sábado, 4 de maio de 2013

Juazeiro do Norte-CE: “Lei da Preguiça” na mira do programa CQC da TV Bandeirantes


Roberto Bulhões

Vereadores votaram a favor da “Lei da Preguiça” (Foto: Arquivo/Agência Miséria)
Como se não bastasse toda gozação feita até o momento em cima dos vereadores de Juazeiro do Norte, favoráveis a chamada “lei da preguiça”, quando querem 90 dias de férias, a terra do Padre Cícero está na mira do programa Custe o Que Custar (CQC), da TV Bandeirantes. A Rede Globo de Televisão pautou ontem uma entrevista com os autores da proposta de 90 dias de férias e até agora os vereadores tem evitado a reportagem. Todos os dias as grandes emissoras de rádio e TV do país, juntamente com as redes sociais, ridicularizam a cidade de Juazeiro do Norte e seus vereadores.

Mesmo com a recomendação do Ministério Publico, na pessoa da promotora de justiça Alessandra Magda Ribeiro Monteiro, alguns vereadores acham que devem gozar 90 dias de férias e não 30 dias como a maioria dos trabalhadores. Temendo mais repercussão negativa a promotora Alessandra Magda solicitou espaço na sessão da Câmara de Vereadores na próxima terça-feira, para tentar por fim na polêmica. Diante do clamor popular nos mais diversos meios de comunicação, a representante do Ministério Publico em Juazeiro do Norte espera ser entendida e atendida.

A polêmica das férias dos vereadores de Juazeiro começa a ganhar corpo em outras cidades e os promotores de cada uma dessas cidades na região do Cariri também devem se manifestar sobre o assunto. Tem cidade onde os vereadores se reúnem apenas uma vez por semana e tiram entre 60 e 90 dias de férias a cada ano. Os deputados federais e estaduais gozam apenas de 55 dias de férias ao ano e trabalham de segunda a sexta-feira. Em Juazeiro do Norte são apenas duas reuniões por semana e muitas não duram mais de uma hora. Para especialistas em leis trabalhistas, 30 dias de férias seria de bom tamanho para os vereadores juazeirenses.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário