Marcelo Tas confirma que 'CQC' sofre inquérito policial por piadas com portugueses

segunda-feira, 20 de maio de 20130 comentários

Leo Lemos/ Revista QUEM




O apresentador do programa CQC (Custe o Que Custar), da Band, Marcelo Tas, confirmou a informação, divulgada mais cedo pela colunista Keila Jimenez - do blog Outro Canal, do site do jornal Folha de S. Paulo - de que o programa estaria enfrentando um inquérito policial pela divulgação de piadas sobre portugueses na cobertura da Eurocopa de 2012. Ele postou o link para a notícia, em seu Twitter, na manhã desta segunda-feira (20), e escreveu: “Deu na Folha: ‘CQC é investigado por fazer piada de português’ #Atenção, isto não é um chiste”.

Segundo a colunista, o apresentador do programa, Marcelo Tas, teria se mostrado surpreso com a notícia. “Não acreditei que seríamos processados por piada de 1.500”, disse o apresentador.

Tas ainda revelou seu receio em relação ao futuro do humor e da liberdade de expressão no país. “Estamos entrando em uma fase surrealista com relação à liberdade de expressão, está na hora do país debater isso. Só espero que isso não deságue em censura”, declarou.

Ele contou que o jornalista e humorista Ronald Rios, integrante do programa, esteve na Europa para cobrir a Eurocopa e teria feito piadas clássicas, como dizer que os portugueses não são tão inteligentes. “O Ronald falou coisas como: ‘A mulher portuguesa é bigoduda’”, contou Tas.

Mas as brincadeiras parecem ter ofendido portugueses que vivem no Brasil e em Portugal. O Conselho da Comunidade Luso-Brasileira do Estado de São Paulo fez, então, uma queixa à delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi), alegando que o programa teria ofendido a honra da comunidade com piadas racistas e intolerantes.

Esta não é a primeira vez que o programa, que está no ar desde 2008, tem problemas com a justiça. Em 2010, o quadro ‘Proteste Já’ denunciou o desvio da doação de uma televisão para uma escola de Barueri para a casa de um funcionário da prefeitura. A matéria foi previamente censurada, através de ação impetrada pelo prefeito de Barueri, Rubens Furlan (PMDB), e aceita pela juíza Nilza Bueno da Silva, da Vara da Fazenda Pública de Barueri.

Em 2011, o humorista Rafinha Bastos, que compunha a bancada do CQC, foi afastado do programa depois de fazer uma piada e enfrentar um processo movido pela cantora Wanessa Camargo e seu marido, Marcus Buaiz, que é um dos sócios de uma das agências que representa alguns anunciantes do programa. Na época, integrantes do humorístico chegaram a declarar apoio ao marido de Wanessa.






Por: Agência BANG Showbiz
Compartilhe esta notícia :

ÚLTIMAS VISITAS

WHATSAPP CZAGORA

WHATSAPP CZAGORA

Seguidores

TV DIÁRIO DO SERTÃO

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. Cz Agora - Todos os Direitos Reservados
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger