domingo, 28 de abril de 2013

No CE Motoqueiro é partido ao meio


Parte do corpo de Ronaldo Veras ficou estendido na pista por onde ele trafegava sua motocicleta. A outra parte foi lançada no sentido contrário (Foto: Kiko Silva)


O coordenador do posto de saúde de Jaçanaú, em Maracanaú, morreu depois de perder o controle da motocicleta em que trafegava, no quilômetro 7 da CE-065. O corpo de Antônio Ronaldo Veras Fontenele, 29, foi partido ao meio, depois que ele se chocou com um poste.

De acordo com informações da Polícia, o rapaz saiu de casa, nas proximidades de onde ocorreu o sinistro, para comprar um saco de cimento. Já de volta, trazendo o objeto amarrado à garupa da motocicleta Honda, modelo CB 600 Hunter, de cor amarela, inscrita com a placa NDH-9009, perdeu o controle.

Testemunhas informaram que a vítima tentou desviar de um ônibus que estava à sua frente e acabou encostando no meio-fio. “Nos informaram aqui no local que ele estava em altíssima velocidade. Quando bateu no meio-fio, o impacto foi tão violento que ele voou para o outro lado da pista”, afirmou o soldado David Santos, do Ronda.

Antônio Ronaldo foi lançado contra o poste e teve seu corpo partido ao meio. As pernas ficaram na ciclovia e o tronco foi arremessado para do lado oposto ao que ele vinha. A motocicleta só parou a cerca de 200 metros de onde a colisão aconteceu. A população se comoveu com a perda, mas informou que a vítima sempre se excedia na velocidade quando pilotava a moto.

O irmão de Antônio, Adelmário Fontenele, disse que sempre alertava-o sobre o perigo de pilotar um veículo tão potente e vulnerável. “Ele já estava tão perto de casa. Não precisava correr para chegar”, lamentou.

Fonte: Diário do Nordeste
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário