terça-feira, 16 de julho de 2013

Diretor de cadeia pública é exonerado após detento ser flagrado com espingarda calibre 12


Divulgação / SEAP
Detento agia como 'agente penitenciário'



O secretário de Administração Penitenciária da Paraíba, Walber Virgolino, exonerou o diretor da Cadeia Pública da cidade de Mamanguape, Litoral Norte, Lucas Gomes da Silva. A exoneração foi publicada na edição desta terça-feira (16) do Diário Oficial do Estado.

A saída do diretor ocorre dois meses depois de um detento ser flagrado com uma espingarda calibre 12 dentro da unidade prisional. No dia 5 de maio deste ano, o presidiário Reginaldo Alves de Oliveira, 40 anos, que trabalha como cozinheiro da unidade prisional e cumpre pena por estupro, explicou que a arma havia sido entregue pelo próprio diretor da cadeia.

O caso foi descoberto após o setor de inteligência do sistema penitenciário receber a informação de que o presidiário estava atuando como ‘agente penitenciário’ dentro da cadeia.

Foi montada ua ‘operação pente fino’ em conjunto com a Polícia Militar da 2ª Companhia de Mamanguape e conseguiram localizar dentro de uma cela três buracos, celulares e facas artesanais. “Se os buracos não fossem descobertos poderia haver uma fuga em massa”, frisou Walber Virgolino.

Reforço na segurança

Na edição desta terça (16) o Diário Oficial trouxe a criação da Força Tática Penitenciária. Segundo Walber Virgolino, esta nova unidade de segurança vai atuar na escolta, custódia e captura de presos. “Quando for necessário, a Força Tática vai agir em conjunto com o GPOE e PM para conter rebelião”.


Foto: Objetos encontrados com o detento
Créditos: Portal Midia.net



Por Hyldo Pereira
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial