quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Asteroide de 45m de diâmetro ficará a 27 mil quilômetros da Terra na sexta

Cena de vídeo produzido pela Nasa mostra a aproximação do 2012 DA14: próxima visita ocorrerá em 2046. Foto: Nasa/Divulgação
Poucos devem notar, mas nesta sexta-feira um brilho discreto e incomum vai passar rapidamente pelos céus. O borrão luminoso será o sinal do maior asteroide a se aproximar do planeta desde que esses corpos se tornaram objeto de constante estudo e monitoramento, há 15 anos. Em termos espaciais, a rocha vai passar “de raspão” na Terra, a 27 mil quilômetros. Para se ter uma ideia, o corpo transitará numa linha entre os satélites de comunicação e os de GPS, 10 vezes mais perto do planeta que a Lua. Mas astrônomos asseguram que ele só está de passagem e que não há riscos de choque.

A visita, na verdade, deve ser fugaz: o asteroide conhecido como 2012 DA14 viaja a 28 mil quilômetros por hora, deixando para trás um brilho mais fraco que o de Vênus. A distância pode torná-lo aparentemente insignificante, mas o corpo tem 45m de diâmetro (o equivalente à metade de um campo de futebol) e pesa 130 mil toneladas. Ele poderia causar um impacto equivalente a 2,4 milhões de toneladas de dinamite se atingisse a superfície terrestre. A última vez que um corpo dessa dimensão se chocou contra o planeta foi em 1908, sobre a Sibéria, derrubando milhões de árvores.


Roberta Machado - Correio Braziliense
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário