quarta-feira, 13 de março de 2013

Suspeito de matar professora postou homenagem no Facebook dias antes


Mensagem compartilhada pelo suspeito no dia 23
de fevereiro (Foto: Reprodução/Facebook)

Simone Lima, de 27 anos, foi morta a facadas dentro da escola em Itirapina.
Aluno disse que se sentia humilhado e praticou o crime por ódio, diz polícia.

Quinze dias antes do assassinato da professora de português Simone Lima, de 27 anos, na noite de segunda-feira (11), em Itirapina (SP), o suspeito do crime compartilhou uma mensagem no Facebook sobre a importância dos educadores para os japoneses. O corpo da vítima foi enterrado na tarde desta terça-feira (12) no Cemitério Municipal. A Polícia Civil trabalha com a hipótese de crime passional.

"No Japão o único profissional que não precisa se curvar diante do imperador é o professor, pois, segundo os japoneses, numa terra em que não há professores não pode haver imperador", diz a mensagem no Facebook do estudante Thomas Hiroshi Haraguti, de 33 anos, que foi preso em um canavial na madrugada desta terça-feira (12). Acima do texto, postado no dia 23 de fevereiro, ele escreveu: "Bom sabe [sic]".

A foto do perfil de Haraguti foi removida da rede social após o crime, mas a conta continua ativa. O aluno é suspeito


Do G1 São Carlos e Araraquara
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário