de registro de dados pessoais ou de comunicações entre usuários do serviço e servidores da aplicação de trocada de mensagens multi-plataforma denomidada WhatsApp, em que pelo menos um desses atos ocorra em território nacional".



Ainda de acordo com a Época, a operadora envolvida foi comunicada da decisão na quinta-feira passada, dia 19 de fevereiro, através de um ofício enviado pelo Núcleo de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública do Piauí, o qual foi assinado pelo delegado Éverton Ferreira de Almeida Férrer. A empresa briga na Justiça para derrubar a determinação antes que seja obrigada a acatá-la.

FONTE(S)
Época/Felipe Patury

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Governo anuncia pagamento dos salários de fevereiro para quinta e sexta-feira

O governador Ricardo Coutinho anunciou nesta segunda-feira (23), em seu programa semanal de rádio Fala Governador, que o pagamento do funcionalismo público estadual referente ao mês de fevereiro será realizado nesta quinta (26) e sexta-feira (27).


Os servidores aposentados e pensionistas recebem no primeiro dia, enquanto os ativos têm seu salário disponível no dia seguinte.

Ele destacou que, com isso, o Governo do Estado realiza o pagamento de duas folhas dentro do mesmo mês. "O Estado prioriza o pagamento de seus funcionários. Na prática, estamos pagando duas folhas em menos de 25 dias, depois de concedermos o reajuste salarial. Não houve atraso na folha no mês passado, apenas optamos, por segurança, realizar o pagamento no primeiro dia útil de fevereiro, dentro do limite legal de cinco dias úteis", disse o governador Ricardo Coutinho.



Fonte: Da internet

Humorista Jorge Loredo, o " Zé Bonitinho" segue com estado grave internado em UTI no Rio


O ‘Zé Bonitinho’, como é popularmente conhecido o humorista Jorge Loredo, de 89 anos, continuava internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital São Lucas, em Copacabana, na Zona Sul do Rio, na manhã desta terça-feira (24). Segundo a assessoria do ator, seu estado de saúde é grave, mas estável. A família de Jorge não autorizou a divulgação da causa da internação.

Loredo foi internado no dia 3 de fevereiro e após 10 dias foi transfetido para a UTI. Em uma rede social, sua sobrinha Jussara Loredo pediu orações para o tio. O ator e humorista já foi internado outras vezes no São Lucas.

Apesar da idade, até dois anos atrás o humorista continuava trabalhando e usando as redes sociais para falar com os fãs e divulgar sua agenda de shows.

"Zé Bonitinho", o perigote das mulheres, como o personagem de Loredo se apresentava nos esquetes de humorísticos, fez parte do enredo "Beleza pura?" da escola de samba União da Ilha, que teve como enredo a beleza em suas várias interpretações. "Zé Bonitinho" se achava um galã irresistível, sempre ajeitando a cabeleira com um pente enorme, tão grande quanto seus óculos escuros e a escola teve toda uma ala dedicada ao personagem no desfile na noite de segunda-feira (16).
Twitter do ator Jorge Loredo
(Foto: Reprodução)

Jorge Loredo nasceu em 7 de maio de 1925 (completa 90 anos em 2015) foi criado em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. A infância e a juventude foram marcadas por doenças graves para a época: aos 12 anos, com com osteomielite na perna, sofria de dores constantes. Aos 20 anos, com tuberculose, foi internado num sanatório, situação que acabou por lhe abrir as portas para a carreira. Incentivado pelos médicos, participou de um grupo teatral no hospital e descobriu sua vocação para os palcos.

O personagem “Zé Bonitinho” foi criado por Loredo, inspirado num colega que se achava um grande galã. Loredo costumava imitá-lo nas festas, arrancando gargalhadas. “Zé Bonitinho” estreou na televisão em 1960 no programa “Noites Cariocas”, exibido pela extinta TV Rio, com os primeiros textos roteirizados por Chico Anysio.

Em 2010, ano em que completou 50 anos, “Zé Bonitinho” continuava na TV, no humorístico “A praça é nossa”. O irresistível "Zé Bonitinho" tinha bordões inesquecíveis, que Loredo repetiua com a voz impostada de um conquistador: "Câmera, close; microfone, please", ou "Garotas do meu Brasil varonil: vou dar a vocês um tostão da minha voz!".

No final dos anos 50, Loredo já era famoso com o mendigo filósofo que interpretava na TV Rio no programa “Rio cinco para as cinco’ e depois na “A praça é nossa”, com Manoel de Nóbrega a quem o mendigo se apresentava com o bordão "Como vai, meu nobre colega?". O personagem usava fraque e cartola, bem esfarrapados, monóculo e luvas. O figurino, segundo contava Loredo, foi tirado de um filme de Charles Laugthon que fazia o papel de um mendigo aristocrata.

O personagem surgiu por ideia de sua mãe, que na infância conhecera um mendigo elegante que ia à sua casa pedir comida, mas queria uma mesa montada na garagem com toalha de renda e tudo.

O mendigo filósofo fez tanto sucesso que Loredo teve como padrinho de casamento o ex-presidente Juscelino Kubistcheck. O que lhe valeu um bordão famoso. Ele terminava o quadro do mendigo dizendo: “Agora vou encontrar com aquele menino, o Juscelino...”.

Criou outros tipos: um italiano que não podia ver televisão porque queria quebrá-la, o profeta Saravabatana que andava com uma cobra que dava consultas a mulheres, e o professor de português que tinha a voz do Ary Barroso.


Do G1 Rio

STJ proíbe matrícula de crianças menores de 6 anos no ensino fundamental

Crianças menores de 6 anos de idade não poderão mais ser matriculadas no ensino fundamental conforme decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ). A Corte modificou acórdão do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5) que permitia que crianças que completassem 6 anos após 31 de março fossem matriculadas no ensino fundamental em Pernambuco, desde que tivessem a capacidade intelectual comprovada por meio de avaliação psicopedagógica.

A decisão do TRF5 foi motivada por ação civil pública apresentada pelo Ministério Público Federal contra os critérios fixados nas resoluções número 1 e 6 do Conselho Nacional de Educação (CNE). No entanto, para o ministro Sérgio Kukina, relator dos recursos na Primeira Turma do STJ, a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) é clara ao definir que o ensino fundamental obrigatório inicia-se aos seis anos de idade.

“A insofismável circunstância de que a criança, após a data de corte, 31 de março, pudesse completar seis anos ainda ao longo do ano letivo não indica desarmonia ou afronta ao aludido Artigo 32, até porque o artigo 29 da mesma LDB, de forma coerente, estabelece que o ciclo etário alusivo ao antecedente ensino infantil abarca crianças de ‘até seis anos de idade’, evitando indesejado hiato etário que pudesse acarretar prejuízo aos infantes”, argumentou o ministro em seu voto proferido em dezembro do ano passado e divulgado ontem (23) pelo STJ.

O relator ressaltou ainda que o critério cronológico para a iniciação no ensino fundamental não foi definido “aleatoriamente”, mas sim precedido de diversas audiências públicas e sugestões de especialistas.

Para Sérgio Kukina, a simples leitura dos dispositivos da LDB mostra que não há ilegalidade nas resoluções do CNE que impedem o acesso de crianças abaixo de 6 anos de idade ao ensino fundamental.

Além disso, o ministro relator destacou que a eventual modificação da idade mínima para ingresso no ensino fundamental por parte do Poder Judiciário representaria uma “invasão de competência” na tarefa do Poder Executivo na tarefa de definir diretrizes educacionais no âmbito do ensino fundamental.

O caso foi analisado pelo STJ depois que a União recorreu da decisão do TRF5 que possibilitou a matrícula de crianças menores de 6 anos de idade no ensino fundamental em Pernambuco.

O Ministério Público Federal também recorreu ao STJ para que o então entendimento do TRF5 fosse válido em todo o território nacional e não apenas aos pernambucanos.
Fonte: Agência Brasil

Governo quer mudar cálculo para conceder aposentadoria; Ministro defende fórmula 85/95

Depois de negociar as medidas de restrição em benefícios previdenciários, como pensões por morte e auxílio-doença no Congresso Nacional, o governo Dilma Rousseff vai iniciar uma discussão com os movimentos sindicais para acabar com o fator previdenciário.

A informação é do ministro da Previdência Social, Carlos Gabas, que concedeu ao jornal O Estado de S. Paulo sua primeira entrevista após assumir o cargo.

A ideia, diz ele, é substituir o fator, criado em 1999, por uma fórmula que retarde as aposentadorias no Brasil.
Ministro da Previdência Social, Carlos Gabas,
disse que a ideia é substituir o
Fator Previdenciário, criado em 1999
Elza Fiuza/20.09.2010/ABr
— O fator previdenciário é ruim porque não cumpre o papel de retardar as aposentadorias. Agora nós precisamos pensar numa fórmula que faça isso e defendo o conceito do 85/95 como base de partida. As centrais concordam com isso.

A fórmula 85/95 soma a idade com o tempo de serviço — 85 para mulheres e 95 para homens. Além de ser um dos ministros mais próximos da presidente Dilma Rousseff, Gabas está escalado para discutir com as centrais e os parlamentares o pacote de aperto aos benefícios sociais, incluindo seguro-desemprego e abono salarial. Só com pensões por morte e auxílio-doença, o governo gastou quase R$ 120 bilhões em 2014.

Pacote

O governo anunciou o aperto na concessão dos benefícios sociais, inclusive as pensões por morte e auxílio-doença. Apesar do protesto dos sindicalistas, a dúvida é saber se o governo vai insistir no pacote. Gabas diz que, primeiro, é preciso separar o conceito de ajuste fiscal do ajuste nos benefícios da Previdência.

— Essas medidas têm, obviamente, efeito fiscal e financeiro, mas já vinham sendo discutidas com representações de trabalhadores e empregadores. Não são medidas inventadas agora, não são novidade.

Segundo o novo ministro, as centrais sindicais sabem da necessidade de se manter uma Previdência equilibrada. Tem muitas forças políticas no Brasil que entendem que esse nosso sistema é falido, que não funciona, e dizem que precisamos fazer uma grande reforma da Previdência.

Questionado se essa reforma não seria de fato necessária, Gabas se diz contrário a ela, alegando que o regime atual, se bem administrado, tem sustentabilidade no tempo. Defende que esse é o objetivo atual do governo e por isso as mudanças necessárias em pensão por morte e no auxílio-doença.

— Precisamos desses ajustes, não de grandes reformas. Como a sociedade é dinâmica, precisamos acompanhar com pequenas evoluções.

E explica essa questão da seguinte forma: "Nos últimos dez anos, a expectativa de sobrevida no Brasil subiu 4,6 anos. Em média, a expectativa de vida chega a 84 anos e a idade média de aposentadoria por tempo de contribuição é de 54 anos. Então, o cidadão fica 30 anos, em média, recebendo aposentadoria. Não há sistema que aguente", diz.

Gabas defende que para que nosso sistema previdenciário seja preservado é preciso estender um pouquinho essa idade média de aposentadoria, que, segundo ele, é uma discussão diferente, que ainda não entrou na pauta.

Idade mínima

A reportagem quer saber se seria a instituição de uma idade mínima para se aposentar, como boa parte dos países desenvolvidos faz. Gabas diz não defender isso, que existem outras fórmulas que protegem o trabalhador mais pobre. O jornal O Estado de S. Paulo argumenta que isso passa pelo fim do fator previdenciário...

— Eu briguei muito contra o fator previdenciário quando ele foi instituído. Eu era sindicalista. Se hoje eu estivesse no movimento sindical, eu teria outra postura, faria uma proposta, não ficaria apenas contrário ao fator. Qualquer cidadão tem de pensar que não é razoável que uma pessoa vivendo 84 anos se aposente aos 49 anos.

Ele argumenta ainda que, com o fator previdenciário, ao se aposentar cedo, a pessoa recebe um benefício menor, mas esse benefício serve como complemento de renda.

— Daí quando a pessoa para mesmo de trabalhar, ela fica apenas com aquela aposentadoria pequena. Previdência não é complemento de renda, ela é substituta da renda.

Qual seria então a fórmula? Gabas diz que o fator é ruim porque não cumpre com o papel de retardar as aposentadorias. Que é preciso agora pensar numa fórmula que cumpra esse papel de retardar.

— Seria a 85/95, como regra de acesso. As centrais chegaram a concordar isso.

A reportagem quer saber por que a 85/95 é melhor que idade mínima. O ministro explica que é porque o trabalhador mais pobre começa muito cedo a trabalhar.

— Se coloca 65 anos como idade mínima para se aposentar, ele terá de trabalhar quase 50 anos ou mais. Já um trabalhador de família mais rica, que ingressa mais tarde no mercado de trabalho, teria outra realidade.

Diz que o governo defende uma soma de idade com tempo de contribuição, para proteger o trabalhador mais pobre.

— Seria 85 para mulher e 95 para homens, mas tem fórmulas dentro disso. O 85/95 é um conceito, um pacote político, para iniciar as discussões. Essa é a próxima para discutir depois do pacote das pensões por morte e auxílio-doença. O foco do ministério é fazer as medidas.

Tais medidas, questiona a reportagem, significariam gastos estratosféricos? Gabas diz que sim. Que, em 2014, o governo gastou R$ 94,8 bilhões com pensões por morte e esse dinheiro todo foi para 7,4 milhões de pensionistas.

— Com o auxílio-doença gastamos R$ 25,6 bilhões para 1,7 milhão de beneficiados. Em relação às pensões, as mudanças foram propostas porque essa transição que vivemos no Brasil, onde as pessoas estão vivendo mais, exige uma administração diferente da Previdência. Essa expectativa de vida de 84 anos é para quem tem hoje 50 anos. Quem nasceu agora terá uma expectativa de vida de quase cem anos.

O ministro diz que estaria aí o motivo da restrição. Que a pensão por morte é uma extensão da aposentadoria.

— O cidadão se aposentou, recebeu do INSS por 30 anos e quando morre, deixa uma pensão para outra pessoa, que depois também terá sua própria aposentadoria. Agora estamos nessa transição demográfica e precisamos encontrar novas formas. Quem está recebendo continuará recebendo. A mudança é para frente. Viúvas muito jovens e sem filhos vão receber pensão por um período, apenas.

Contas públicas

Diante dessa explicação, a reportagem pergunta ao ministro se o impacto nas contas públicas para 2015 não foi pensado. Gabas diz que essa não é uma medida para fechar as contas deste ano.

— Restringir a pensão por morte e os auxílio-doença é medida de médio e longo prazo.

E completa dizendo que certamente o cenário atual, de complicação fiscal, favoreceu o anúncio dessas medidas. E o que esperar desse projeto no Congresso? O ministro, junto com Nelson Barbosa, irá negociar diretamente com o Congresso? O que é possível esperar? Gabas conta que ambos têm agendados encontros com vários segmentos dentro do Congresso.

— Vamos aos deputados explicar as medidas. Elas são importantes, têm o papel de manter a sustentabilidade da sociedade.

Gabas não enxerga na figura de Eduardo Cunha, o presidente da Câmara, um complicador para a questão. Diz achar que Cunha tem a oportunidade de usar a discussão para provar a grandeza dele como presidente da Câmara, não usando as medidas como instrumento de barganha.

Quanto ao aumento do déficit da Previdência, de R$ 51 bilhões em 2014 e com previsão de alta em 2015, podendo se aproximar dos R$ 60 bilhões, e se isso é um fator de preocupação, o ministro diz que a arrecadação tem surpreendido negativamente, e que, de fato, as desonerações da folha de pagamento impactaram muito. Mas que essa história do déficit precisa ser tratada com uma visão mais contábil.

— Nós temos um modelo de previdência urbana e rural. Tivemos no ano passado quase R$ 35 bilhões de superávit na previdência urbana. No rural, a política não foi pensada com premissa de ter superávit, porque é uma política com objetivo de proteger o homem do campo, aqueles que trabalham a terra em regime de agricultura familiar. Esse trabalhador rural é quem produz 73% dos alimentos que nós comemos. Não vemos latifúndio de dez mil hectares produzindo tomate, feijão, legumes, apenas commodities.

Então, se separar, contabilmente, o modelo rural do urbano, o problema estaria resolvido? Questiona a reportagem.

— Veja bem, falamos de 8,4 milhões de aposentados rurais que ganham um salário mínimo. Neste segmento a despesa cresceu bastante porque o salário mínimo cresceu muito. Essa política não tem objetivo de ter superávit, a conta não foi feita para fechar, tanto que a Constituição prevê a Cofins e a CSLL para servirem de fonte de renda para custear a previdência rural. Contabilmente nosso regime é equilibrado, mas a conta, depois que houve a unificação dos caixas no Tesouro, se misturou tudo. Tivemos uma arrecadação de R$ 5 bilhões com o rural e gastos de R$ 80 bilhões. A arrecadação da Cofins e CSLL é muito superior a essa diferença, mas isso não fica claro. Temos só que nos colocar de acordo com o pessoal do Ministério da Fazenda para ver como se transferem esses recursos. Não pode pensar em "vamos cobrir o rombo". Não tem rombo, entende?

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.



Impeachment de Dilma já tem 1 milhão de confirmações

A consultoria Bites especializada em Gestão de Repercussão da Reputação e Imagem Pública das Empresas nas Redes Sociais fez um levantamento no Facebook e apurou 37 manifestações pela interrupção do mandato da presidente Dilma Rousseff agendadas para o dia 15 de março.

Mais de 1 milhão de pessoas confirmaram presença neste eventos. A consultoria teve o cuidado de conferir os perfis para evitar recontagem. Essa onda de manifestações também invadiu o Twitter, onde a palavra impeachment associada ao nome da presidente foi encontrada 97 mil vezes apenas nos primeiros 20 dias do mês de fevereiro. 

Já no site de petições Avaaz a consultoria verificou haver 2 milhões de assinaturas coletadas para uma manifestação para que Dilma Rousseff deixe o governo. 

Vale lembrar que esta onda pró-impeachment ocorre apenas cinquenta dias após o início do segundo mandato. Ao que tudo parece para tentar recuperar popularidade, a presidente Dilma recomendada pelo ex-presidente Lula deve reforçar a agenda de viagens. 

Lula acredita que a presidente deve sair do gabinete e ir às ruas defender o governo. As atuais medidas tomadas pelo governo também são um dado importante que reforça esta onde pró-impeachment.

Fim da Reeleição poderá ser aprovado

Para o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Comissão da Reforma Política, fim da reeleição poderá ser aprovado.
Com a instauração desta comissão especial, a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) da Reforma Política que está parada há mais de um ano na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) deve enfim entrar em pauta.

Dentre os pontos que serão analisados temos desde o fim da reeleição até a opção pelo voto distrital, passando por temas polêmicos como o financiamento de campanha que atualmente autoriza a contribuição de empresas privadas.

Segundo o presidente da comissão, que é da oposição, é possível que a maioria dos deputados apoie o sistema de "distritão" acabando com o modelo de quociente hoje empregado, para a eleição de deputados federais, estaduais e até vereadores. 

Pela proposta do "distritão" o atual modelo de quociente eleitoral, onde um candidato mais votado acaba levando consigo para o Congresso aquele candidato que recebeu poucos votos mas que se beneficia pelo modelo de quociente, deixaria de existir. Seriam eleitos apenas aqueles candidatos realmente mais votados.

Outra mudança impactante seria o fim da reeleição para cargos executivos, com o aumento do mandato de quatro para cinco anos. Tais mudanças poderiam valer já para as eleições municipais de 2016.


Saiba os demais pontos que serão discutidos na Comissão da Reforma Política


VOTO FACULTATIVOA PEC propõe que o alistamento eleitoral continue obrigatório para os maiores de dezoito anos e facultativo para analfabetos, maiores de sessenta anos e maiores de dezessete e menores de dezoito anos, mas que o voto passe a ser facultativo


ELEIÇÕES UNIFICADASA proposta quer unificar a data do pleito para todos os cargos. Dessa forma, as votações a nível municipal, estadual e federal passariam a ocorrer no mesmo ano à partir de 2018. Caso a PEC seja aprovada, o mandato dos prefeitos e vereadores eleitos em 2016 terá duração de dois anos.


ALTERAÇÃO NAS COLIGAÇÕES PARA A CÂMARAOs partidos serão livres para adotar os critérios de escolha de coligações sem a obrigatoriedade de vinculação, exceto para a eleição dos deputados federais, onde os partidos que se coligarem para a disputa terão de integrar, até o fim da legislatura que se seguir ao pleito, o mesmo bloco parlamentar na Casa.


FINANCIAMENTO DE CAMPANHAA PEC preve a manutenção do atual sistema que permite o financiamento público de campanha, através do fundo partidário, e privado onde podem contribuir pessoas físicas e jurídicas. A sugestão de alteração seria da destinação da verba: não podendo mais ser diretamente repassada aos candidatos, e sim aos partidos, que farão a distribuição. A proposta também engloba a criação de uma lei para regular as doações e despesas de campanha de cada cargo eletivo.

Seus R$: 100,00 valem hoje, após 20 anos do Plano Real, apenas R$ 22,35.

Segundo cálculos do matemático financeiro José Dutra Vieira Sobrinho, devido à desvalorização de 77,65%, ao longo de 20 anos, a nota de 100,00 vale na prática R$: 22,35.
José Dutra diz que " O real foi reduzido a quase um quinto do valor em 20 anos. Mas isso ainda é uma vitória, porque mesmo passados 20 anos, ela ainda mantém um certo poder aquisitivo. O histórico anterior era de uma inflação que chegava a 5000% ao ano".
O professor de economia do Insper Otto Nogami faz uma comparação: "Com essa desvalorização, se o indivíduo ganhava R$ 100 em 1994 agora precisa de R$ 400 para poder atender aos seus desejos. A garoupa virou um lambari", referindo-se ao peixe que estampa a nota de R$ 100.






Já uma nota de R$: 50,00, pelos mesmos cálculos, hoje vale R$: 11,17!!!! Segundo Nogami "A inflação é o termômetro que mede a diferença entre o desejo de consumir e a capacidade de produzir", a famosa lei da oferta e da procura.
O problema crônico do Brasil é a inflação, onde a lei da oferta e procura ainda impera pela incapacidade do país de produzir e atender a demanda reprimida, daí, quem realmente quer consumir paga a mais por isso.


DESVALORIZAÇÃO TAMBÉM FRENTE AO DÓLAR
Em pesquisa com 47 moedas o Real é a 4ª moeda com maior desvalorização em relação ao dolar. Estamos na frente apenas das moedas de Nigéria, Suécia e Canada.
As declarações do Ministro a Fazenda Joaquim Levy em 30 de Janeiro deram o tom do governo em relação à desvalorização do Real frente ao dólar, ao afirmar que não tem a intenção de manter o câmbio "artificialmente valorizado".
Os investidores interpretaram o comentário como uma sinalização do governo de que pretendem deixar o câmbio livre.

O Pronatec teve seus repasses atrasados pelo Governo Dilma

Desde outubro de 2014 as 500 escolas particulares que integram o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (PRONATEC) estão sem receber o repasse do governo federal. O programa foi uma das principais bandeiras levantadas na campanha eleitoral do ano passado pelo governo Dilma Rousseff. O MEC após admitir o problema, informou que foi aprovada a liberação de 119 milhões de reais para regularizar o fluxo de pagamento referente as mensalidades do ano passado.O traso compreende os meses de outubro à janeiro pois pelas regras do programa os repasses devem ser feitos inclusive nas férias.
Normalmente a verba da União é repassada logo nas primeiras semanas do mês, porém, na grande maioria das escolas o último repasse realizado pelo governo Dilma foi realizado em novembro de 2014 isso referente ao mês de setembro.






O Ministério da Educação diz que o atraso no pagamento do mês de janeiro se deu devido à aprovação do Orçamento. Em nota enviada à imprensa o MEC afirma que o pagamento pode ser realizado até 45 dias após o vencimento do mês de referência.
Dirigentes de algumas escolas ameaçam deixar o programa que se o problema de repasse de verba continuar.
O Pronatec é uma ferramenta de qualificação de mão de obra para o mercado trabalho através do aumento das vagas de educação profissional ofertadas em institutos federais, escolas técnicas que estejam vinculadas à universidades federais, redes estaduais e o chamado Sistema S ( Senai, Senac, Senar e Senat). Todos os cursos oferecidos são gratuitos.
No período eleitoral Dilma Rousseff chamou o programa de "maior reforma da educação profissional já feita no Brasil" tentando desta maneira transformar o Pronatec numa marca de sua gestão na área da educação. Dentre suas principais promessas estavam a oferta de mais 12 milhões de novas matrículas no Pronatec. Escolas de São Paulo, Minas e espírito Santo afirmam que entre 50% e 90% dos seus alunos estão no programa.


Confira na íntegra a nota do MEC:
O MEC informa que foram liberados R$ 119 milhões para regularizar o fluxo de pagamento referente às mensalidades de 2014 para instituições privadas. A liberação dos repasses este ano está dentro do previsto, lembrando que o pagamento de cada parcela pode ser feito em até 45 dias após o vencimento do mês de referência.
As instituições privadas participam da iniciativa Bolsa-Formação do Pronatec, na oferta de cursos técnicos subsequentes por meio do Sisutec – Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica. O MEC esclarece que as instituições privadas representam cerca de 7% das matrículas totais do Pronatec. Por meio dessa ação, foram realizadas cerca de 440.000 matrículas em 2014, além das cerca de 150.000 iniciadas em 2013.
O pagamento dos valores é realizado em parcelas, a partir do registro de frequência do beneficiário no SISTEC pela instituição, bem como da confirmação pelo próprio aluno, com senha pessoal e intransferível. Em 2014, foram repassados cerca de R$ 640 milhões a instituições privadas. Atualmente, não há previsão de alteração na forma de repasse, considerando que a introdução da confirmação de frequência pelo estudante foi uma inovação que tornou o processo mais transparente e seguro.

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Deputada pede audiência pública para debater “cinquentinhas”

ESCUTE ESTA NOTÍCIA:


A deputada estadual (PSB) Estela Bezerra enviou requerimento ao presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino, solicitando uma audiência pública para debater a questão das motocicletas de 50 cilindradas, conhecidas popularmente como “cinquentinhas”.



O objetivo da audiência é debater a resolução 002/2014 do Conselho Estadual de Trânsito (CETRAN – PB) que torna obrigatório o registro e licenciamento de motocicletas de 50 cilindradas. Com a regulamentação do uso deste tipo de veículo, será possível a fiscalização efetiva e a conseqüente segurança dos próprios usuários e do trânsito em geral.

A deputada Estela Bezerra lembra que o perfil da população que faz uso do veículo é formado principalmente por jovens e trabalhadores assalariados. “São dois segmentos que exigem maior atenção por suas vulnerabilidades, além de ser perceptível o aumento nos acidentes de trânsito envolvendo esses veículos, que por serem mais frágeis, resultam em seqüelas mais graves e fatais”.

Na audiência proposta por Estela, será possível debater a legislação que regulamenta o uso da “cinquentinha”e discutir os custos desse processo. O debate será embasado por um estudo sobre o tema realizado pelo Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, além da participação do Departamento Estadual de Trânsito (Detran – PB), e principalmente dos usuários desse veículo.

domingo, 22 de fevereiro de 2015

Veja o que muda na Paraíba com o fim do horário de verão; voos e bancos tem funcionamento alterado




O horário de verão terminou na virada de sábado (21) para este domingo (22) e os paraibanos devem ficar atentos às mudanças na rotina dos serviços. Os bancos e aeroportos seguem o horário de Brasília e, por isso, há alteração nos horários de funcionamento destes serviços na Paraíba, que não integrou os estados abrangidos pelo horário de verão.

A partir da segunda-feira (23), o atendimento dos bancos na Paraíba volta a ocorrer de 10h às 16h, de acordo com informações da Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

Além disto, o Aeroporto Castro Pinto divulgou que todos os voos estarão operando com o horário igual ao horário de Brasília, ou seja, serão atrasados em uma hora em comparação com o período em que ho horário de verão estava em vigor. A Infraero recomenda que, em caso de dúvidas sobre horários de voos, os passageiros procurem as respectivas companhias aéreas.

O horário de verão foi aplicado no Brasil pela primeira vez no verão de 1931/1932. O objetivo é estimular o uso racional e adequado da energia elétrica. Consequentemente, segundo o governo, há aumento da segurança do sistema elétrico e maior flexibilidade operacional para a realização de manutenções, além de redução da pressão sobre o meio ambiente e nas tarifas cobradas pelo serviço.

G1

Renato Rocha, ex-baixista do Legião Urbana, é encontrado morto em Guarujá

ESCUTE ESTA NOTICIA

Integrante da formação original do grupo Legião Urbana, o ex-baixista Renato Rocha foi encontrado morto no quarto 16 do hotel Costa Balena, na Enseada, no Guarujá. O corpo já estava em estado de rigidez quando foi encontrado pela PM de Guarujá, às 08h30 deste domingo (22). Ele tinha 53 anos.
Segundo o delegado Caio Azevedo de Menezes, da delegacia sede de Guarujá, uma amiga do músico estava hospedada no mesmo hotel que ele, em outro quarto. Ela estranhou o fato de Renato não ter descido para tomar café da manhã, e foi ao quarto 16, onde o ex-baixista estava. Além de encontrar a porta trancada, ela sentiu um objeto estava apoiado nela. Acionada, a PM chegou ao local às 08h30, e entrou no quarto através da janela, encontrando o corpo.
Renato Rocha tinha 53 anos e
 deixa duas filhas e uma neta


Ainda de acordo com o delegado, o motivo do falecimento permanece um mistério. "Não tinha sinais de violência no corpo, e não achamos nada de alcool e drogas, também. Cabe ao IML determinar a causa agora".

A amiga do músico disse ainda, à polícia, que ele estava internado na clínica de reabilitação Agape, em Cotia. Renato tinha liberdade para sair, por isso decidiu fazer a viagem para Guarujá. No passado do ex-integrante do Legião Urbana, há diversas passagens de uso e vício em drogas. Ele já chegou, inclusive, a ser morador de rua.

O falecimento do músico foi comunicado pela página de facebook "Renato Rocha - Negrete Legião Urbana", administrada pela irmã de Rocha. Segundo a nota publicada na rede social, a morte ocorreu na manhã de hoje devido a parada cardíaca. "Nossos sentimentos à familia dele. Vai com os anjos, Renato Rocha. Vai em Paz. Força ao seu casal de filhos, sua netinha, que nasceu há pouco, ao seu pai e aos seus irmãos, irmãs, sobrinhos, sobrinhas e demais familiares. Dias de luto legionário".

Luto

Filho de Renato Russo, Giuliano Manfredini publicou uma nota de pesar em seu facebook. Ele ressalta a proximidade do ex-baixista com seu pai e exalta sua importância para o cenário musical brasileiro. "Renato Rocha se foi de nós. Recebo a notícia com profunda tristeza e, paradoxalmente, com a leveza de ter podido estar ao seu lado nos últimos tempos, compreendendo-lhe e amparando o grande amigo de meu pai. Músico virtuoso, espírito de criança, ser humano generoso e profundamente bom, foi um dos companheiros de Renato Russo desde os primórdios da Legião Urbana. Como dizia o mestre Guimarães Rosa, as pessoas não morrem, elas ficam encantadas. Renato já pertence a história de nossa música e viverá na melhor de nossas lembranças. Vai com os Anjos, vai em Paz"


Yuri Coghe
Colaborador


Ricardo planeja compra de mais um helicóptero para segurança da PB

ESCUTE ESTA NOTICIA:


Mesmo ciente das dificuldades orçamentárias projetadas para o ano de 2015, Ricardo crê em superação e condições de viabilidade do projeto da aquisição do segundo helicóptero.

Além do helicóptero Acauã, a segurança pública da Paraíba pode ganhar outra aeronave para reforçar o aparato de tecnologia e também servir aos resgates do Corpo de Bombeiros e Samu, como aconteceu recentemente no Carnaval. A informação foi repassada pelo governador Ricardo Coutinho.

O helicóptero “hoje é um instrumento essencial para esses e muitos outros casos”, disse o governador se referindo à participação do equipamento no salvamento de banhistas ilhados nos corais da Praia de Coqueirinho (litoral sul) e no transporte rápido de vítima de tiros e acidentes.

Por isso, o governador espera que “nosso Estado, nesses tempos difíceis, tenha saúde financeira para adquirir mais um”.“Se a Paraíba continuar sendo o diferencial do Brasil no crescimento industrial e no setor comercial”, condicionou o governador.

TSE nega pedido do PSDB para cassar mandato da presidente Dilma

ESCUTE ESTA NOTICIA





 Na decisão que negou o pedido de cassação, a ministra afirma que o PSDB expôs seus argumentos “de forma genérica”, sem “prova”.



A ministra Maria Thereza de Assis Moura, do Tribunal Superior Eleitoral, negou pedido protocolado pelo PSDB para cassar os mandatos da presidente Dilma Rousseff (PT) e do vice-presidente Michel Temer (PMDB). A decisão da ministra foi publicada na última quarta-feira no Diário da Justiça Eletrônico e ainda cabe recurso.

Na ação, o PSDB argumenta que houve abuso de poder político e econômico, fraude e corrupção na campanha petista e pede que sejam diplomados como presidente e vice-presidente os candidatos da Coligação Muda Brasil, Aécio Neves (PSDB) e Aloysio Nunes (PSDB), que ficaram em segundo lugar na disputa.
Na decisão que negou o pedido de cassação, a ministra afirma que o PSDB expôs seus argumentos “de forma genérica”, sem “prova”.
“O que se verifica, portanto, pela leitura da inicial, é que os autores apresentam de forma genérica supostos fatos ensejadores de abuso de poder econômico e fraude, e, lado outro, não apresentam o início de prova que pudesse justificar o prosseguimento de ação tão cara à manutenção da harmonia do sistema democrático”, diz a decisão.
No processo protocolado, o PSDB lista práticas que, “em seu conjunto, dão a exata dimensão do gravíssimo comprometimento da normalidade e legitimidade do pleito presidencial de 2014”, como “manipulação na divulgação de indicadores socioeconômicos” e “financiamento de campanha mediante doações oficiais de empreiteiras contratadas pela Petrobras como parte da distribuição de propinas”.

“Subjetivismo”

A ministra reproduziu trechos da ação apresentada pelo PSDB e concluiu que os excertos “demonstram, de forma evidente, o elevado grau de subjetivismo na apresentação, pelos autores, de hipóteses em forma de prolepse, a demonstrar a enorme distância existente entre os fatos de que dispõem e a descrição que deles fazem”.

E emenda: “Todavia, e em análise criteriosa do cabimento da presente ação, como justificado no início desta decisão, entendo que a inicial apresenta uma série de ilações sobre diversos fatos pinçados de campanha eleitoral realizada num país de dimensões continentais, sobre os quais não é possível vislumbrar a objetividade necessária a atender o referido dispositivo constitucional (impugnação de mandato eletivo)”.

Um dos argumentos apresentados na ação do PSDB – e que foi reproduzido na decisão da ministra – sustenta que a campanha petista veiculou “deslavadas mentiras” contra os adversários.

“Apesar de tantos abusos, os investigados ainda se viram na contingência, certamente por se sentirem ameaçados em seu projeto de eternização no poder, de lançar mão do poderoso e caro instrumento do horário eleitoral gratuito, financiado pelo contribuinte brasileiro, para veicular deslavadas mentiras contra os candidatos adversários”, diz a ação do PSDB, segundo relatou a ministra do TSE.

Em outra passagem, o PSDB acusa Dilma de adotar, após a vitória, as medidas impopulares que havia rejeitado durante a campanha: “A propaganda encetada pelos representados procurou desqualificar as propostas do candidato das requerentes, aludindo ao fato de que o regime de austeridade fiscal por ele proposto seria seguir a receita de ‘plantar juros para colher recessão’. Mas, passada a eleição, despudoradamente, a Presidente da República cuidou afanosamente de adotar as medidas recriminadas, evidenciando o caráter falso de suas críticas”.

Terra

Grupos de homens usam táticas para passar vírus HIV de propósito



Espalhados em sites e blogs pela internet e presentes em saunas e casas de sexo, grupos de homens soropositivos de diversas partes do Brasil têm usado táticas para infectar parceiros sexuais propositalmente. Adeptos da modalidade bareback, na qual gays fazem sexo sem camisinha, eles têm compartilhado dicas de como transmitir o HIV sem que o parceiro perceba. A prática é considerada crime e tem causado preocupação na área da saúde e também no meio LGBT.


Grupo ensina técnicas de como furar a
camisinha- Hmenon Oliveira/Agência Brasília


Na web e nas baladas, os barebackers formam o "clube do carimbo". Em blogs, compartilham diferentes técnicas para fazer sexo sem proteção ou furar a camisinha. Fotos e vídeos ilustram o "passo a passo".

Há três semanas, uma dessas páginas chamou a atenção e foi compartilhada nas redes sociais. Nas postagens, um aviso de que as férias escolares e o carnaval são os melhores momentos para "carimbar" (ato de transmitir o vírus), principalmente os jovens. "Todo macho recém-convertido ao bare, lá no fundo, quer ser carimbado para ser convertido para o nosso lado, para o bare 'vitaminado'", escreveu o autor. O "vitaminado" é uma clara referência aos portadores do HIV.

Nos textos seguintes, os internautas encontravam dicas de como contaminar os parceiros soronegativos. Após inúmeras denúncias, o site foi retirado do ar.

Outro blog, que pertence a M.M.B., de 26 anos, além das dicas de transmissão proposital, adverte sobre a discrição na hora da transmissão e incentiva o ato.

"Não fez ainda? Faça! Pois é bem provável que já tenham feito com você", afirmou.

Em entrevista ao Estado, o jovem nega que já tenha transmitido DST )doença sexualmente transmissível) propositalmente e alega que publicou as dicas porque seus seguidores gostam do assunto.

— Não vou ser hipócrita e dizer que não curto (sexo sem camisinha). Curto, sim, assim como a maioria curte. Nunca faço sexo com camisinha e postei as dicas porque a galera gosta e sente fetiche.




segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Motorista atropela foliões de bloco em Pitimbu; população se revolta e acusado é preso

ESCUTE ESTA NOTÍCIA:


Fonte: Da Internet
Um motorista atropelou vários foliões de um bloco na cidade de Pitimbu, litoral sul da Paraíba, na noite deste domingo (15), quando tentava atravessar a área destinada para a festa.
O condutor aparentava estar embriagado

De acordo com testemunhas, o condutor com notórios sinais de embriaguez, passou em alta velocidade dentro do bloco e as pessoas se desesperaram, correndo para todos os lados. Cerca de dez pessoas tiveram ferimentos leves e foram atendidas pelo Samu no local do evento.

O vendedor ambulante Ricardo Leite, de 35 anos, estava no bloco no momento do atropelamento. Ele vendia bebidas quando viu o motorista tentar passar pelos foliões. “Ele ficou buzinando o tempo todo e esbarrou em algumas pessoas que reclamaram, ai foi que ele acelerou e bateu em mais gente.”

Segundo Leite, o motorista arrancou com seu veículo e atingiu outros foliões, derrubando parte deles.

Revoltados, os participantes tentaram agredir o homem, que teria saído do carro com uma faca na mão, porém na segquência, ele foi desarmado por populares e agredido, além de ter o carro danificado pelos foliões do bloco. “ O homem foi agredido e não aconteceu algo mais grave, pois a policia chegou a tempo de evitar, enquanto isso, o carro era depredado”, disse outra pessoa que presenciou o ocorrido.

A confusão só terminou com a prisão do condutor, que foi encaminhado para delegacia de Alhandra. Ainda de acordo com informações, o homem é morador da cidade de Caaporã.

Assessoria do PSDB vai recorrer de condenação a Cássio

ESCUTE ESTA NOTÍCIA:


Cunha Lima foi condenado por conduta vedada pelo TRE com base na lei 9.504, de 1997, por ter aplicado, no ano eleitoral de 2006, R$ 22 milhões em propaganda oficial, 400% a mais que o investido no primeiro ano de mandato, e por abuso de poder político.

A assessoria jurídica do PSDB no Senado informou que recorrerá da multa de 100 UFIRs (R$ 106 mil) aplicada ao senador Cássio Cunha Lima pelo TRE da Paraíba e confirmada pelo TSE na semana passada, por gastos excessivos com publicidade quando o parlamentar era governador, em 2006. “A decisão monocrática da ministra Maria Teresa, da qual ainda cabe recurso, apenas aplicou uma multa em razão de reconhecer a prática de conduta vedada que não importa ato criminoso”, diz a nota.

Cunha Lima foi condenado por conduta vedada pelo TRE com base na lei 9.504, de 1997, por ter aplicado, no ano eleitoral de 2006, R$ 22 milhões em propaganda oficial, 400% a mais que o investido no primeiro ano de mandato, e por abuso de poder político.

Polícia investiga morte de cantor de axé em trio elétrico no Pará

ESCUTE ESTA NOTÍCIA:


A Polícia Civil de Castanhal, no nordeste do Pará, investiga a morte de um cantor de axé que foi eletrocutado domingo (15), minutos antes de começar um show de carnaval na cidade de Curuçá. Luciano Souza dos Santos, que puxava o bloco "Os Pilantras", morreu em cima do trio, no meio da avenida.


De acordo com o produtor da banda Tribo do Axé, de Icoaraci, na Região Metropolitana de Belém, os músicos estavam tocando no trio elétrico quando Luciano recebeu uma descarga elétrica. "Estava tendo uma descarga elétrica dentro do trio. Ele ainda falou várias vezes para o técnico do som: 'olha, está dando choque, desliga tudo aí'", conta Mauro Silva, produtor.

Imagens feitas de celular mostram o momento em que o cantor foi retirado do trio às pressas e levado para uma ambulância. Bombeiros e paramédicos tentaram reanimar o cantor, mas ele não resistiu e morreu. Músicos da banda, amigos e a mulher do cantor ficaram desesperados e pareciam não acreditar no que aconteceu.

De acordo com a polícia, que abriu um inquérito para apurar o caso, a descarga elétrica não era da rede de energia, mas de dentro do trio. Segundo o delegado, o veículo estava com a vistoria dos bombeiros vencida e não tinha licença para circular em eventos públicos.

De acordo com a Polícia Civil, o Instituto Médico Legal (IML) de Castanhal deve fazer uma perícia no trio elétrico para saber o que causou o vazamento de energia elétrica que vitimou o cantor Luciano Souza dos Santos.

imagem da internet

Polícia prende suspeitos e encontra dinheiro que pode ser do roubo a caixas eletrônicos na PB

ESCUTE ESTA NOTÍCIA:



 A Polícia Militar conseguiu prender dois suspeitos de participação na explosão a dois caixas eletrônicos na manhã deste domingo (15), em Campina Grande. Além da prisão, foram encontrados cerca de R$ 67 mil que seriam parte do dinheiro roubado e materiais utilizados na explosão. O crime ocorreu dentro de um supermercado da cidade.

Segundo a polícia, os suspeitos foram encontrados dentro de uma casa no bairro da Palmeira. Gavetas de caixas eletrônicos e duas motos, que podem ter sido utilizadas no assalto, também foram apreendidas.

O delegado Luciano Soares, Superintendente da Polícia Civil em Campina Grande, informou que os suspeitos estão sendo averiguados e as investigações continuam. “Estamos investigando se os homens que estão aqui na delegacia possuem participação no crime. Não posso afirmar nada ainda, mas a polícia segue com as investigações para encontrar os assaltantes”, disse.

O crime ocorreu por volta das 5h15 da manhã deste domingo, quando um grupo de cerca de doze pessoas, utilizando um caminhão caçamba, arrombou as portas do supermercado, explodiu os caixas eletrônicos e fugiu levando uma quantia em dinheiro ainda não revelada.

FONTE: portaldolitoralpb.com.br/

Objetos misteriosos caem do espaço e intrigam moradores do Rio de Janeiro

ESCUTE ESTA NOTÍCA:



 Em Iguaba, Rio de Janeiro, um fenômeno assustou os moradores. Três pedras prateadas e brilhantes despencaram em cima de duas casas. A pedra é composta de silício, o suficiente para concluir que ela não veio de outro planeta. O material teria se soltado de algum satélite, e não se desprendido de algum meteoro ou planeta do sistema solar. Veja!



Jovem conhecido como "Rádio Tapioca" , é destaque do Domingo Espetacular da Record - veja o vídeo

Conhecido como Rádio Tapioca, paraibano realiza sonho e se torna locutor de rádio


Na capital nordestina dos dinossauros, no sertão da Paraíba, um cidadão faz muito sucesso pelas ruas. Ele conhecido como Rádio Tapioca, e o nome pode ser facilmente explicado: Tapioca, por ser fã do alimento, e Rádio por adorar um microfone. Ele sai pela feira de Central Souza anunciado produtos, e já se tornou conhecido da população. Mas esse personagem característico tem um sonho: usar esse talento para ser locutor de rádio. O repórter Samukinha o levou para realizar esse sonho. Veja!



Rede Record

sábado, 14 de fevereiro de 2015

Vaticano dá novas instruções para sermões

Um padre católico que pronunciar um sermão não deverá, a partir de agora, dar uma aula de erudição, contar sua história pessoal ou "distorcer os textos" para impor seus preconceitos, recomendou nesta terça-feira uma diretiva para sacerdotes em todo o mundo.

Intitulado "Diretriz sobre a Homilia" (sermão), este documento de 117 páginas responde a uma prioridade do papa Francisco, que em 2013 ressaltou a importância de um conteúdo claro, breve e atraente, em linguagem susceptível de ser compreendida, e que deve confortar os fiéis, e não afligi-los.

"Para se tornar um bom pregador, não é necessário ser um grande orador", reafirma esta longa carta, ressaltando que "Moisés sofria com dificuldades de expressão, Jeremias se considerava muito jovem e Paulo sentia temor e tremor". "A voz de trovão e gestos teatrais devem dar lugar ao uso adequado da voz e gestos".

"A homilia deve ser breve e evitar parecer uma conferência. Não deve ser uma oportunidade para declarações completamente estranhas à celebração ou (...) para distorcer os textos em todas as direções para submetê-los a uma ideia preconcebida".

"Por fim, a homilia não deve ser considerada como um tempo reservado para o testemunho pessoal" do pregador, segundo o texto, que também rejeita a "pregação puramente moralista ou semelhante a doutrinação".

O documento também menciona casamentos e funerais, convidando os sacerdotes a prepará-lo tendo em vista que "muitos dos envolvidos não são cristãos ou não são católicos".

O sermão resta estritamente reservado aos bispos, padres e diáconos, mas proibido aos leigos.

"Certamente boas lições podem ser ensinadas por líderes leigos bem preparados de algumas comunidades, mas tais intervenções devem ser feitas em outros contextos". Esta recomendação é direcionada às novas comunidades, onde não é incomum que os leigos comentem textos bíblicos durante as missas.

AFP

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Bacurim é flagrado roubando emissora de rádio em Cajazeiras

Um furto foi registrado nesta terça-feira (10), na empresa Rádio Oeste da Paraíba, localizada no Centro de Cajazeiras.


De acordo com informações, o popular Edson Araújo Ramos, de 30 anos, mais conhecido como “Bacurim”, foi preso nesta quarta-feira (11), após ser flagrado pelo circuito de monitoramento interno (câmeras), invadindo o prédio da referida Rádio e furtando um Rádio e um Roteador Wi-Fi.

Graças as imagens cedidas a Polícia, o acusado foi identificado e acabou sendo preso.

Vale ressaltar que “Bacurim”, como é mais conhecido, havia sido solto do Presídio Regional Padrão há alguns dias atrás.



CzAgora
com Folha do Sertão

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Jovem de 19 anos morre de infecção após tomar paracetamol

Garoto tinha inflamação não diagnosticada no coração e acabou sofrendo um ataque cardíaco.

Jordan Flynn teve ataque cardíaco poucos dias depois
de tomar paracetamolReprodução/DailyMail


Um jovem inglês de 19 anos morreu de infecção no coração alguns dias depois de médicos terem receitado paracetamol para ele. Jordan Flynn morreu uma semana após seu aniversário, segundo informações do jornal Daily Mail.

A mãe do garoto, Angie Flynn, conta que os médicos não deram atenção suficiente aos sintomas que o filho apresentava e diagnosticaram o garoto apenas com infecção viral.

Desconfiada do diagnóstico, a mãe indicou ao filho que entrasse em contato com outros hospitais. O garoto foi, então, direcionado ao Hospital Harefield, em Londres, onde morreu no dia 3 de fevereiro.

Flynn sofria de problemas no miocárdio, um tipo de inflamação no coração, mas, até então, a doença não havia sido diagnosticada, e teve uma parada cardíaca.

Angie lamenta que ele não tenha ficado no hospital desde o início para a realização de exames.

— Ele poderia ter sido enviado a um especialista antes de alguma coisa séria acontecer, enquanto ele tinha forças.

Em declaração à publicação, a mãe do garoto afirmou que “estava pensando em palavras para descrever o meu filho, mas não tem como descrever sua força, determinação, humor e sua alma boa”.

A biópsia do corpo deve acontecer ainda nesta semana.


Do R7

Advogado e professor Joaquim Cavalcante de Alencar é o novo coordenador do curso de direito da Faculdade São Francisco (FASP) de Cajazeiras - PB.

O advogado e professor Joaquim Cavalcante de Alencar é o novo coordenador do curso de direito da Faculdade São Francisco (FASP) de Cajazeiras - PB. Ele substitui a esposa, professora especialista Francisca Formiga Cavalcante de Alencar, que será a sub coordenadora do citado curso. O professor doutor Joaquim Cavalcante de Alencar é aluno fundador da Faculdade de Direito de Sousa (FDS) e ex-diretor do Centro de Ciências Jurídicas e Sociais (CCJS) da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Campus de Sousa – PB. Professor aposentado da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG). Dr. Joaquim Cavalcante de Alencar é um advogado com mais de 40 anos de militância.



Professor mestre Joaquim Cavalcante de Alencar possui graduação em Direito pela Universidade Regional do Nordeste (1976) e mestrado em Direito Constitucional pela Universidade Federal do Ceará (2002) e doutorando em Ciências Jurídicas e Sociais da Universidad del Museo Social Argentino. Aposentou-se como professor efetivo adjunto IV da Universidade Federal de Campina Grande onde foi diretor do Centro de Ciências Jurídicas e Sociais da UFCG – Sousa-PB no período 2001-2012. Tem experiência na área de Direito, com ênfase em Direito Civil.
Ingressou como aluno na turma pioneira da Faculdade de Direito de Sousa, em 1971. Sócio do escritório Alencar Advocacia – Advogados Associados situado na Rua João Machado, 535, João Pessoa-PB. É professor das disciplinas Introdução ao Estudo do Direito I, e Direito Civil I no Curso de Direito da Faculdade São Francisco (FASP) de Cajazeiras – PB.

Foi militante do Partido dos Trabalhadores por várias décadas. Nas eleições de 1988 concorreu ao cargo de prefeito de Cajazeiras pelo PT. Nas últimas eleições apoiou o projeto de reeleição do governador do Estado da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB) e da presidenta Dilma. Ocupou o cargo de Secretário Municipal de Controle Social (SMCS) no Governo da Prefeita Constitucional de Cajazeiras – PB, Denise Albuquerque de Oliveira (PSB).

O professor Joaquim Cavalcante de Alencar será o responsável pelo processo de reconhecimento do curso de direito junto ao Ministério da Educação (MEC). O curso de direito foi autorizado em 2011. O reconhecimento deve ser solicitado pela instituição de ensino superior quando o curso de graduação tiver completado 50% de sua carga horária. O reconhecimento de curso é condição necessária, juntamente com o registro, para a validade nacional dos respectivos diplomas. A instituição deverá protocolar pedido de reconhecimento de curso no período e na forma estabelecidos em ato do Ministro de Estado da Educação. 

“Este semestre vamos pedir a vinda dos avaliadores do Ministério da Educação. A pessoa do coordenador é um dos itens avaliados. Este semestre é o último prazo para solicitar o reconhecimento”, disse o professor doutor Joaquim Cavalcante de Alencar.

Mãe morre após dar à luz a quadrigêmeos e família faz campanha por doação

A auxiliar administrativa Rosângela Garcia Mota, de 38 anos, faleceu de complicações pós-parto após dar à luz quadrigêmeos no último sábado (7), no Hospital Femina, em Cuiabá, no Mato Grosso. Agora, familiares e amigos de Rosângela se reuniram para um campanha de doação de leite materno para Benjamin, Ester, Isaque e Samuel.


Pai fez selfie junto com a mãe e as crianças
logo após o parto (Foto: Reprodução/Facebook)


Rosângela morreu 12 horas após sofrer uma hemorragia e pré-eclâmpsia durante a cesariana. Ela chegou a passar por uma cirurgia de emergência, mas não resistiu. Como os filhos nasceram prematuros de seis meses, eles devem permanecer por pelo menos um mês na UTI do hospital em um tratamento para ganhar peso. Apesar do processo, o estado de saúde das crianças é bom. Rosângela fez inseminação artificial e teve uma gestação sem complicações.

Instantes depois do parto o marido Alex Sandro Mota, de 44 anos, fez uma selfie com os quatro filhos recém-nascido. A imagem gerou comoção e está sendo compartilhada pela internet.

Quem quiser ajudar pode entrar em contato com a Maternidade Femina ou o Hospital Júlio Muller, ambos localizado em Cuiabá.


Rede TV!

Namorada pede e filho mata a própria mãe enforcada

Um homem é suspeito de ter assassinado a própria mãe e, após isso, ter colocado o corpo dela em uma mala, no Dique do Sambaiatuba, em São Vicente, no litoral de São Paulo.

Fábio Barreto Silva, de 35 anos, já foi ouvido e confessou o crime. Ele se encontra preso, suspeito também de ocultação de cadáver.

O cadáver da mulher, de 59 anos, foi encontrado no último domingo (8) pela polícia. O crime teria ocorrido na quinta-feira (5).

O motivo pelo qual o filho teria cometido o crime é porque a mãe não estaria de acordo com o seu atual relacionamento.


FONTE: noticias.r7.com/

Prefeito é preso acusado de matar primeira-dama e polícia descobre que ele tinha caso com a empregada

O prefeito de Lagoa do Sítio a 240 km de Teresina, José de Arimatéia Rabelo, o Zé Simão, foi preso na noite desta terca feira(10), acusado como principal suspeito pelo assassinato de sua mulher, a primeira dama Gercineide de Sousa Monteiro Rabelo, de 35 anos, que apareceu morta às 8h30 na cama de sua residência onde morava com o prefeito.

O secretário de Segurança Pública, Fábio Abreu, afirmou que José Simão foi preso pelo delegado de Valença, Maycon Braga e o gerente de policiamento do interior, Williame Moraes, como principal suspeito pela morte de sua esposa. Segundo Fábio Abreu, a prisão foi feita por que Gercineide foi assassinada com um tiro na cabeça, mas em seu depoimento inicial o prefeito José Simão disse que ela teria cometido suicídio ou teria sofrido um ataque cardíaco, já que tinha saído às 5h30 da residência, tinha dado um beijo nela e ido para uma lavoura que tem na zona rural, mas o exame feito no IML em Teresina, onde o corpo foi levado, constatou que a primeira-dama tinha sido morta com um projétil de um revólver de calibre 38 na cabeça, entre 00h horas de segunda-feira e 1h de terça-feira.

"Pela apuração foi constatado que o crime ocorreu antes do prefeito sair de casa e não há sinal de arrombamento na residência”, declarou Fábio Abreu. O secretário ainda informou que Zé Simão foi transferido de Lagoa do Sítio para Teresina.







Fotos: Sérgio Alves

FONTE: www.meionorte.com/
Postagens mais recentes Postagens mais antigas Página inicial