quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Cantor da Banda Biquine Cavadão rasga elogios ao carnaval de Cajazeiras



Com o título "Carnaval ao som de rock", o cantor da Banda Biquine Cavadão, Bruno Gouveia, publicou no blog da banda, um artigo em que fez alusão as suas apresentações nas cidades de Catolé do Rocha e Cajazeiras. Ao comentar sobre sua apresentação em Cajazeiras, o músico elogiou a cidade e falou da emoção em tocar para mais de 40 mil pessoas em cima de um trio elétrico, "o resultado foi empolgante, foi elétrico, foi muito divertido. Adorei. Tenho que agradecer a todos de Cajazeiras pelo melhor carnaval que já passei na vida" escreveu o cantor.





Veja na íntegra o comentário de Bruno Gouveia, cantor da banda Biquine Cavadão:

Carnaval ao som de rock
14 de fevereiro de 2013


É tao raro a gente tocar no carnaval que, com o passar do tempo, acabamos elegendo este período como nossa época de ferias. No entanto, neste ano foi diferente. Dois shows no interior da Paraiba, que loucura!

E la fomos nós, num voo para Campina Grande e com muitas horas de ônibus ate Catole do Rocha, terra de Chico Cezar. Cidade pequena mas muito aprazível fomos participar do CatoleMix, onde Margareth Menezes, Vou a 2 e Cidade Negra ja tinham dado o recado nas noites anteriores. Honrados em representar o rock na noite, atacamos com um show cheio de surpresas. Incluimos Exagerado e Camila no repertorio e fizemos uma enorme festa com a galera. Ate arrisquei um Mama Africa pra homenagear o Chico Ao final, chamei os organizadores e agradeci o convite. Se Deus quiser, daremos bis no ano que vem

Seguimos para Cajazeiras, cidade quase na fronteira da Paraíba com o Ceará. Muito desenvolvida e bonita. O calor era de lascar mas todos pareciam descansar para a festa a noite. Passamos o som e víamos em cada rosto, cada um que passava por nos que a expectativa era enorme pro show. Para mim, era um desafio.

Já havíamos tocado em trio elétrico antes, mas só como convidado, como foi no carnaval em Salvador com Jammil e Margareth Menezes. Outras vezes a gente fez o show mas o trio ficava parado. Num trio, tudo muda, você tem que ter jogo de cintura, saber como se relacionar com o público abaixo enquanto você está no alto de um totem. Não gostava da idéia, confesso, preferia mil vezes tocar no palco que se apresentava no fim do percurso, mas qual não foi a minha surpresa ao ver 40 mil pessoas pulando ao redor de nós e a gente rapidamente se adaptando a tudo aquilo?

O resultado foi empolgante, foi elétrico, foi muito divertido. Adorei. Tenho que agradecer a todos de Cajazeiras pelo melhor carnaval que já passei na vida. A sensação que tinha era que estávamos sobrevoando a felicidade geral de todos ali. Inauguramos o Biquini Elétrico!


Ih, danou-se! Acho que agora a gente não vai mais ter descanso! Que venha o Carnaval de 2014!



Fotos: Facebook

CzAgora
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário